Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Liga Mundial de Surfe
  1. Outras competições

Surfe: Brasileiros ainda fora do top 10

A terceira etapa da World Surf League, que decorreu em Portugal, terminou sem que nenhum surfista brasileiro ficasse entre os 10 primeiros no ranking masculino.

Apesar de ser estranho a ausência de brasileiros no top 10, a prova de Portugal deixou bons sinais para o surfe nacional. Pela primeira vez o surfista do Brasil passaram as quartas de final com Gabriel Medina e Tatiana Weston-Weeb nas semifinais. Italo Ferreira repetiu o quinto lugar de Sunset Beach.

Italo e Medina vão brigar

Italo está em 12.º lugar, com 9395 pontos, passando assim a barreira dos 9300, suficientes para evitar o corte. Medina está em 15.º, com 8745 pontos, ainda não pode evitar o corte, mas está tranquilo, seguramente vai continuar a sua subida, pois saltou 11 posições no ranking.

Porém, a próxima prova não é tanto do gosto de Medina, ainda que seja onde ele conseguiu a sua única vitória desde que regressou ao Tour, em Margaret na Austrália.

No geral, apesar de ainda não terem furado o top 10, Italo e Medina parecem estar preparados para a briga pelos lugares de topo.

Yago também tranquilo

Yago também não sente a pressão do corte, apesar do 17.º lugar e de somar 7970 pontos, ele deverá chegar tranquilamente aos 9300 se ficar em pelo menos 17.º lugar em uma das etapas, mas o ideal seria conseguir uma posição bem melhor, como um nono lugar, isso porque os 9300 pontos são simplesmente uma referência.

Nos dois últimos anos, 9300 foi suficiente, mas esse valor pode ser maior ou menor dependendo do equilíbrio dos resultados. Entre os surfistas nacionais em risco estão Miguel e Samuel Pupo, Deivid Silva e Caio Ibelli.

Mulheres estão melhor

No feminino, Tati está em sexto lugar e Luana Silva em novo, com esta última a conseguir um excelente quinto lugar em Portugal. Porém, com apenas 10 a continuar na temporada, as duas brasileiras precisam de bons resultados, com o ideal a ser pelo menos quintos lugares.

A etapa de Portugal foi bem longa, com dias sem competir e vários períodos de espera, com a competição a se estender até ao último dia. As boas ondas foram aparecendo e alguns Supertubos, ainda que não os melhores, ajudaram a que os surfistas fizessem boas exibições.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.