Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Wimbledon
  1. Tênis

Wimbledon: Revisão da final masculina

Atualizações diárias de cada dia da chave masculina de simples em Wimbledon.

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

Dia 14: Alcaraz é o novo campeão

Carlos Alcaraz destronou Novak Djokovic como campeão de Wimbledon e terminou com um domínio desse torneio por quatro tenistas: Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal e Andy Murray.

Com apenas 20 anos, o espanhol venceu o seu primeiro título no gramado do All England Club e o seu segundo Grand Slam, ao bater na final o sérvio por 1-6, 7-6, 6-1, 3-6 e 6-4. A partida foi titânica, disputada em cinco sets e demorou quatro horas e 43 minutos.

Alacaraz é o quinto espanhol a vencer em Wimbledon em simples, depois de Manolo Santana, Conchita Martínez, Garbiñe Muguruza e Rafa Nadal o terem feito antes. Com 20 anos apenas ele é o mais novo desse grupo a vencer na grama londrina e o terceiro mais novo de sempre, atrás apenas de Boris Becker e Bjorn Borg, na era Open.

Carlitos não começou bem e viu o seu rival vencer o primeiro set por contundentes 6-1, um resultado que parecia apontar para uma vitória tranquila do sérvio.

No segundo set, o espanhol respondeu, mesmo sob intensa pressão do adversário, e levou o set pata o tie-break. Novamente, tudo parecia favorecer Djokovic que esta época ainda não tinha perdido nenhum dos 15 tie-breaks que disputou, mas Carlitos se superou e empatou a partida.

O até então campeão pareceu vacilar com a contrariedade e perdeu o terceiro set pelos mesmos 6-1 com que venceu o primeiro. Mas Nole nunca desiste e melhorou no quarto set, empatando a partida a 2-2.

No derradeiro set, o memento crucial chegou quando estavam empatados a 1-1. Alcaraz conseguiu a quebra de saque que tanto precisava e depois defendeu a sua vantagem, alcançando a histórica vitória.

Com isso, o espanhol vai também continuar como número um do ranking ATP.

Dia 13: Descanso antes da esperada final

Na final, o sérvio vai enfrentar Carlos Alcaraz e além do título de Grand Slam, os dois vão decidir a liderança do ranking que irá para o vencedor. 

Lembramos que se Djokovic ganhar, ele iguala o recorde de simples masculinos de Roger Federer neste torneio.

Heptacampeão de Wimbledon, Novak Djokovic vai em busca do quinto título sucessivo na grama de Londres frente à sensação espanhola que apesar de ter apenas 20 anos já conquistou um título de Grand Slam (US Open 2022) e vai jogar aqui sua segunda final deste nível.

A partida será no domingo, em horário ainda a definir, e até lá os dois tenistas descansam e se preparam mentalmente para o duelo.

O confronto direto entre ambos está empatado em 1-1, sempre em semifinais, com o espanhol tendo ganho no Masters 1000 de Madrid em 2022, e o sérvio levando a melhor no último Aberto da França.

Dia 12: Finalistas decididos

Destaques das partidasResultados
Jannik Sinner (8) x Novak Djokovic (2)3-6, 4-6 e 6-7 (4-7)
Carlos Alcaraz (1) x Daniil Medvedev (3)6-3, 6-3 e 6-3

Semifinal 2: Alcaraz não deu hipóteses

Se esperava um encontro equilibrado, mas nem duas horas foram necessárias (1h50 de jogo) para que Carlos Alcaraz marcasse vaga na final de Wimbledon pela primeira vez na carreira.

O triplo 6-3 é bem demonstrativo da força do espanhol perante um Daniil Medvedev que esteve abaixo do seu nível habitual.

O número três do mundo não teve soluções para um Carlitos que desde o início se mostrou determinado a vencer, controlando as jogadas em todas as partes da quadra.

O único esboço de recuperação do russo surgiu a meio do terceiro set, quando quebrou duas vezes o serviço do espanhol, mas já era tarde e o número um do mundo voltou a pisar no acelerador para fechar o placar.

