Pular para conteúdo
Registre-se
Raphael Veiga (Palmeiras)
  1. Futebol
  2. Brasileirão Série A

Três candidatos a brilhar no Brasileirão 2023

Um jogador do Palmeiras, um do Flamengo e um do Grêmio aparecem com ótimas perspectivas de estar entre os destaques do principal torneio da temporada.

Embora ainda estejamos em janeiro e a Série A do Campeonato Brasileiro comece apenas em abril, já é possível imaginar quais serão alguns de seus principais nomes.

Por ora, escolhemos apenas três jogadores — um meia e dois atacantes — que, a julgar pelo que fizeram nos últimos anos, devem dar o que falar também em 2023.

Raphael Veiga (Palmeiras)

Durante a maior parte do primeiro semestre do ano passado, o meia Raphael Veiga foi a principal referência técnica do Palmeiras e provavelmente um dos três melhores futebolistas em atuação no Brasil (talvez até o melhor).

Além de ter sido o destaque do Verdão no vice-campeonato mundial (em fevereiro), Veiga foi o artilheiro da equipe na campanha do título paulista (entre janeiro e abril). Àquela altura não faltavam jornalistas que o pediam na seleção brasileira.

Até que em 5 de junho ele se lesionou em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. Sua volta aos gramados se deu três semanas depois, mas em 30 de agosto, em partida pela Copa Libertadores, veio outra lesão. E esta o fez perder o resto da temporada.

Mas a verdade é que mesmo antes dessa segunda lesão o seu nível exibicional havia sofrido nítida queda. E o seu estatuto no futebol nacional também caiu; mesmo sem Veiga, os palestrinos conquistaram a Série A com três rodadas de antecedência.

Por sinal, o craque da competição foi seu companheiro de equipe Gustavo Scarpa, que logo depois partiu para a Premier League. Agora, aos 27 anos, Raphael Veiga quererá mostrar que o seu rendimento até meados de 2022 não foi um ponto fora da curva.

Pedro (Flamengo)

No ano passado o meia uruguaio Giorgian de Arrascaeta foi o mais badalado jogador do elenco repleto de craques do Flamengo. Mas em 2023 é provável que a torcida do Urubu tenha ainda mais esperanças quanto ao atacante Pedro.

Isso porque, enquanto De Arrascaeta, Gabi, Everton Ribeiro e Bruno Henrique (que no momento se recupera de lesão) são titulares do Rubro-Negro da Gávea desde a era Jorge Jesus (2019–20), Pedro só ganhou seu lugar no onze inicial em meados de 2022.

O responsável por lhe dar esse voto de confiança foi Dorival Júnior, que retornou ao clube para substituir o português Paulo Sousa. Tanto este quanto os comandantes anteriores do Flamengo pareciam entender não ser possível escalar Gabi e Pedro juntos.

Não demorou para esse centroavante, hoje com 25 anos, mostrar que tais pressupostos (por mais lógicos que fossem) não se sustentavam na prática. O ponto da virada veio em 6 de julho, quando marcou quatro vezes no 7 x 1 sobre o Tolima pela Copa Libertadores.

A partir dali Pedro seguiu marcando gols importantes, tanto na Libertadores quanto na Copa do Brasil — ambas conquistadas pelos cariocas. Daí o porquê de ninguém ter se surpreendido de ele ter sido um dos 26 convocados por Tite para a última Copa do Mundo.

Luis Suárez (Grêmio)

A contratação mais midiática feita por um clube brasileiro desde o fim da temporada passada até este começo de janela de transferências foi, de longe, a do atacante uruguaio Luis Suárez por parte do Grêmio.

Há cerca de seis meses, ''Luisito'' retornava ao Nacional — o clube pelo qual começou a carreira — pensando em ter um bom ritmo de jogo quando chegasse o momento de disputar a Copa do Mundo que seria realizada no Catar.

Em agosto o Tricolor de Montevidéu foi eliminado pelo Atlético-GO nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Por outro lado, em fins de outubro a equipe venceu seu 49.º Campeonato Uruguaio, e o atacante marcou dois gols no jogo que decidiu o título.

No mês seguinte enfim chegou o tão aguardado Mundial de seleções. Após um empate, uma derrota e uma vitória, a Celeste caiu ainda na fase de grupos. Suárez foi titular em dois desses jogos, mas não marcou nenhum gol (embora tenha dado uma assistência).

Prestes a completar 36 anos, o maior artilheiro histórico do Uruguai (68 gols) chega ao Brasil com uma missão dupla: ser o maior goleador da liga mais forte da América do Sul e demonstrar que ainda pode ser titular de sua seleção por pelo menos mais alguns anos.

Outros nomes

Como não poderia deixar de ser, deixamos muitos bons nomes de fora. Exemplos: Hulk (Atlético-MG), Artur (Bragantino), Yuri Alberto (Corinthians), Germán Cano (Fluminense), Carlos de Pena (Internacional), Stiven Mendoza (Santos) e Pedro Raul (Vasco).

Lembramos ainda que a atual janela de transferências está aberta apenas desde 11 de janeiro e só fecha em 4 de abril. Nas próximas onze semanas, é bastante provável que sejam contratados jogadores que serão fortes candidatos a brilhar na Série A.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies