Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Ducati (MotoGP)
  1. Esportes Motorizados
  2. MotoGP

Se confirma o domínio da Ducati

Depois de dominar os testes de pré-temporada, a marca italiana venceu o sprint e a corrida principal no GP de Portugal, lançando sua candidatura a um terceiro título mundial de construtores.

Em Portimão, a Ducati confirmou o que se esperava: tem a moto mais rápida do grid para esta temporada de MotoGP e Francesco Bagnaia quer vencer de novo o campeonato mundial de pilotos.

A situação não poderia ser mais favorável para a fábrica de Bolonha. Eles dominaram todos os testes de pré-temporada de forma incontestável e Pecco venceu as duas provas do último final de semana, para se colocar, e à Ducati, na liderança das tabelas.

E se a Desmosedici com a qual Bagnaia ganhou o título parecia uma máquina quase perfeita, esta parece ainda melhor, com o próprio piloto confirmando que gosta mais da versão de 2023.

O quê: Campeonato do Mundo de MotoGP 
Onde: Vários circuitos em todo o mundo
Quando: De 26 de março a 26 de novembro 2023 
Como assistir: ESPN e Star+
Cotações: Francesco Bagnaia = 1,40 / Marc Márquez = 11,00 / Maverick Viñales = 11,00 / Enea Bastianini = 11,00 / Jorge Martín = 13,00

Bagnaia lançado para o bi-campeonato

O primeiro Grande Prêmio de MotoGP de 2023 deixou claro que Francesco Bagnaia é o favorito para manter o título este ano.

Na última temporada, Pecco conquistou sete vitórias, fazendo uma reta final impecável e cortando mais de cem pontos de vantagem de Quartararo para dar à Ducati seu segundo título desde 2007.

Em seu terceiro ano com a marca principal, o italiano não podia ter começado melhor, vencendo as duas provas e acumulando um total de 37 pontos, para se destacar na liderança do campeonato.

Além disso, a enorme qualidade da Desmosedici foi evidente em relação às outras motos da grid.

Início azarado para Bastianini

Enea Bastianini chegou ao time principal da Ducati, após um convincente ano na equipe satélite, onde conseguiu quatro vitórias e um terceiro lugar na classificação geral. Por isso, ninguém duvida que The Beast vai lutar não só pelo título, mas para ser o primeiro piloto da equipe.

No entanto, sua campanha começou mal. Durante a corrida de sprint no GP de Portugal, o italiano foi atingido por Luca Marini e obrigado a abandonar a prova. Os exames médicos que se seguiram confirmaram uma fratura na escápula que obrigou o piloto de 25 anos a falhar a prova principal em Portugal e não lhe permitirá correr também na Argentina.

Apesar dos 37 pontos de vantagem que Bagnaia já conseguiu, muitos acreditam que o título se decidirá entre os dois pilotos da Ducati.

Notícias relacionadas:

MotoGP: Marc Márquez crava pole position para o GP de Portugal

Prévia da temporada 2023 da MotoGP

MotoGP: Revisão da temporada 2022

Quem poderá parar Bagnaia e a Ducati?

Depois do quinto lugar no sprint, Maverick Viñales é segundo da classificação geral após um grande domingo, em que conseguiu por vezes igualar o ritmo de Bagnaia, mas não o suficiente para o ultrapassar, terminando no segundo lugar do pódio.

Ainda assim, o espanhol da Aprilia mostrou ter talento suficiente para lutar pelo título e para aproveitar qualquer descuido dos rivais.

Fabio Quartararo teve um mau início de temporada e suas aspirações ao título só ganharão força se a Yamaha conseguir melhorar seu ritmo. Em Portimão, o campeão de 2021 começou em décimo terceiro e subiu para a oitava posição final, mas esteve sempre longe do ritmo dos pilotos líderes.

Por isso, o francês não aparece nem no Top5 das apostas para possível campeão mundial, mas se lembrarmos a péssima primeira metade da temporada de 2022 feita por Pecco, talvez seja precipitado descartar já Quartararo.

Os altos e baixos de Marc Márquez

Quem está bem cotado para cravar seu regresso ao topo é o hexacampeão mundial da primeira classe do motociclismo, que conseguiu o melhor tempo nas qualificações, batendo o recorde da pista, para ficar com a pole position.

Ele terminou em terceiro lugar no sprint, mas largou mal na corrida de domingo, caindo para quarto. Logo na segunda volta, ele tentou compensar as posições perdidas e ultrapassar Jorge Martín, mas efetuou uma manobra bem perigosa e acabou batendo contra Miguel Oliveira, lesionando e terminando assim a corrida de ambos.

O português da RNF Aprilia estará fora de ação no GP da Argentina em Termas de Río Hondo, enquanto o espanhol fraturou um osso da mão, já foi operado e não tem regresso confirmado. De qualquer forma, em sua próxima corrida ele terá de cumprir penalização de dupla longa volta por essa manobra perigosa.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.