No final do encontro, Carlitos estava claramente feliz, não só com o resultado, mas também com seu desempenho, considerando que essa semifinal foi uma das suas melhores partidas de sempre e afirmando até que a grama pode se tornar seu melhor piso.

Semifinal 1: Djokovic está ao melhor nível

Aos 36 anos, o sérvio de movimenta na quadra como os jovens que vem enfrentando e mostra uma qualidade de tênis que é a junção perfeita de sua experiência, força mental e incrível técnica. 

Na sexta-feira, frente a Jannik Sinner, ele não deu hipóteses e cravou vaga na 35ª final de Grand Slam da sua carreira. 

Em 2h32 minutos, Djokovic foi superior, anulando as chances do italiano, oitavo do ranking mundial, para vencer pelas parciais de 6-3, 6-4 e 7-6 (7-4). 

Sinner teve três break-points no primeiro set, um no segundo e outros dois no terceiro, mas não foi eficaz perante a força implacável do veterano que não se deixou abater nem mesmo por um par de chamadas controversas do juiz da partida. 

Vale notar que com esta vitória o heptacampeão estendeu sua incrível série - não só não perde em Wimbledon desde 2017, como não é batido na Quadra Central desde a final de 2013 contra Andy Murray e segue como favorito, com odds de 1,53, para conquistar seu 24º título de Grand Slam.

Dia 11: Descanso antes das semifinais

Após Carlos Alcaraz e Daniil Medvedev terem vencido suas respetivas partidas para chegar nas semifinais, onde se juntam a Jannick Sinner e Novak Djokovic, o dia 11 de Wimbledon não teve nenhuma disputa de simples masculinos.

As quadras ficaram reservadas para os jogos de simples femininos e de duplas, enquanto os quatro semifinalistas masculinos descansam e se preparam para os confrontos de sexta-feira.

Dia 8: Eubanks continua surpreendendo

Destaques das partidasResultados
Daniil Medvedev (3) x Jiri Lehecka6-4 y 6-2
Christopher Eubanks x Stefanos Tsitsipas (5)3-6, 7-6, 3-6, 6-4 y 6-4
Hubert Hurkacz (17) x Novak Djokovic (2)6-7, 6-7, 7-5 y 4-6
Grigor Dimitrov (21) x Holger Rune (6)6-3, 6-7, 6-7 y 3-6
Carlos Alcaraz (1) x Matteo Berrettini3-6, 6-3, 6-3 y 6-3

Sem dúvida, uma das surpresas do torneio no masculino é Chris Eubanks que chegou às quartas de final após derrotar o grego Stefanos Tsitsipas em cinco sets e de virar a partida duas vezes. O norte-americano, que também derrotou outro adversário difícil como Cameron Norrie, está fazendo um torneio espetacular e é, junto com Roman Safiullin, a sensação do torneio. 

Nas quartas de final, ele terá de enfrentar Daniil Medvedev, que está bastante mais descansado e fresco para o encontro, tendo jogado apenas dois sets contra o tcheco Jiri Lehecka, que foi forçado a se aposentar do duelo devido a uma lesão no pé. 

O grande favorito a levantar o troféu, Novak Djokovic, conseguiu garantir sua vaga nas quartas de final ao terminar finalmente a partida contra Hubert Hurkacz, que havia começado no dia anterior. Apesar de perder o terceiro set, o atual campeão superou uma partida que durou mais de três horas, mostrando que Wimbledon ainda é seu território. O sérvio quer continuar provando isso por mais um ano e se o fizer, irá igualar os recordistas oito títulos de Roger Federer em simples masculinos. 

Na próxima rodada, Nole enfrentará o russo Andrey Rublev. 

Já Holger Rune, eliminou Grigor Dimitrov após se recuperar de um set perdido e mostrar que este pode ser seu ano, chegando pela segunda vez consecutiva às quartas de final de mais um Grand Slam. Seu adversário será Carlos Alcaraz, que jogou a última partida de segunda-feira, onde teve que sofrer contra um grande Matteo Berrettini. 

