Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Borja Iglesias (Betis)
  1. Futebol
  2. Espanha - Primeira Liga

Quem será o artilheiro espanhol de LaLiga?

O atual vencedor do troféu Zarra, Joselu, é um dos que buscará conquistá-lo nesta temporada.

[Traduzido e adaptado de «LaLiga: El Zarra, otra vez muy abierto».]

Mesmo sem ser um troféu oficial, o Zarra vem se elevando em prestígio a cada temporada. Quem o confere é o jornal Marca, ao jogador espanhol que tenha terminado com a maior quantidade de gols em determinada edição de LaLiga. O primeiro a conquistá-lo foi o asturiano David Villa, graças aos 25 tentos que marcou em 2005–06 (apenas um a menos que o artilheiro daquele campeonato, o camaronês Samuel Eto’o).

Villa, que recebeu esse troféu em outras três ocasiões (sempre a serviço do Valencia), é o recordista junto do galego Iago Aspas. Na última temporada o vencedor foi o teuto-espanhol Joselu (Espanyol), que marcou dezesseis gols. Em seguida vieram o galego Borja Iglesias (Betis), com quinze, e o madrilenho Álvaro Morata (Atlético de Madrid), com treze. Vejamos as perspectivas desses jogadores em 2023–24.

Joselu: de cabeça de sardinha a cauda de tubarão?

Na última temporada viu-se algo inédito: o vencedor do Zarra atuou por uma equipe que acabou rebaixada. Se o Espanyol terminou em 19.º foi por questões defensivas (69 gols sofridos, o pior registro da liga). Os catalães marcaram um gol a mais (52) que os bascos da Real Sociedad (que terminaram na quarta posição). E Joselu, com 16 tentos, só terminou atrás do polonês Robert Lewandowski (23) e do francês Karim Benzema (19).

Pouco depois anunciou-se o empréstimo deste atleta de 33 anos, nascido em Stuttgart, ao Real Madrid. Trata-se de um retorno ao clube cujo elenco ele integrou entre 2009 e 2012 (quase sempre a serviço do Real Madrid Castilla, a equipe B dos merengues). A princípio, jogar pelo favorito ao título (1,83 é a cotação) aumentaria as chances de Joselu terminar como o Zarra; mas, agora, evidentemente a concorrência interna é muito maior.

Nas duas primeiras rodadas de LaLiga 2023–24, o técnico italiano Carlo Ancelotti escalou os brasileiros Rodrygo e Vini Jr. como dupla de ataque. Joselu foi suplente utilizado em ambas as partidas, mas sempre entrando no fim. Na terceira rodada ele entrou aos 18 minutos, devido a lesão sofrida por Vinícius. Ontem ele começou jogando e marcou o primeiro tento da vitória por 2 x 1 de virada sobre o Getafe, no Santiago Bernabéu.

Aspas: em busca do recorde

Tendo completado 36 anos há pouco mais de um mês, Iago Aspas segue participativo. Na temporada passada, a despeito de às vezes ter atuado em condições físicas menos que ideias, ele foi o quinto jogador do Celta com mais minutos em LaLiga. O Zarra parecia bem encaminhado até meados de março; mas, sem ter marcado um único gol nas últimas doze rodadas, o galego perdeu a oportunidade de se isolar como o maior vencedor deste troféu.

Aspas recebeu uma boa e uma má notícia na recém-finalizada janela de transferências. A boa é que os celestes contrataram Jonathan Bamba. Em 2022–23, pelo Lille, o ponta marfinense terminou em segundo no ranking de assistências da Ligue 1 (sete). A má notícia (pelo menos do ponto de vista estritamente esportivo) é que o clube de Vigo perdeu um de seus principais jogadores, o meia de 21 anos Gabri Veiga (vendido aos sauditas do Al-Ahli).

Iglesias: mais uma tentativa

Faltou pouco para Borja Iglesias ser o atual detentor do Zarra. O atacante do Betis chegou à última rodada já com quinze tentos, e na rodada final seria titular enquanto Joselu seria suplente no Espanyol. Hoje, aos 33 anos, este nativo de Santiago de Compostela segue como a principal referência ofensiva dos verderones. Como sua equipe está entre as mais fortes da Liga, podemos esperar vê-lo lutar outra vez para ser o máximo artilheiro espanhol.

Morata: sempre candidato

Álvaro Morata esteve sempre indo para ou voltando de clubes estrangeiros; mas, desde sua segunda passagem pelo Real Madrid (2016–17), mostrou-se forte candidato ao Zarra. Em 2022–23, de volta ao Atlético após empréstimo à Juventus, o madrilenho marcou treze vezes; em sua temporada anterior pelos colchoneros (2019–20), marcou doze. Hoje, aos 30 anos, ele busca se firmar no ataque do Atleti face à concorrência do holandês Memphis Depay.

Outros nomes

Vimos nas cotações do mercado «Melhor Marcador» de LaLiga o polonês Robert Lewandowski, do Barcelona, em primeiro lugar (1,61). O espanhol mais bem posicionado era Morata (19,00), atrás do francês Antoine Griezmann e dos brasileiros Vini Jr. e Rodrygo.

Na sequência vimos Iñaki Williams (29,00), do Athletic, que marcou dez vezes na Liga passada. E em terceiro lugar entre os espanhóis (34,00) havia Joselu e Ansu Fati, do Barcelona. Este (nascido em Guiné-Bissau) foi emprestado ao Brighton bem no fim da janela de verão.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.