Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Aberto da França WTA
  1. Tênis

WTA Aberto da França: Prévia, odds, h2h e onde assistir Swiatek x Paolini

Final inesperada de simples femininos em Paris. Este sábado, a atual campeã Iga Świątek vai defender o título, contra a surpreendente Jasmine Paolini, que nunca tinha passado da segunda rodada.

A polonesa cumpriu todas as previsões ao chegar à final do Aberto da França pela terceira vez consecutiva para lutar por seu quarto título, após vencer em 2020, 2022 e 2023. O que torna essa final inesperada é a presença de Jasmine Paolini, que em apenas um dos 16 Grand Slams anteriores em que participou havia superado a segunda rodada.

Dados-chave da partida

  • Iga Świątek venceu 20 de suas 21 partidas no saibro nesta temporada.

  • A polonesa venceu 34 das 36 partidas que disputou no Aberto da França desde sua estreia no torneio.

  • Paolini nunca havia passado da segunda rodada do Aberto da França até este ano.

  • A italiana sonha ser a oitava vencedora do torneio nos últimos dez anos.

Horário e onde assistir à final feminina do Aberto da França

A partida entre Iga Świątek e Jasmine Paolini pela final da chave feminina do Aberto da França 2024 será disputada no sábado, 8 de junho, às 10h00 de Brasília.

No Brasil, a final será transmitida ao vivo na ESPN (TV fechada) e na plataforma de streaming Star+, assim como no serviço de transmissão ao vivo da bet365.

Odds para vencer o WTA Aberto da França

Iga Swiatek = 1,05

Jasmine Paolini = 11,00

*As cotações citadas podem apresentar divergências, pois, ainda que corretas no momento da publicação do artigo, sofrem alterações em tempo real.

A número um do mundo é a favorita para vencer o torneio parisiense pelo terceiro ano consecutivo.

As chances de sucesso da principal cabeça de chave dispararam depois que a campeã do Aberto da Austrália, Aryna Sabalenka, e a vencedora de Wimbledon em 2022, Elena Rybakina, foram derrotadas nas quartas de final.

Sua adversária, 12ª cabeça de chave em Paris, está abrindo novos caminhos em sua carreira, tendo chegado à sua primeira final de Grand Slam.

Histórico de confronto direto (h2h) ente Swiatek e Paolini

Esta será a terceira vez que as duas tenistas se enfrentam, com Iga Świątek levando a melhor nos dois confrontos anteriores.

O primeiro duelo foi há seis anos, ainda no circuito da ITF, quando a polonesa estava prestes a completar 17 anos e ocupava a 342ª posição no ranking. Mesmo assim, Iga venceu por 6-2 e 6-1 no saibro de Praga contra uma adversária cinco anos mais velha e classificada 160 posições acima.

O encontro seguinte foi quatro anos depois, na rodada de abertura do US Open, que Swiatek acabou vencendo.

Como chega Iga Świątek?

Após derrotar Aryna Sabalenka em três sets na final de Madri, Swiatek perdeu apenas um set nas 12 partidas que realizou a caminho do título de Roma e da atual final do Aberto da França. Esse único deslize ocorreu em sua partida de segunda rodada em Paris contra Naomi Osaka e, desde então, a polonesa perdeu apenas 14 games em quatro partidas.

Essa estatística é ainda mais notável quando se considera que Iga enfrentou Coco Gauff, número 3 do mundo, finalista do Aberto da França em 2022 e atual campeã do Aberto dos Estados Unidos, nas semifinais. No entanto, a jovem norte-americana pouco pôde fazer contra a líder do ranking mundial, que precisou de pouco mais de uma hora e meia para vencer (6/2 e 6/4) para chegar em mais uma final.

Com esse alto nível de jogo, tudo indica que no sábado Swiatek irá vencer seu quarto Aberto da França, aos 23 anos.

Como chega Jasmine Paolini?

Com 28 anos e contra todas as probabilidades, Paolini chegou muito mais longe do que o esperado.

É verdade que, em fevereiro, ela conseguiu um inesperado triunfo no WTA 1000 Dubai, mas vale lembrar que ela não enfrentou nenhuma adversária do top-10 mundial para chegar ao título.

Desde então, ela não havia vencido mais do que duas partidas seguidas e chegou a Paris com um registo de quatro vitórias e três derrotas no saibro.

No Aberto da França, onde nunca havia passado da segunda rodada, ela surpreendeu com seu alto nível, especialmente quando nas quartas de final, eliminou a número quatro do mundo Elena Rybakina pelas parciais de 6-2, 4-6 e 6-4.

Nas semifinais, a italiana precisou de apenas uma 1h15 para derrotar Mirra Andreeva, a jovem promissora que havia eliminado Aryna Sabalenka nas quartas.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.