Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
US Open
  1. Tênis

US Open: Prévia do Dia 13 - Final Feminina

Dia 1Dia 2Dia 3Dia 4Dia 5Dia 6Dia 7
Dia 8Dia 9Dia 10Dia 11Dia 12Dia 13Dia 14

Uma análise diária aos encontros mais importantes do US Open 2023 em simples femininos.

Partida de sábado, 9 de setembro – final

PartidaHorário (Brasília)Quadra
Coco Gauff vs. Aryna Sabalenka16hArthur Ashe Stadium

Dia 13: Gauff dá esperança aos americanos

O quê:Coco Gauff vs. Aryna Sabalenka, Final US Open
Onde:Arthur Ashe Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:sábado, 9 de setembro
Como assistir:bet365 streaming, Sportv3, ESPN, Star+
Cotações:Gauff – 2,00; Sabalenka – 1,83

Coco Gauff e Aryna Sabalenka vão se defrontar na final do US Open, em simples femininos, este sábado. Não importa quem vai vencer, este ano a campeã em Flushing Meadows será uma estreante.

A americana de 19 anos procura o seu primeiro título de um Grand Slam, sendo que se o conseguir este sábado será certamente muito especial, pois joga em casa. O que não faltará a Gauff é o apoio da torcida.

A última tenista a chegar à final do US Open foi Serena Williams, em 2019, e a última americana a vencer este torneio foi Sloane Stephens em 2017.

Gauff é, sem dúvida, uma das grandes promessas do tênis americano e mesmo do mundo. Ela poderá ser mesmo a próxima grande referência no tênis feminino do seu país desde Serena Williams.

Sabalenka muito regular

No tênis feminino esta temporada a tenista mais regular foi Aryna Sabalenka, ao menos nos Grand Slams. Ela chegou às semifinais no Aberto da França e Wimbledon e venceu o título do Aberto da Austrália. Agora vai disputar a final do Aberto dos Estados Unidos.

A bielorrussa terá certamente o número um do ranking em seu pensamento, assim como a vontade de fechar a sua participação nos quatro Majors de 2023 da melhor forma. A sua grande arma será o seu tênis muito sólido e regular, o que lhe dá um, pouco de favoritismo contra a jovem Gauff.

No frente-a-frente a americana está ganhando de 3-2, mas o último encontro entre as duas foi este ano em Indian Wells, uma vitória tranquila da bielorrussa por 6-4 e 6-0 em uma quadra de superfície rápida, tal como a quadra onde irá decorrer a final deste sábado.

Dia 11: A final feminina aguarda suas protagonistas

As quatro semifinalistas do US Open têm uma coisa em comum: todas sabem o que é jogar em uma final de Grand Slam. No entanto, Aryna Sabalenka é a única que já conquistou um título deste nível, após vencer o Aberto da Austrália 2023. Por sua vez, sua rival Madison Keys é a única que já cruzou a barreira da semifinal em Nova York.

Quanto a Coco Gauff e Karolína Muchova, protagonistas da recente final do Masters de Cincinnati, com vitória da americana, buscam o que seria sua primeira grande final em quadra dura, embora ambas já saibam como é jogar (e perder) a final do Aberto da França, pois foram as duas últimas vítimas de Iga Swiatek no saibro parisiense.

Memórias de Cincinnati

O quê:Coco Gauff x Karolína Muchová – primeira semifinal
Onde:Arthur Ashe Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:Quinta-feira, 7 de setembro de 2023, às 20h00 de Brasília
Como assistir:ESPN 2 e SporTV3
Cotações:Coco Gauff = 1,50 / Karolína Muchová = 2,62

Não se passaram nem três semanas desde que Gauff e Muchová disputaram o título do WTA 1000 de Cincinnati na maior partida em quadra dura de suas respectivas carreiras. E agora elas se enfrentam novamente com a possibilidade de cruzar uma nova barreira.

A americana é favoritas para triunfar neste jogo, e, aos 19 anos, confirmar as expectativas altíssimas que gerou quando surgiu no circuito ainda em adolescente.

Gauff tem a seu favor o fato de ter derrotado a tcheca no recente masters, além do fato de ter acabado de eliminar a letã Jelena Ostapenko nas quartas de final com uma vitória bem convincente pelas parciais de 6-0 e 6-2.

Resultado semelhante teve Muchová, que venceu a romena Sorana Cîrstea, por 6-0 e 6-3. Embora o saibro seja a superfície preferida da tcheca, nesta temporada ela deu um grande salto de forma nas quadras duras. Isso ficou evidente quando ela eliminou Sabalenka para chegar à final em Cincinnati e neste torneio, tendo perdido apenas um set em seu caminho até estas semifinais de Nova York.

