Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Wimbledon
  1. Tênis

Wimbledon: Prévia do dia 14 - final masculina

Uma análise diária aos encontros mais importantes de Wimbledon 2023 em simples masculinos.

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

Partida simples masculinos dia 14HoraQuadra
Carlos Alcaraz (1) vs. Novak Djokovic (2)10.00Quadra Central

Dia 14: Alcaraz quer destronar Djokovic

O quê:Dia 14 de Wimbledon 2023 (simples masculinos)
Onde:All England Club, Londres
Quando:Domingo dia 16 de julho
Como assistir:ESPN, Sportv, Star+

Carlos Alcaraz vai defrontar Novak Djokovic este domingo na final do Grand Slam de Wimbledon, repetindo o encontro das semifinais do Aberto de França, onde perdeu contra o sérvio.

O espanhol afastou Daniil Medvedev nas semifinais em apenas três sets e vai tentar vencer o título no All England Club pela primeira vez. O sérvio eliminou Jannik Sinner também em três sets e procura o seu oitavo troféu em Wimbledon, igualando o recorde de Roger Federer.

Se espera um encontro emocionante entre os dois melhores tenistas do momento.

A vitória de Alcaraz em três sets, com um triplo 6-3, que durou uma hora e 50 minutos, não mostra as dificuldades que o russo colocou ao espanhol.

Djokovic teve uma partida parecida contra Sinner, que foi uma das grandes surpresas do torneio. A partida terminou com 6-3, 6-4 e 7-6, e demorou duas horas e 47 minutos.

Este será o terceiro encontro entre Alcaraz e Djokovic. O primeiro venceu o espanhol, o segundo foi na semifinal do Aberto de França e agora, em Wimbledon, veremos o desempate. Esta é também a primeira vez que se enfrentam em grama e em uma final de um Grand Slam.

Djokovic é um dos melhores tenistas de sempre em grama e em especial no All England Club. A última vez que o sérvio perdeu neste recinto foi em 2017, nas quartas de final contra Tomás Berdych. Desde então conseguiu 34 vitórias consecutivas, resultando em quatro troféus conquistados.

Também em jogo está o número um do ranking ATP, que pertence de momento ao espanhol.

Dia 12: Quem serão os finalistas?

Os quatro semifinalistas masculinos de Wimbledon são o quarteto que liderava as apostas para o título antes deste Grand Slam se iniciar.

Novak Djokovic, Carlos Alcaraz, Daniil Medvedev e Jannik Sinner têm odds de 1,50, 3,40, 12,00 e 13,00, respectivamente, para levantar o troféu deste ano no All England Club.

Mas, embora muitos esperem um encontro entre os dois primeiros, os favoritos têm que ultrapassar duros testes para que a decisão pelo título seja entre os dois melhores jogadores do mundo. 

Por um lado, o atual campeão de Wimbledon enfrenta Jannik Sinner, uma das grandes promessas do circuito e um adversário que ele derrotou nos dois confrontos anteriores. 

O caso do número um do ranking da ATP é bem diferente. Não só Carlitos apenas venceu um dos dois confrontos que efetuou contra Daniil Medvedev, como o russo foi um dos dois únicos jogadores que o derrotaram nesta superfície.

Sinner pode causar problemas ao hepta-campeão

O quê:Jannik Sinner x Novak Djokovic
Onde:All England Club, Londres (Inglaterra)
Quando:sexta-feira, 14 de julho, às 09h30 de Brasília
Como assistir:ESPN, Sportv, Star+
Cotações:Jannik Sinner = 5,00 / Novak Djokovic = 1,16

A primeira das semifinais coloca Sinner contra Djokovic e essa disputa deve ocorrer sob o teto da quadra central dadas as previsões de chuva. 

O italiano liderou Djokovic por dois sets a zero nas quartas de final de Wimbledon no ano passado, apenas para ver o super sérvio se recuperar e triunfar em cinco sets por um placar de 5-7, 2-6, 6-3, 6-2 e 6-2. 

Agora, Sinner tem o técnico Darren Cahill em sua equipe e, embora a mágica não tenha funcionado bem no Aberto da França, quem pode dizer que isso não acontecerá nas quadras britânicas? 

A torcida de Djokovic vai lembrar que as cinco vitórias do tenista foram incontestáveis e que ele perdeu apenas dois sets em todo o processo, dominando o grande saque de Hubert Hurkacz nos pontos cruciais do tiebreak para superar o confronto das oitavas. 

