Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
US Open
  1. Tênis

Tênis: Um mês para o início do US Open

A história recente mostra como é difícil manter o título em Nova York, um desafio ao qual Alcaraz e Swiatek aspiram este ano, enquanto Djokovic continua a perseguir o recorde de Margaret Court.

Falta apenas um mês para as quadras duras de Flushing Meadows receberem os melhores tenistas do mundo para o último Grand Slam do ano, que servirá para confirmar tendências.

Carlos Alcaraz se firmou como líder mundial do ATP com sua vitória em Wimbledon sobre Novak Djokovic, recordista de Grand Slams masculinos. Agora o espanhol vai agora defender o título em Nova York, mas desta vez com a oposição do sérvio que não participou em 2022.

Na chave feminina, Iga Swiatek é a atual campeã, mas como não está tão dominante esta temporada, a competição está mais acirrada, com Aryna Sabalenka e Elena Rybakina na linha da frente para a conquista do título americano.

O quê:US Open
Onde:Billie Jean King National Tennis Center, Flushing Meadows, Nova York
Quando:Segunda-feira, 28 de agosto - Domingo, 10 de setembro de 2023
Como assistir:ESPN
Cotações:

Simples Masculinos: Carlos Alcaraz = 2,20 / Novak Djokovic = 2,50 /, Daniil Medvedev 5,50

Simples Femininos: Iga Swiatek = 3,25 / Aryna Sabalenka = 6,00 / Elena Rybakina = 7,00

Quantas vezes se realizou o US Open?

O torneio se disputou em 142 ocasiões, sendo que os simples e duplas masculinas se realizaram todos os anos desde o início do torneio, em 1881.

Já o torneio de simples feminino foi realizado pela primeira vez seis anos depois, em 1887, assim como o de duplas mistas, enquanto o de duplas feminino foi o último a ser estabelecido, sendo disputado pela primeira vez em 1889.

Um troféu difícil de manter

Na Era Aberta, três homens conquistaram a glória em cinco ocasiões - Pete Sampras, Jimmy Connors e Roger Federer, enquanto Chris Evert e Serena Williams são as mulheres mais condecoradas, com a dupla americana ganhando seis títulos cada.

Os cinco títulos consecutivos de Roger Federer, entre 2004 e 2008, são um dos maiores feitos da história do tênis. E desde que o suíço venceu pela quinta vez, nenhum jogador ganhou o torneio de simples masculinos dois anos seguidos, com as cinco edições mais recentes tendo vencedores diferentes: Novak Djokovic (2018), Rafael Nadal (2019), Dominic Thiem (2020), Daniil Medvedev (2021) e Carlos Alcaraz (2022).

Na chave feminina, os resultados são ainda mais variados e ninguém conseguiu títulos sucessivos desde Serena Williams em 2012, 2013 e 2014. Aliás, apenas Naomi Osaka foi coroada campeã duas vezes desde então, em anos alternados (2018 e 2020), com Flavia Pannetta (2015), Angelique Kerber (2016), Sloane Stephens (2017), Bianca Andreescu (2019), Emma Raducanu (2021) e Swiatek (2022) também levantando o troféu desde então.

Quem são os favoritos da chave masculina do US Open?

Com a vitória sobre Casper Ruud na final de simples masculina do US Open de 2022, o jovem Carlos Alcaraz fez história. Mas essa edição não contou com o veterano Novak Djokovic, campeão em Flushing Meadows e, 2011, 2015 e 2018.

Em Wimbledon os dois batalharam brilhantemente durante quase cinco horas, com o espanhol levando a melhor, e muitos esperam ver uma repetição desse duelo na final do US Open, especialmente porque os dois nunca se enfrentaram em quadra dura.

Se isso acontecer, será um novo capítulo na maior rivalidade do tênis masculino atual, com Alcaraz buscando uma revalidação que nem Nadal, nem Djokovic conseguiram em Nova York, enquanto o sérvio tem outra chance de igualar o recorde de Margaret Court de 24 Grand Slams.

Outros candidatos são o vencedor do US Open de 2021, Daniil Medvedev, e ainda Jannik Sinner, que chegou à sua primeira semifinal de Grand Slam em Wimbledon e odds de 12,00 para vencer em Nova York.

Quem são as favoritas da chave feminina do US Open?

No ano passado, a essa altura da temporada, Iga Swiatek já havia conquistado seis títulos, incluindo o Aberto da França e os WTA 1000 de Indian Wells, Miami e Roma. Ela venceu o US Open e terminou o ano com mais do dobro de pontos de Ons Jabeur, segunda melhor jogadora de 2022.

Agora, Swiatek segue como número um do mundo, mas não está tão dominante e seu favoritismo está ameaçado por Aryna Sabalenka, que este ano já venceu o Aberto da Austrália e o WTA 1000 de Madri.

Logo atrás da polonesa e da bielorrussa está Elena Rybakina, que teve ótimos resultados durante a primeira parte da campanha em quadra dura, chegando à final do Aberto da Austrália e de Miami e vencendo Indian Wells.

Com odds de 13,00, Ons Jabeur, vice-campeã de Wimbledon em 2022 e 2023, vai tentar brilhar em Flushing Meadows e vencer seu primeiro Grand Slam, enquanto as americanas Cori Gauff e Jessica Pegula têm odds de 15,00 para manter o troféu “em casa”.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.