Será que Keys pode parar Sabalenka?

O quê:Madison Keys x Aryna Sabalenka - segunda semifinal 
Onde:Arthur Ashe Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:Quinta-feira, 7 de setembro de 2023, a partir das 21h30 de Brasília
Como assistir:ESPN 2 e SporTV3
Cotações:Madison Keys = 3,20/ Aryna Sabalenka = 1,36

Sabalenka chegou às semifinais em sete dos últimos nove Grand Slams que disputou, mas a única vez que conseguiu ultrapassar essa barreira e chegar à final foi no início deste ano, em Melbourne, onde acabou por conquistar o título.

Agora, a bielorrussa repete a semifinal do US Open pela terceira edição consecutiva com a esperança de finalmente superar esta fase, depois de perder em 2021 contra Leylah Fernandez, e em 2022 contra Swiatek.

A imagem que Sabalenka está oferecendo em Nova York é portentosa, pois ainda não perdeu nenhum set e ninguém a conseguiu superar mais de quatro jogos em um único set, justificando seu favoritismo para o título, com odds de 2,20. 

No entanto, agora ela terá de enfrentar uma Madison Keys cheia de otimismo e que contará com todo o apoio da torcida local.

Keys já foi a grande esperança do tênis feminino americano, finalista do US Open em 2017, aos 22 anos. Desde então, ela não voltou a uma final de Major e nem sequer tinha passado da quarta rodada nas últimas quatro edições. Até esta semana, claro está, quando venceu sua compatriota Jessica Pegula, antes de derrotar a campeã de Wimbledon, Marketa Vondrousová, por 6-1 e 6-4.

Foi justamente no torneio de Londres que Sabalenka e Keys se enfrentaram pela última vez, com vitória da bielorrussa pelas parciais de 6-2 e 6-4, nas quartas de final.

Dia 10: Sabalenka e Vondrousová buscam vaga nas semifinais

O quê:Qinwen Zheng x Aryna Sabalenka
Onde:Arthur Ashe Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:Quarta-feira, 6 de setembro de 2023, a partir das 22h00 de Brasília
Como assistir:ESPN 2 e SporTV3
Cotações:Qinwen Zheng = 3,75 / Aryna Sabalenka = 1,28

O grande nome do dia é Aryna Sabalenka, que vai enfrentar a chinesa Qinwen Zheng. Entre a enorme experiência da bielorrussa e o fato de que ela está jogando um tênis formidável nas quadras de Flashing Meadows, ela é a grande favorita a vencer e assim chegar a sua quarta semifinal de Grand Slam de 2023. 

Lembramos que, com a queda de Iga Swiatek nas oitavas de final, Sabalenka será a nova número 1 do mundo na próxima atualização do ranking, após o término do torneio. 

Na sessão noturna, teremos mais um duelo inédito. A tcheca Markéta Vondrousová, atual campeã de Wimbledon, vai enfrentar Madison Keys, que busca seu 1º título de Grand Slam e, sem dúvida, vai contar com o apoio da torcida local mais uma vez.

Com Coco Gauff já nas semifinais, o sonho de ter duas tenistas norte-americanas nas semifinais e talvez uma final exclusivamente local continua bem vivo, e a última vez que isso aconteceu, foi em 2017, justamente com Keys na decisão.

Brasileiras brilham nas duplas

A partir do meio-dia (de Brasília), Beatriz Haddad Maia e Victoria Azarenka abrem a programação do dia, pelas quartas de final de duplas femininas.

No Louis Armstrong Stadium, elas vão enfrentar as experientes Laura Siegemund e Vera Zvonareva, campeãs em 2020, e em caso de vitória, se confirmaria uma semifinal com duas brasileiras em quadra, dado que Luísa Stefani e a norte-americana Jennifer Brady, já garantiram sua vaga nessa fase do torneio. 

Dia 9: Gauff procura protagonismo

Jelena Ostapenko
O quê:Jelena Ostapenko x Cori Gauff, quartas US Open
Onde:Arthur Ashe Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:terça-feira, 5 de setembro
Como assistir:bet365 streaming, Sportv3, ESPN, Star+
Cotações:Ostapenko – 3,20; Gauff – 1,36

A grande partida do quatro de simples femininos esta terça-feira será entre Jelena Ostapenko e Cori Gauff. A americana é a cabeça de chave número seis e a letã vem de eliminar a número um mundial e ainda detentora do título do US Open, Iga Swiatek.