Mas também não podemos esquecer que Nole teve uma chave acessível e foi surpreendido por Andrey Rublev nas quartas, perdendo o primeiro set contra um tenista que não tem as mesmas armas. 

O favoritismo do atual campeão é claro, assim como sua força mental e experiência nesse tipo de partida. Porém, contra Sinner, o sérvio terá de estar ao seu melhor, já que o italiano é fisicamente forte e chega motivado à sua primeira semifinal de um Grand Slam.

Alcaraz deve ser demais para o terceiro cabeça de chave

O quê: Carlos Alcaraz x Daniil Medvedev
Onde: All England Club, Londres (Inglaterra)
Quando: sexta-feira, 14 de julho de 2023, a partir das 11h30 de Brasília
Como assistir: ESPN, Sportv, Star+
Cotações: Carlos Alcaraz = 1,36 / Daniil Medvedev = 3,20

Foi há apenas dois anos, em Wimbledon, que Medvedev derrotou Alcaraz por 6-4, 6-1 e 6-2 na segunda rodada. Mas desde então, o espanhol se vingou com um triunfo por 6-3 e 6-2 no Masters de Indian Wells, em março. 

Considerando que Alcaraz é uma força tão grande nas quadras rápidas quanto nas lentas, ele parece ser o vencedor mais provável, mesmo que seja obrigado a lutar pela vitória.

Com apenas 20 anos, Alcaraz parece ter um desempenho mais completo em quadras rápidas do que até Rafael Nadal tinha com sua idade, o que é uma boa mostra do que Medvedev está enfrentando.

Os resultados do espanhol durante o torneio foram sensacionais e ele perdeu apenas dois sets em suas cinco partidas e com um caminho complicado, onde enfrentou nomes como Nicolas Jarry, Matte Berrettini e Holger Rune.

Já Daniil Medvedev vinha de um desempenho quase perfeito, mas teve de passar por cinco sets para derrotar a sensação do torneio, Christopher Eubanks, nas quartas de final. Esse desgaste físico pode pesar nesta sua primeira semifinal de Grand Slam em quadra dura, especialmente porque o russo é propenso a cometer erros quando o resultado não está a seu favor.

Dia 10: Alcaraz com duelo difícil

O quê:Dia 10 de Wimbledon 2023 (simples masculinos)
Onde:All England Club, Londres
Quando:Quarta-feira dia 12 de julho
Como assistir:ESPN, Sportv, Star+

 

Novak Djokovic e Jannik Sinner venceram tranquilamente os seus encontros das quartas de final, contra Andrey Rublev e Roman Safiullin respectivamente. Agora, esta quarta-feira se espera o mesmo dos favoritos Daniil Medvedev e Carlos Alcaraz.

Medvedev vai defrontar o tenista sensação do torneio este ano, Chritopher Eubanks. O russo está a fazer a sua melhor participação em Wimbledon, onde nunca tinha passada da quarta rodada. Mais ainda, perdeu apenas um set nas quatro partidas que já disputou e tem a vantagem de não ter sofrido um desgaste muito grande nas oitavas porque o seu adversário, Jirí Lehecka, abandonou por lesão.

O número três mundial venceu cinco títulos este ano e chegou a seis finais, o que faz dele o segundo tenista masculino com mais vitórias, atrás de Alcaraz. Medvedev tem 41 vitórias em 49 partidas.

Eubanks é a zebra do gramado londrino deste ano, ao eliminar rivais teoricamente muito superiores como Cameron Norrie e Stefanos Tsitsipas. Mas essas vitórias trazem um desgaste físico grande, com mais sets disputados e mais tempo na grama do All England Club, um fator que pode ser decisivo nesse encontro das quartas.

Na outra partida, Alcaraz vai brigar com Holger Rune pela passagem às semifinais. O espanhol surgiu no tênis mundial como um sucessor à geração de grandes tenistas e como a alternativa a Djokovic. 

Com apenas 20 anos, Alcaraz já provou toda a sua qualidade, liderando de momento o ranking ATP e sendo o jogador com mais vitórias esta temporada.

Ele tem 40 vitórias em 44 partidas, conseguindo cinco títulos em 2023 e seis finais. Porém, a grama é a superfície que ele menos gosta, mas está melhorando e vai mostrando que também tem qualidade em quadras de gramado.

