Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Matheus Peixoto (Goiás)
  1. Futebol
  2. Brasileirão

Série A: dois Alviverdes e um objetivo

Goiás e Coritiba, que lutam pela permanência, fazem nesta segunda-feira a última partida da 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nas cotações do mercado «Para Ser Rebaixado», o Coritiba aparece em primeiro (1,10) e o Goiás em terceiro (1,57).

Esses prognósticos dizem muito sobre o que esperar da única partida da Série A a ser realizada neste 3 de julho.

Para renovar as esperanças

O quê:Goiás x Coritiba
Onde:Hailé Pinheiro, Goiânia
Quando:segunda, 3 de julho, às 20h (horário de Brasília)
Como assistir:Premiere
Cotações:Goiás = 2,05 | empate = 3,25 | Coritiba = 3,75

Como chega o esmeraldino

Até a 10.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Goiás teve como técnico o interino Emerson Ávila. Mas antes mesmo do empate com o Fluminense em 11 de junho já estava confirmada a vinda do português Armando Evangelista. A sua missão era simples: manter na elite o clube que chegou à segunda Data FIFA de 2023 em 17.º lugar.

Em seus dois primeiros compromissos sob o comando de Evangelista, os goianienses venceram o Vasco por 1 x 0 no Rio de Janeiro e perderam para o Bragantino por 2 x 0 em Bragança Paulista. Isso os fez terminar a 12.ª rodada novamente na 17.ª posição, com 11 pontos conquistados (média de 0,92 por jogo).

Quarta-feira passada o esmeraldino venceu por 2 x 1 o Santa Fe em Bogotá pela última rodada da Copa Sul-Americana e, assim, assegurou a classificação às oitavas de final. Tanto nessa partida quanto nas duas anteriores vimos a manutenção dos pilares defensivos da equipe: o goleiro Tadeu e a dupla de zaga Lucas Halter e Bruno Melo.

Como chega o coxa

Chegamos ao ponto em que fica difícil encontrar um adjetivo para definir o momento do Coritiba, que nesta Série A não conquistou uma única vitória: quatro empates e sete derrotas (0,33 ponto por jogo). Além disso, o 5 x 1 a favor do Grêmio em Porto Alegre domingo passado foi a 18.ª partida seguida do coxa sem vencer em 2023.

Diante de um aproveitamento desses, a princípio seria até desnecessário citar quaisquer outros números. De qualquer forma, a crise dos curitibanos pode ser mais bem entendida quando notamos que é deles um dos piores ataques da competição, com 9 gols marcados (média de 0,75 por jogo), e a segunda pior defesa, com 26 sofridos (média de 2,17).

Antônio Carlos Zago foi demitido terça-feira passada, e para esta segunda o técnico será o interino Thiago Kosloski. Entre os atletas que já eram titulares com o antigo comandante e provavelmente continuarão a sê-lo com o atual estão o goleiro Gabriel Vasconcelos, o zagueiro chileno Benjamín Kuscevic e o lateral-esquerdo Jamerson.

O que esperar do jogo

Já tendo falado dos principais jogadores de defesa do Goiás, mencionamos aqui um atleta deste setor que se destaca pelo que agrega ofensivamente: o lateral-esquerdo Sander, autor de onze assistências na temporada. Tanto ele quanto o atacante Matheus Peixoto devem reassumir a titularidade após terem sido suplentes utilizados contra o Santa Fe.

O principal desfalque do Coritiba será o volante Bruno Gomes, expulso na derrota para o Grêmio. No setor ofensivo parece provável que Alef Manga continue como titular (já que foi o autor do gol alviverde em Porto Alegre), mas não causará estranhamento se em Goiânia ele tiver como companheiro de ataque Rodrigo Pinho em vez de Zé Roberto.

Nas três partidas realizadas com seu novo técnico, o esmeraldino teve menos posse de bola que o adversário (40% contra o Vasco, 40% contra o Bragantino e 43% contra o Santa Fe). Resta saber até que ponto o Goiás se sentirá confortável para adotar uma postura menos reativa em seu primeiro jogo no Hailé Pinheiro com Evangelista.

Em relação ao coxa existe uma dúvida semelhante. Contra o Santos, pela 9.ª rodada, e contra o Internacional, pela 10.ª, os homens de Zago foram a equipe que mais finalizou e que criou as melhores chances. Mas esses dois jogos foram no Couto Pereira. Como será a postura dos curitibanos fora de casa sob o comando de Kosloski?

Mesmo que finalizem mais que os goianienses, os visitantes provavelmente marcarão 0 ou 1 gol. Soam lógicas, portanto, as cotações de 1,61 para uma partida de menos de 2,5 gols e de 1,75 para que apenas um lado marque. Em termos de valor, a cotação de 2,05 (49% de probabilidade) pela vitória do Goiás parece atraente.

DEMAIS JOGOS DA 13.ª RODADA

sábado, 1 de julho
. São Paulo 1 x 0 Fluminense
. Flamengo 2 x 0 Fortaleza
. Bahia 1 x 2 Grêmio
. Internacional 0 x 0 Cruzeiro

domingo, 2 de julho
. 11h00 – Corinthians x Bragantino
. 16h00 – Athletico x Palmeiras
. 16h00 – Botafogo x Vasco
. 16h00 – Atlético-MG x América-MG
. 18h30 – Cuiabá x Santos

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.