A jovem de 19 anos, tem a oportunidade de se afirmar como uma das grandes promessas do tênis mundial.

Essa é a melhor temporada de Gauff, após conquistar três títulos nas três finais em que participou. Porém, a partida contra Ostapenko será um duro teste à sua capacidade. Estas duas tenistas se defrontaram duas vezes antes, com uma vitória para cada uma delas. A letã venceu o encontro com a americana no Aberto da Austrália este ano.

A tenista de 26 anos também mostrou no domingo toda a sua qualidade ao eliminar a polonesa Swiatek e tem tudo para voltar a surpreender esta terça-feira.

Na outra partida de simples femininos, aguardamos um encontro equilibrado entre duas tenistas em boa forma. Cristea eliminou algumas tenistas teoricamente superiores, vencendo contra Kayla Day, Anna Kalinskaya, Elena Rybakina e Belinda Bencic. 

Muchová, finalista no Aberto da França este ano, derrotou nomes como Storm Hunter, Magdalena Frech, Taylor Townsend e Wang Xinyu no seu caminho até às quartas de final.

Dia 8: Qinwen tenta chegar nas quartas

O quê:Ons Jabeur x Qinwen Zheng, oitavas US Open
Onde:Louis Armstrong Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:segunda-feira, 4 de setembro
Como assistir:bet365 streaming, Sportv3, ESPN, Star+
Cotações:Jabeur – 1,72; Zheng – 2,10

O tênis chinês já fez história no US Open de 2023 com duas tenistas nas oitavas de final, Zheng Qinwen e Wang Xiny, o que nunca aconteceu. Mas Zheng pode fazer novamente história se conseguir chegar nas quartas de final, o que ela nunca conseguiu antes em um Major. 

Com apenas 20 anos, Zheng está fazendo um ano de 2023 de altos e baixos. Ela subiu no top 20 em maio e venceu o primeiro título em Palermo em julho, mas sofreu algumas lesões e perdeu algumas chances.

Em Nova Iorque este ano ela brigou forte e eliminou duas tenistas de grande valor, Kaia Kanepi e Lucia Bronzetti, mas Ons Jabeur será bem mais complicada. A chinesa nunca venceu contra uma tenista do top 10 em um Grand Slam – mas a tunisina não está no seu melhor.

Ela se apresentou doente no início do torneio, o que tornou as suas vitórias contra Camila Osorio, Linda Nosková e Marie Bouzková bem mais difíceis. Será interessante ver como ela consegue gerir esse desgaste.

Também esta segunda-feira, Aryna Sabalenka vai defrontar Daria Kasatkina. A campeã do Aberto da Austrália ainda não defrontou uma rival forte em Nova Iorque, nenhuma delas no top 50. Com a eliminação de Iga Swiatek este domingo, Sabalenka será a nova número um do ranking mundial após o US Open.

Kasaktina é a rival mais forte até ao momento, porém, a bielorrussa venceu contra a russa na terceira rodada em Cincinnati e venceu quatro dos seis encontros anteriores entre as duas.

No dia 8 do US Open teremos também uma partida interessante entre duas tenistas da casa, Madisson Keys e Jessica Pegula. Duas americanas que brigaram duro para chegarem às oitavas em Flushing Meadows.

Dia 7: Começam as oitavas de final

Na chave feminina, o destaque está reservado para o fecho do dia, com um duelo estelar entre Iga Swiatek e Jelena Ostapenko.

Antes disso, Coco Gauff, Karolina Muchová e Belinda Bencic também tentarão chegar às quartas de final, e todas elas começam como favoritas em seus respectivos confrontos.

A jovem norte-americana chegou a esse torneio com um nível excelente e quer provar contra a dinamarquesa, e frente à torcida local, que por que é uma das favoritas ao título em Flushing Meadows, com odds de 6,00.

De olho na repetição do título

O quê:Iga Swiatek x Jelena Ostapenko
Onde:Arthur Ashe Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:domingo, 3 de setembro de 2023, a partir das 22h00 de Brasília
Como assistir:ESPN 2 e SporTV3
Cotações:Iga Swiatek = 1,10 / Jelena Ostapenko = 7,00

A jogadora polonesa está tendo uma primeira semana brilhante no US Open e está a apenas um passo das quartas de final e de continuar seu caminho rumo a um segundo título em Nova Iorque, depois da conquista em 2022.