O encontro com Rune será mais uma prova de fogo para provar o seu valor. O espanhol defrontou o dinamarquês duas vezes antes, com uma vitória para cada um, ainda que a derrota de Alcaraz tenha sido por lesão.

Esta é uma estreia de ambos nas quartas de final de Wimbledon, com o espanhol a ser o favorito, não só pela sua posição no ranking e pelos seus títulos, mas também pela sua maior experiência em grama e por sofrer menos para chegar às quartas.

Dia 9: Início das quartas de final

O quê: Dia 9 de Wimbledon 2023 (simples masculinos)
Onde: All England Club, Londres (Inglaterra)
Quando: Terça-feira, 11 de julho de 2023
Como assistir: ESPN, Sportv, Star+
Cotações: Novak Djokovic = 1,50 / Carlos Alcaraz = 3,60 / Daniil Medvedev = 10,00 / Jannik Sinner = 12,00 / Holger Rune = 26,00

As quartas de final em Wimbledon começam esta terça-feira com dois jogos e com favoritos claros para chegar às semifinais: Novak Djokovic e Jannik Sinner. 

Na primeira partida, o italiano enfrentará Roman Safiulin, que está sendo uma das grandes surpresas do torneio. Poucos imaginariam que o russo passasse da primeira ou segunda rodada, mas depois de quatro vitórias, ele está entre os oito melhores, sem pressão e pronto para continuar surpreendendo. 

Não será fácil, já que Sinner chega com apenas um set perdido, vem jogando um tênis brilhante e está cheio de confiança. Além disso, esta será a terceira vez que ele jogará na mesma quadra, onde derrotou impiedosamente Diego Schwartzman e Daniel Elahi Galan, ambos em três sets. 

Com odds de 1,14 para ganhar e de 2,10 para o fazer em três sets, o italiano, número oito do mundo, é favorito para bater o rival, que é o 92º no ranking da ATP. 

Um pouco mais tarde, na Quadra Central, se inicia a grande partida do dia. Frente a Andrey Rublev, Djokovic, que busca seu nono título de Wimbledon, terá um segundo duro teste. 

Após a difícil partida contra Hubert Hurkacz, o sérvio enfrenta agora o sétimo cabeça de chave. Rublev teve um caminho muito complicado até aqui, perdendo quatro sets no total, mas conseguiu resolvê-lo com maestria. Hoje ele começará com menos pressão do que Djokovic, que tem obrigação de vencer. 

Vale lembrar que essa será a primeira vez que os dois se enfrentam na grama. Até agora, eles se enfrentaram quatro vezes, com três vitórias para Nole e uma para o russo. Todos esses duelos foram a partir de 2021 e sempre em fases importantes, como o ATP Finals, uma final em Belgrado ou as quartas de final do Aberto da Austrália.

Dia 8: Alcaraz ao seu melhor

A presença de Carlos Alcaraz nas oitavas de final de Wimbledon significa que o espanhol iguala o seu melhor resultado na grama do All England Club.

Alcaraz tem mostrado o seu bom momento ao derrotar de forma indiscutível os seus adversários das três primeiras rodadas: Jéremy Chardy (6-0, 6-2 e 7-5), Alexandre Muller (6-4, 7-6 e 6-3) e Nicolás Jarry (6-3, 6-7, 6-3 e 7-5).

Porém, a competição vai ficando cada vez mais difícil com adversários de maior qualidade. Mais ainda, os outros quatro principais cabeças de chave continuam na briga pelo título: Novak Djokovic, Stefanos Tsitsipas, Daniil Medvedev e Holger Rune.

O sérvio está a um set de passar às quartas, após o seu encontro com Hubert Hurcacz deste domingo ter sido interrompido quando número dois do ranking vencia por 7-6 e 7-6.

Nas quartas estão já Andrey Rublev, Jannik Sinner e a grande surpresa até ao momento, Roman Safiullin. O russo número 92 mundial é o primeiro tenista a alcançar as quartas de final em Wimbledon na primeira participação no torneio.

Esta segunda-feira, Tsitsipas é o claro favorito contra Christopher Eubanks. Os bons resultados do americano deverão parar contra o grego que é bem mais experiente neste tipo de torneios. Tsitsipas tem apenas o problema do seu desgaste físico. Dois dos seus três encontros até ao momento foram até ao quinto set.

Medvedev terá do outro lado da quadra Jirí Lehecka, tenista checo que ele nunca defrontou antes. O russo está em boa forma, ele que perdeu apenas um set nas suas três primeiras rodadas. Lehecka tem a complicada tarefa de eliminar um dos tenistas em melhor forma, juntando o desgaste físico que sofreu na rodada anterior, forçado a disputar cinco sets por Tommy Paul.

A partida mais equilibrada deverá ser entre Grigor Dimitrov e Holger Rune. O dinamarquês tem uma melhor posição no ranking, mas sofreu um maior desgaste até ao momento. O búlgaro gosta de jogar na grama e venceu todos os seus encontros até ao momento em três sets.

Alcaraz tem uma prova de fogo contra Matteo Berrettini. O espanhol venceu dois dos três encontros anteriores com o italiano, mas Berrettini é especialista em grama e chegou á final neste Grand Slam em 2021.

Porém, o italiano tem sofrido com lesões nos últimos meses e isso pode ser fundamental nesta partida. O registro de sete vitórias e sete derrotas em 2023 de Berrettini dá favoritismo ao espanhol, mas não será fácil.

Dia 7: Djokovic de olho nas quartas

Este domingo é o primeiro dia das oitavas de final de Wimbledon, com o destaque a cair no encontro de Novak Djokovic. O tenista sérvio vai defrontar Hubert Hurcacz no último duelo do dia.

Este domingo terá uma partida extra, pois não foi possível terminar o encontro entre Frances Tiafoe e Grigor Dimitrov no sábado. Os dois tenistas reatarão a confronto no terceiro jogo do terceiro set, com o búlgaro a dominar até ao momento com os parciais de 6-2, 6-3 e 1-2.

Djokovic terá do outro lado da quadra o rival mais forte até ao momento. O polonês está em boa forma, após vencer nas três rodadas anteriores sem perder um único set. A sua vitória indiscutível contra Lorenzo Musetti, na rodada anterior, promete que Hurcacz vai brigar com o atual campeão deste torneio.

Mas o sérvio parece de momento imbatível. Será muito difícil alguém conseguir parar Djokovic, que caminha para igualar o registro recorde de oito vitórias em Wimbledon que pertence a Roger Federer. A sua vitória na terceira rodada contra Stanislas Wawrinka não foi muito mais do que um treino mais intenso.

Antes de tudo isso, Andrei Rublev e Alexander Bublik iniciam as partidas das oitavas. Um encontro muito interessante, onde o tenista russo terá pela frente um rival complicado que conseguiu o seu primeiro título em grama há duas semanas no ATP de Halle, e leva oito vitórias consecutivas.

Denis Shapovalov vai jogar contra uma das revelações do torneio este ano, Roman Safiullin. O número 92 do ranking mundial vai brigar com o canadense que tem conseguido bons resultados nas quadras de grama do All England Club nos últimos anos.

Jannik Sinner vai defrontar a grande surpresa de Wimbledon este ano, Daniel Elahi Galán. O italiano terá que dar o seu melhor para eliminar o colombiano que chega pela primeira vez às oitavas-de-final de um Grand Slam.

Dia 6: Alcaraz e Medveded na perseguição

O quê: Dia 6 de Wimbledon 2023 (simples masculinos)
Onde: All England Club, Londres (Inglaterra)
Quando: Sábado, 8 de julho de 2023
Como assistir: ESPN, Sportv, Star+
Cotações: Novak Djokovic = 1,50 / Carlos Alcaraz = 3,50 / Jannik Sinner = 11,00 / Daniil Medvedev = 13,00 / Stefanos Tsitsipas = 21,00

Com Novak Djokovic já nas oitavas de final, a pressão aumenta para seus rivais diretos na luta pelo título. 

Depois de sua vitória ontem contra Alexandre Muller, Carlos Alcaraz enfrentar Nicolas Jarry este sábado na terceira rodada de Wimbledon. O atraso causado pela chuva forçou a que o espanhol tivesse que jogar dois dias consecutivos. 

Seu próximo adversário será o chileno, uma das revelações da temporada 2023 e um tenista com um saque poderoso. Os dois jogadores já se enfrentaram esta temporada no ATP do Rio de Janeiro, onde Alcaraz sofreu para derrotá Jarry nas semifinais. 

Outro favorito ao título é Daniil Medvedev que vai enfrentar Marton Fucsovics. O húngaro tentará surpreender o cabeça de chave número 3, que não é um especialista nessa superfície, embora tenha vencido suas duas primeiras partidas sem perder nenhum set (contra Arthur Fery e Adrian Mannarino). 