O jogador espanhol perdeu o primeiro set por 6-3, mas se recuperou e cravou virada, vencendo os três sets seguintes pelo mesmo placar. Ele superou um início ruim e, ao garantir seu saque, conseguiu vencer uma partida difícil que acabou sendo disputada sob luz artificial e com o teto da quadra fechado.

Dia 7: Sinner imparável e Safiullin a revelação

Destaques das PartidasResultados
Andrey Rublev x Alexander Bublik7-5, 6-3, 6-7, 6-7 e 6-4
Grigor Dimitrov x Frances Tiafoe2-6, 3-6 e 2-6
Roman Safiullin x Denis Shapovalov3-6, 6-3, 6-1 e 6-3
Jannik Sinner x Daniel Elahi Galán7-6, 6-4 e 6-3

As primeiras partidas das oitavas de final tiveram duelos desiguais e uma batalha de mais de três horas. Andrey Rublev venceu em cinco sets contra Alexander Bublik, em um encontro duro onde o russo conseguiu aproveitar o seu melhor jogo.

Porém, Rublev começou bem vencendo os dois primeiros sets, mas quase permitiu a virada ao perder os dois sets seguintes. Finalmente ele garantiu a passagem para as quartas de final, onde vai defrontar o vencedor do encontro entre Novak Djokovic e Hubert Hurkacz, que será decidido esta segunda-feira.

Roman Safiullin é a grande surpresa deste torneio. O russo é o número 92 do mundo e esta é a sua primeira participação em Wimbledon, conseguindo até agora a presença nas quartas de final, após eliminar Denis Shapovalov em quatro sets.

Estes resultados servem de aviso a Jannik Sinner, que será o seu adversário nas quartas. O italiano venceu tranquilamente contra Elahi Galán, em três sets. Porém, Sinner defrontou até ao momento tenistas abaixo no número 78 do ranking ATP. Agora terá pela frente a revelação do torneio.

Também este domingo se disputou a partida da terceira rodada entre Grigor Dimitrov e Frances Tiafoe. O búlgaro venceu sem grandes problemas em três sets, disputados em pouco mais de uma hora e meia, mostrando que é um tenista a ter em atenção. Esta segunda-feira defrontará Holger Rune, nas oitavas.

Dia 5: Favoritos seguem seguem em frente

Destaques das partidasResultados
Roberto Carballés Baena x Holger Rune (6) – 2ª rodada3-6, 6-7 e 4-6
Matteo Berrettini x Alex de Minaur (15) – 2ª rodada6-3, 6-4 e 6-4
Daniil Medvédev (3) x Adrian Mannarino – 2ª rodada6-3, 6-3 e 7-6
Lorenzo Musetti (14) x Hubert Hurkacz (17)6-1, 2-6, 6-4 e 6-3
Alexander Zverev (19) x Yosuke Watanuki – 2ª rodada6-4, 5-7, 6-2 e 6-2
Carlos Alcaraz (1) x Alexandre Muller – 2ª rodada6-4, 7-6 e 6-3
Jannik Sinner (8) x Quentin Halys3-6, 6-2, 6-3 e 6-4
Andy Murray x Stéfanos Tsitispas (5) – 2ª rodada6-7, 7-6, 6-4, 6-7 e 4-6
Stanislas Wawrinka x Novak Djokovic (2)3-6, 1-6 e 6-7
Andrey Rublev x David Goffin6-3, 6-7, 7-6 e 6-2

Em um dia cheio, com as quadras se dividindo em jogos das segunda e terceira rodadas, os principais cabeças de chave cumpriram e venceram suas partidas. 

Carlos Alcaraz, Daniil Medveded e Stefanos Tsitsipas, em jogos atrasados, confirmaram suas presenças na terceira rodada de Wimbledon, enquanto Novak Djokovic cravou vaga nas oitavas de final do torneio. 

O espanhol superou Alexandre Muller em três sets, em uma partida tranquila para o número um do mundo, que tem tido uma participação muito sólida no All England Club, mas enfrenta um adversário muito duro, o chileno Nicolas Jarry, já no sábado. 