No entanto, a partir de agora, suas adversárias serão mais difíceis de superar. Neste domingo, Swiatek enfrenta a sempre competitiva Jelena Ostapenko. Este será o quarto confronto das duas tenistas, com vantagem total da letã que levou a melhor nos três duelos anteriores.

De destacar ainda o confronto das duplas femininas, onde a brasileira Luísa Stefani vai disputar as oitavas de final do torneio em parceria com a norte-americana Jennifer Brady. Elas entram em quadra por volta das 13h30 para enfrentar a dupla Tatjana Maria (ALE)/Arantxa Rus (HOL).

Dia 6: Sabalenka é favorita

Aryna Sabalenka
O quê:Clara Burel x Aryna Sabalenka, rodada 3 US Open
Onde:Louis Armstrong Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:Sábado, 2 de setembro
Como assistir:bet365 streaming, Sportv3, ESPN, Star+

A tenista número dois do ranking WTA, Aryna Sabalenka, vai defrontar a 62 mundial Clara Burel. A bielorrussa venceu as suas duas primeiras rodadas de 2-0, mostrando um melhor ritmo no seu segundo encontro.

A tenista de 25 anos alcançou as semifinais em Flushing Meadows nos dois últimos anos e espera fazer um pouco melhor este ano. Ela é uma das grandes rivais de Iga Swiatek, atual campeão do Grand Slam de Nova Iorque.

Burel também venceu as suas duas partidas de 2-0, com destaque para a vitória contra Karolína Plísková. Porém, seria uma surpresa enorme se ela vencesse contra Sabalenka.

Outro encontro interessante será entre a tenista da casa, Jessica Pegula, e a ucraniana Elina Svitolina. Pegula tem se apresentado muito consistente, procurando chegar às quartas de final pela sexta vez nos últimos oito Majors.

A americana leva vantagem de 3-1 nas quatro partidas anteriores contra Svitolina, mas a ucraniana está em um grande momento de forma, desde que regressou às quadras após ter parada devido à sua gravidez. Desde abril ela chegou às quartas de final no Aberto da França e às semifinais em Wimbledon.

Dia 5: Terceira rodada começa com favoritas

Quatro das dez primeiras colocadas da chave feminina garantiram vaga na terceira rodada do US Open, e voltam a entrar em quadra nesta sexta-feira. E três delas são favoritas ao título do torneio.

Enquanto Iga Swiatek tem tarefa fácil frente a Kaja Juvan, Coco Gauff e Elena Rybakyna enfrentam testes mais duros.

A jovem norte-americana, que tem odds de 6,50 para conquistar seu primeiro Grand Slam, vai duelar com Elise Mertens, e mais tarde, a cazaque enfrenta Sorana Cirstea na última partida do dia.

Dia acessível para Swiatek

O quê:Iga Swiatek x Kaja Juvan
Onde:Louis Armstrong Stadium, Nova Iorque, EUA
Quando:sexta-feira, 1 de setembro de 2023, a partir das 14h40 de Brasília
Como assistir:ESPN 2 e SporTV3
Cotações:Iga Swiatek = 1,02 / Kaja Juvan = 19,00

A número um do mundo teve duas vitórias confortáveis esta semana, ambas em sets diretos, e não deve ter dificuldades para bater a eslovena Kaja Juvan, vinda da fase classificatória e que nunca passou da terceira rodada de um Grand Slam.

Curiosidade o fato das duas tenistas de 22 anos serem grandes amigas desde os tempos de juvenil.

As duas se defrontaram duas vezes antes no circuito, ambas com vitória para a polonesa, que tem odds de 2,87 para repetir o título em Flushing Meadows e assim manter o primeiro lugar do ranking, que disputa com Aryna Sabalenka.

Duplas com sotaque brasileiro

Destaque ainda para a estreia da brasileira Luísa Stefani nas mistas, em parceria com o britânico Joe Salisbury, que enfrentam, por volta de 17h30, a dupla norte-americana Taylor Townsend/Ben Shelton.

Recuperada da grave lesão no joelho que a afastou das quadras durante quase um ano, a paulista de 26 anos retornou ao US Open na quinta-feira, com resultado positivo, vencendo, ao lado de Jennifer Brady, nas duplas femininas.

Dia 3: Novo desafio para Bia

Beatriz/Bia Haddad Maia

A número um do Brasil entra em quadra às 16h00 de Brasília, e mais tarde será a vez das favoritas Coco Gauff, Iga Swiatek e Elena Rybákina.