Também veremos como Stéfanos Tsitsipás está depois de uma partida muito difícil, em cinco sets, contra Andy Murray na segunda rodada. O grego enfrenta Laslo Djere em uma partida em que o aspecto físico terá um papel importante. 

Outro espanhol a tentar chegar nas oitavas é Alejandro Davidovich Fokina, que defronta Holger Rune, em um duelo em que ambos estão em excelente forma. 

Uma das partidas mais interessantes do dia pode, na verdade, ser Frances Tiafoe x Grigor Dimitrov. O americano se destacou nas semifinais do US Open 2022 e chega a Wimbledon com títulos conquistados em Houston e Stuttgart esta temporada. Já o búlgaro é ex-semifinalista de Wimbledon (2014), mas parece estar redescobrindo um pouco de seu antigo brilho. 

A ação do dia termina com o duelo entre Alexander Zverev e Matteo Berrettini. O italiano não chegou a Wimbledon no melhor momento, mas a grama londrina, onde foi finalista em 2021, parece ter trazido de volta seu melhor nível. Uma batalha a não perder.

Dia 5: Alcaraz volta à quadra

O quê:Dia 5 de Wimbledon 2023 (simples masculinos)
Onde:All England Club, Londres
Quando:sexta-feira dia 7 de julho
Como assistir:ESPN, Sportv, Star+

Carlos Alcaraz regressa à quadra esta sexta-feira para defrontar o francês Alexander Müller, na segunda rodada em Wimbledon. Se espera uma vitória fácil do espanhol, parecida com a da primeira rodada.

A estreia de Alcaraz mostrou que ele não sente o peso de ser cabeça de chave e que vai certamente tentar travar Novak Djokovic, o grande favorito a vencer o torneio.

Nesta sexta vão se disputar encontros da segunda ronda, que se atrasaram e se irá iniciar a terceira ronda, onde estará em ação precisamente o sérvio Djokovic. O ainda campeão de Wimbledon vai defrontar o suíço Stan Wawrinka, um velho rival que atualmente não parece ter a capacidade de brigar pela vitória.

Outro duelo interessante vai colocar os cabeças de chave número 14 e 17 na mesma quadra, Lorenzo Musetti e Hubert Hurkacz. O italiano é favorito, mas por pouco e qualquer um pode vencer.

Andrey Rublev vai defrontar David Goffin, mais um encontro que pode trazer surpresa. Destacamos ainda a partida entre Jannik Sinner o Denis Shapovalov, que deverá ser igualmente emocionante.

Dia 4: Duelo de gigantes

 As vitórias convincentes de Novak Djokovic sobre Jordan Thompson (3-6, 6-7, 5-7) e de Jannik Sinner (7-5, 6-1, 6-2) contra Diego Schwartman na segunda ronda de Wimbledon são um aviso para outros candidatos que também procuram prolongar suas campanhas na grama londrina, como é o caso de Stéfanos Tsitsipas, Daniil Medveved e Casper Ruud. 

O grego vai defrontar Andy Murray num dos jogos mais interessantes do torneio, uma vez que a torcida vai apoiar incondicionalmente o astro local. Além disso, Tsitsipas sofre muito nesta superfície e vem de uma longa e desgastante vitória em cinco sets contra Dominic Thiem no seu jogo de estreia, o que pode favorecer o veterano.

Por sua vez, Murray estreou em alta, vencendo facilmente por 6-3, 6-0 e 6-1 e apesar dos 36 anos de idade, deve ser considerado, já que foi campeão em Wimbledon duas vezes anteriormente.

O russo enfrenta um jogo mais acessível contra Adrian Mannarino, embora o francês o tenha vencido em quatro dos seus seis duelos anteriores. A diferença nas carreiras de ambos é notória, mas Medvedev não pode facilitar, dado que todas as suas derrotas foram na grama.

Já o norueguês vai defrontar Liam Broady, outro jogador local que conta com o apoio da torcida da casa. É claro que Ruud é favorito à vitória, mas esta é sua pior superfície e ele caiu nesta fase na última temporada, o que pode jogar a favor do britânico.

Dia 3: Possíveis primeiras surpresas

O terceiro dia da chave masculina em Wimbledon será bastante movimentado, com 22 partidas da primeira rodada para serem realizadas e a segunda rodada a começar. E são vários os cabeças de chave que vão estrear apenas hoje, como Daniil Medvedev, Alexander Zverev e Frances Tiafoe. 