Outras vitórias simples foram a de Daniil Medvedev, que parece ter finalmente encontrado sua forma na grama, e de Holger Rune, que está mostrando um ótimo nível de jogo e pode ser uma das surpresas do torneio. 

Já Alexander Zverev, Jannik Sinner e Andrey Rublev sofreram um pouco mais e precisaram de quatro sets para avançar para as respetivas fases seguintes. 

Mais difícil ainda foi a tarefa de Stéfanos Tsitsipás, que só conseguiu vencer o veterano Andy Murray, ex-campeão de Wimbledon, no quinto set e vai, com certeza, estar fisicamente muito desgastado para seu próximo encontro com o sérvio Laslo Djere. 

Também vale a pena mencionar o ótimo nível que Matteo Berretini está mostrando, depois de viver um 2023 um tanto irregular. O italiano derrotou Alex de Minaur, provando que esse é uma de suas competições favoritas - foi finalista em 2021. 

No entanto, o destaque do dia foi Novak Djokovic que continua se mostrando imbatível, fortalecendo sua candidatura ao título a cada dia que passa. Em pouco mais de duas horas de jogo, o sérvio bateu Stanislas Wawrinka e segue seu caminho rumo a um recordista 24º Grand Slam de simples masculinos.

Dia 3: Djokovic no caminho certo

Destaques das partidasResultados
Sho Shimabukuro x Grigor Dimitrov1-6, 2-6 e 1-6
Frances Tiafoe x Yibing Wu7-6, 6-3 e 6-4
Daniil Medvedev x Arthur Fery7-5, 6-4 e 6-3
Roman Safiullin x Roberto Bautista2-6, 7-6, 6-7, 6-4 e 7-5
Christopher Eubanks x Thiago Monteiro4-6, 7-5, 7-5 e 6-3
Jordan Thompson x Novak Djokovic3-6, 6-7 e 5-7
Jannik Sinner x Diego Schwartzman7-5, 6-1 e 6-2
Denis Shapovalov a Radu Albot5-7, 6-4, 6-2 e 6-2

O número um do mundo, Novak Djokovic, garantiu sua vaga na terceira rodada com uma vitória difícil sobre Jordan Thompson. 

Depois de um primeiro set relativamente fácil, Djokovic teve que disputar um tie-break no segundo, e doze games no terceiro e último set. Nole esteve seguro em seu saque e não cometeu muitos erros para não dar oportunidades a um Thompson que batalhou para não deixar a partida. 

O sérvio vai enfrentar o vencedor do jogo Tomás Etcheverry x Stan Wawrinka na terceira rodada. 

Já o número 1 do Brasil, Thiago Monteiro, foi eliminado de virada por Christopher Eubanks. Com 28 aces, o norte-americano estreou em alta, vencendo pelas parciais de 4-6, 7-5, 7-5 e 6-3 em 2h50 de partida. 

Atual 43º do ranking, Eubanks vai enfrentar na segunda rodada um dos cabeças de chave, o britânico Cameron Norrie, número 13 do mundo.

Foram necessárias quase quatro horas de jogo, mas Stefanos Tsitsipas conseguiu superar o austríaco Dominic Thiem em cinco sets e três tiebreaks. Os duros testes do grego no saibro londrino continuam, já que ele vai enfrentar agora o ídolo local Andy Murray, na quinta-feira.

Destaque ainda para as vitórias de Daniil Medvedev, que resolveu sua partida contra o britânico Fery em três sets, e de Jannick Sinner, que enfrentou Diego Schwartzman.

Dia 2: Chuva no centro das atenções

Destaques das partidasResultados
Carlos Alcaraz x Jeremy Chardy6-0, 6-2 e 7-5
Ryan Peniston x Andy Murray 3-6, 0-6 e 1-6
Cameron Norrie x Tomas Machac6-3, 4-6, 6-1 e 6-4

A chuva de Londres interrompeu um total de treze partidas, incluindo as de Roberto Bautista Agut, Holger Rune e Stefanos Tsitsipas. Apenas as partidas disputadas na quadra central com o teto sobre a quadra puderam ser concluídas.