O quê: Taylor Townsend x Beatriz Haddad Maia
Onde: Quadra 17, Flushing Meadows
Quando: Quarta-feira, 30 de agosto de 2023, às 12h00
Como assistir: ESPN 2
Cotações: Taylor Townsend = 2,50 / Beatriz Haddad Maia = 1,53

Após batalhar duro - quase três horas - para vencer a campeã de 2017, Sloane Stephens, na estreia, Bia tem novo duelo com uma norte-americana.

A brasileira busca inédita presença na terceira rodada de Flushing Meadows frente a Taylor Townsend. 

As duas canhotas se enfrentaram apenas uma vez antes, em 2019, e a atual 132º do ranking levou a melhor nessa altura. Agora mais experiente, Bia terá que ter em atenção o hábito da adversária de subir à rede para capitalizar seu favoritismo.

Os outros destaques do dia

Outros duelos interessantes para ficar de olho nesta segunda rodada do US Open 2023, são o confronto entre a favorita local, a adolescente Coco Gauff, e Mirra Andreeva, às 13h, e logo em seguida a número um do mundo Iga Swiatek enfrenta Daria Saville.

Apesar dos 29 anos, a australiana tem pouca experiência a este nível, e não deve ser um obstáculo difícil para a atual campeã chegar na terceira rodada.

No entanto, todas as tenistas de ranking inferior estão motivadas após a queda precoce de Maria Sakkari e Caroline Garcia, ambas jogadoras do Top 10. Será que teremos mais surpresas nesta quarta-feira?

Dia 2: Três concorrentes ao trono de Swiatek

A chave feminina terá hoje a estreia de três fortes candidatas ao título do US Open 2023.

Sabalenka é a mais perigosa, a priori, e tentará provar isso contra a belga Maryna Zanevska.

Quem não deve perdoar neste Grand Slam é Jessica Pegula, que quase sempre se apresenta em um bom nível até ao momento da verdade, em que acaba caindo. No entanto, a americana chegou a duas quartas de final nos três grandes torneios de tênis já disputados e venceu recentemente um Masters 1000, por isso com o apoio da torcida local pode fazer uma forte campanha.

Por fim, não podemos descartar Ons Jabeur que, apesar de não ter tido seu melhor ano, é a atual vice-campeã do torneio.

Dia 1: Swiatek começa sua defesa do título

A 143ª edição do US Open está começando e, nesta segunda-feira, o Estádio Arthur Ashe, em Nova York, contará com a presença de Iga Swiatek em defesa do título conquistado no ano passado.

A segunda-feira também será marcada pela estreia de outras estrelas, como Elena Rybakina, Coco Gauff, Maria Sakkari e Karolína Muchová, sem esquecer o retorno de Caroline Wozniacki a um Grand Slam após uma ausência de mais de três anos.

Favoritismo da campeã

O quê: Iga Swiatek vs. Rebecca Peterson, primeira rodada do US Open
Onde: Quadra Arthur Ashe, Nova York
Quando: Segunda-feira, 28 de agosto de 2023, às 17h00
Como assistir: ESPN 2

A primeira defesa de título de Grand Slam de Iga Swiatek aconteceu no Aberto da França de 2021, quando ela foi eliminada nas quartas de final por Maria Sakkari. No entanto, a polonesa provou em 2022 que não era um sucesso de principante, fazendo uma temporada de enorme domínio, na qual retornou ao trono parisiense e venceu o US Open.

Em junho ela revalidou seu estatuto de campeã no saibro francês e agora aspira a fazer o mesmo em Nova York, embora tenha motivos para ser cautelosa depois de perder nas semifinais dos Masters 1000 de Montréal e Cincinnati para Jessica Pegula e Coco Gauff, respectivamente.

O lado positivo é que ela venceu o último Grand Slam da temporada no ano passado, apesar de ter perdido na terceira rodada dos dois torneios anteriores.

No momento, ela sabe o que esperar em sua partida de estreia, já que conhece bem sua adversária, Rebecca Peterson, a quem superou na segunda rodada do Aberto da França de 2021 e do Aberto da Austrália de 2022.

Vale notar que a sueca de 28 anos está lentamente recuperando a forma que a levou ao 43º lugar no ranking mundial há quatro anos atrás, antes de enfrentar problemas de saúde.

Em fevereiro deste ano, ela chegou à sua primeira final WTA desde 2019, embora não tenha vencido uma partida da turnê feminina desde que derrotou Fiona Ferro na rodada de abertura do Aberto da França.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.