O russo jogará contra o inglês Arthur Fery e não deverá ter grandes problemas para bater o adversário. No entanto, é preciso lembrar que Medvedev não é muito confiável nessa superfície, e que, aos 27 anos, nunca passou da quarta rodada em Wimbledon, onde sempre venceu a primeira partida. 

Zverev e Tiafoe também devem avançar sem problemas e devem chegar pelo menos às quartas de final, uma rodada que seria um sucesso para qualquer um deles. 

A estreia de Thiago Monteiro também foi remarcada para esta quarta-feira. O brasileiro vai enfrentar um duro teste contra o norte-americano Christopher Eubanks, que vem de título no ATP de Mallorca, em quadras de grama. 

Da parte da tarde, tem início a segunda rodada do torneio masculino com a presença do grande favorito ao título, Novak Djokovic. 

O sérvio estreou com alguma instabilidade, permitindo 12 games ao seu adversário, mas vai querer responder à impressionante vitória de Carlos Alcaraz ontem contra Jeremy Chardy (6-0, 6-2 e 7-5). Isso faz com que seja muito provável que Thompson pague o preço. 

Um jogador que terá dificuldades é Andrey Rublev, que enfrentará seu compatriota Aslan Karatsev. Dado que Rublev não é um especialista na grama londrina, podemos estar diante da primeira grande zebra do sorteio masculino nesse confronto. 

Ser a primeira surpresa negativa é o que também tentará evitar Jannik Sinner, que espera repetir o sucesso da rodada anterior contra Diego Schwartzman, em outro dos duelos mais interessantes do dia.

Dia 2: Alcaraz se estreia

O quê:Dia 2 de Wimbledon 2023 (simples masculinos)
Onde:All England Club, Londres
Quando:Terça-feira dia 4 de julho
Como assistir:ESPN, Sportv, Star+

A estreia de Carlos Alcaraz contra Jérémmy Chardy é, sem dúvida, a partida mais interessante da segunda rodada de Wimbledon. O espanhol vai tentar imitar o rival Novak Djokovic, que venceu o seu primeiro encontro com Pedro Cachín em três sets (3-6, 3-6 e 6-7).

O número um do ranking ATP é, de longe, o favorito a vencer o encontro, mais ainda porque o francês se encontra no número 542 mundial. O espanhol sabe que é importante vencer de forma indiscutível, primeiro para mostrar que também é forte na grama e depois para reduzir os desgaste físico das primeiras rodadas.

Outros nomes importantes do tênis mundial masculino entram em ação hoje. Casos de Stefanos Tsitsipas, Holger Rune e Daniil Medvedev que estão entre os principais cabeças de chave do torneio. O tenista russo deverá vencer sem problemas, já o grego e o dinamarquês têm adversários mais complicados.

As derrotas de Félix Auger-Aliassime contra Michael Mmoh (7-6, 6-7, 7-6 e 6-4) e de Yoshihito Nishioka contra Daniel Elahi Galán (4-6, 3-6 e 3-6) são sérios avisos para a possibilidade de acontecerem surpresas. Os "zebras" são esperados em um dia de muitos jogos e com vários tenistas a não terem muita rodagem em gramado.

Dia 1: Djokovic começa o seu caminho

O primeiro dia em Wimbledon é também o dia em que o campeão de 2022 começa a defesa do seu título. Novak Djokovic é o grande favorito a vencer no All England Club este ano, mais ainda após ter triunfado nos dois primeiros Grand Slams do ano, o Aberto da Austrália e o Aberto da França.

O sérvio vai tentar vencer em Londres pelo terceiro ano consecutivo e igualar o recorde de Roger Federer como o tenista com maior número de títulos neste evento, oito.

Djokovic não deverá ter muitos problemas para derrotar Pedro Cachín, que vai tentar brigar com o astro do tênis na quadra central.

Também vão arrancar os tenistas na metade do sorteio de Djokovic, com nomes como Andrey Rublev, Félix Auger-Aliassime, Casper Ruud ou Taylor Fritz. Estes tenistas deveriam passar à segunda rodada, mas as "zebras" sempre aparecem e podemos ver algumas surpresas, em especial com jogadores que não gostam muito de jogar em gramado.

Destaque também para a ausência de Nick Kyrgios. O australiano não recuperou de uma lesão e não vai poder lutar para repetir a presença na final que conseguiu no ano passado. Quem agradece é David Goffin que passa a segunda rodada sem jogar.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.