Em uma dessas partidas, foi Carlos Alcaraz quem brilhou mais uma vez, eliminando o francês Jeremy Chardy em três sets. Em apenas uma hora, o espanhol já havia vencido dois sets, mas no terceiro Chardy resistiu e adiou o final da partida um pouco mais do que o esperado.

Alcaraz fez sua estreia da melhor maneira possível, ganhando confiança e consolidando seu jogo. Na segunda rodada, o espera outro francês, que sairá do duelo entre Alexandre Muller e Arthur Rinderknech.

As restantes partidas em quadra coberta foram voltadas para o público local, pois foram disputadas por tenistas britânicos.

O astro Andy Murray derrotou o também britânico Ryan Peniston em três sets e terá pela frente um adversário difícil na próxima fase, seja Dominic Thiem ou Stefanos Tsitsipas.

Já o número um britânico, Cameron Norrie, precisou de quatro sets para derrotar o tcheco Machac, em uma partida com muitos erros não forçados.

O terceiro tenista local na competição foi Daniel Evans, que surpreendeu pela negativa ao perder contra todas as probabilidades para o francês Quentin Halys.

Dia 1: Os favoritos não falham

Destaques das partidasResultados
Lorenzo Musetti x Juan Pablo Varillas6-3, 6-1 e 7-5
Andrey Rublev x Max Purcell6-3, 7-5 e 6-4
Albert Ramos-Viñolas x Hubert Hurkacz1-6, 4-6 e 4-6
Pedro Cachín x Novak Djokovic3-6, 3-6 e 6-7
John Isner x Jaume Munar6-4, 3-6, 4-6 e 4-6
Laurent Lokoli x Casper Ruud1-6, 7-5, 4-6 e 3-6
Alexander Bublik x Mackenzie McDonald6-7, 6-4, 6-4 e 6-4
Miomir Kecmanovic x Diego Schwartzman0-6, 3-6 e 4-6
Emil Ruusuvuori x Stan Wawrinka5-7, 5-7 e 6-4
Jannik Sinner x Juan Manuel Cerúndolo6-2, 6-2 e 6-2

Primeiro dia sem surpresas no masculino, com o número um do mundo e atual campeão, Novak Djokovic batendo Pedro Cachín. Em três sets e pouco mais de duas horas, o principal favorito ao título não teve piedade de um Cachín que lutou, mas sem prêmio final, apesar de fechar um bom terceiro set decidido no tie-break.

Nole agora enfrenta a segunda rodada onde terá pela frente Jordan Thompson que teve sérias dificuldades para vencer o americano Nakashima em cinco sets e depois de mais de três horas e meia de partida.

Casper Rudd resolveu sua partida contra o francês Laurent Lokoli sem muitos problemas, apesar de ter perdido o segundo set. Dois sets concentrados depois, o norueguês vai enfrentar a surpresa local Lucas Broady na segunda rodada. Acredite ou não, Ruud iguala assim seu melhor resultado em Londres, como no ano passado. Ele nunca venceu na segunda rodada em suas três participações anteriores.

Jaume Munar derrotou John Isner em quatro sets e após quase três horas de jogo, depois de também se recuperar de um set perdido. Uma grande partida para o jogador maiorquino, que resistiu aos golpes do americano e seus 17 ases. Na segunda rodada, Munar jogará contra a nova sensação italiana, Lorenzo Musetti, que eliminou o peruano Varillas em três sets.

Nas restantes partidas, destacamos as vitórias de Andrey Rublev em três sets, bem como as de Diego Schwartzman e Jannik Sinner por resultados idênticos. A única surpresa negativa foi a derrota de Félix Auger-Aliassime, que foi eliminado de Wimbledon ao perder para o americano Michael Mmoh em quatro sets. Os maus resultados continuam para o canadense, que desde março tem acumulado mais derrotas do que vitórias.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.