Pular para conteúdo
Registre-se
motogp
  1. Outros esportes

Situação atual do Campeonato Mundial de MotoGP

A luta pelo título de MotoGP de 2022 segue até a última corrida da temporada, este domingo, em Valência, com Francesco Bagnaia bem posicionado para se tornar o primeiro campeão italiano desde o lendário Valentino Rossi, em 2009.

Desde então, os pilotos da Espanha dominaram, com Jorge Lorenzo (3), Marc Marquez (6) e Joan Mir (1) reivindicando dez títulos entre eles.

Apenas o australiano Casey Stoner conseguiu quebrar o domínio espanhol, em 2011, antes do francês Fabio Quartararo alcançar o título na última temporada.

Agora Bagnaia parece estar pronto para acabar com a longa espera italiana, já que ele detém uma vantagem de 23 pontos sobre Fabio Quartararo antes do confronto final.a

O quê:Grande Prêmio de Valência
Onde:Circuito Ricardo Tormo, Valência, Espanha
Quando:domingo, 6 de novembro de 2022, às 10h00 de Brasília
Como assistir:ESPN 4 e Star+
Cotações:Marc Marquez 3/1, Fabio Quartararo 3/1, Jorge Martin 7/2, Enea Bastianini 5/1, Francesco Bagnaia 6/1

Bagnaia em alta na segunda metade da temporada

O piloto italiano tornou sua qualidade conhecida no final da temporada passada, quando venceu quatro das seis corridas finais para a Ducati, terminando apenas 26 pontos atrás do campeão Fabio Quartararo.

Pecco já havia mostrado seu potencial ao conquistar o título de Moto2, em 2018, mas antes desse excelente final da temporada, em 2021, ele não havia tinha vencido nenhuma prova na categoria rainha.

Entretanto, 2022 não começou como Bagnaia e a Ducati haviam planejado, pois ele não conseguiu garantir nem mesmo um pódio nas cinco primeiras corridas. A situação melhorou com as vitórias na Espanha e na Itália, mas suas aposentadorias na França, Catalunha e Alemanha afetaram o ímpeto conseguido com essas duas vitórias, e a batalha pelo título parecia ser apena entre Quartararo e Aleix Espargaró.

Mas tudo começou a mudar no final de junho, quando Bagnaia ganhou na Holanda da pole position, antes da pausa de verão. No regresso, ele venceu três Grands Prix consecutivos e mostrou estar na luta pelo campeonato.

Curiosamente, nenhuma das quatro corridas seguintes foi conquistada por nenhum dos três candidatos ao título, mas Bagnaia se saiu melhor do que seus rivais e o terceiro lugar na Austrália, junto com o DNF de Quartararo, foi suficiente para o lançar para o topo da classificação pela primeira vez nesta temporada.

Motivado por sua nova posição, Bagnaia alcançou a vitória na Malásia na última corrida e ficou com 23 pontos de vantagem sobre Quartararo.

Sua vitória em Sepang foi impressionante, pois ele começou da nona posição no grid, voou até ao segundo lugar no final da primeira volta e depois assumiu a liderança, quando Jorge Martin caiu na sétima volta, para conseguir uma vitória crucial.

Agora, em Valência, ele precisa apenas terminar na 14ª posição, ou melhor, para ser coroado campeão.

Quartararo em queda

O atual campeão Fabio Quartararo parecia estar bem encaminhado para renovar o título mundial, mas desde a metade da temporada seus resultados têm dececionado e Bagnaia tem aumentado a pressão.

Desde que venceu o Grande Prêmio da Alemanha em meados de junho, o francês de 23 anos conseguiu apenas dois pódios em nove corridas, e as três aposentadorias nessa fase se revelaram especialmente importantes.

Agora ele está obrigado a vencer no Circuito Ricardo Tormo, mas depende que Pecco termine no máximo em 15º, se quiser se sagrar de novo campeão.

Bagnaia tem vantagem em Valência

As más notícias para Quartararo continuam, já que Bagnaia venceu em Valência na última temporada, liderando um 1-2-3 que foi suficiente para a Ducati alcançar seu primeiro título do Campeonato das Equipes desde 2007.

Além disso, Pecco estará especialmente motivado, já que seu herói Valentino Rossi estará assistindo desde o paddock a este capítulo final da temporada 2022.

O francês, por sua vez, alcançou apenas um pódio nas três corridas anteriores de MotoGP que realizou em Valência.

Olhando objetivamente para a situação atual, a única réstia de esperança para Quartararo vem com o fato de a Yamaha ter vencido três das últimas sete corridas em Valência.

De qualquer forma, todos sabemos que tudo pode acontecer no MotoGP e qualquer pequeno deslize ou erro é suficiente para dar uma virada final numa temporada recheada de emoções até ao final.

Não podemos deixar de registar mais uma nota importante sobre o GP deste domingo. Isto porque, a Suzuki, que conquistou sete campeonatos na sua história na MotoGP, anunciou que vai se afastar deste esporte após a corrida em Valência.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies