Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Marcelo Martins Moreno (Bolívia)
  1. Futebol
  2. Copa do Mundo

Quem será o artilheiro das Eliminatórias da Conmebol?

A poucos dias da primeira rodada do torneio sul-americano de classificação para o Mundial de 2026, falemos de possíveis goleadores.

Nas Eliminatórias Sul-Americanas de Catar 2022, o boliviano Marcelo Moreno surpreendeu ao marcar dez gols e terminar no topo da lista de artilheiros.

Quais seriam os mais fortes candidatos a alcançar essa mesma distinção no torneio qualificatório para Canadá/Estados Unidos/México 2026?

É essa a pergunta a qual buscaremos responder a partir de agora. Para tornar a análise mais interessante, escolhemos apenas um atleta por seleção.

Os principais candidatos

Neymar
Com oito gols, Neymar foi um dos dois jogadores a terminar na vice-artilharia das Eliminatórias passadas. Hoje com 31 anos, o astro recém-contratado pelo Al-Hilal pode chegar fisicamente bem a 2026. Seu faro de gol é inegável: mesmo sem ser um centroavante, ele divide com «Vossa Majestade», Pelé (que tampouco foi centroavante), a liderança no ranking de goleadores históricos da seleção brasileira (77 tentos). 

Dois anos atrás, Neymar disse que se sentia incerto quanto a disputar outro Mundial após Catar 2022. Segundo ele, talvez lhe faltasse «cabeça» para aguentar futebol. Mas é provável que os torcedores de seu novo clube demonstrem por ele muito mais carinho do que os torcedores do Paris Saint-Germain. E que Fernando Diniz (um técnico de quem é admirador confesso) seja o comandante da canarinho é algo que também tende a ajudar.

Julián Álvarez
Em terceiro lugar no ranking de artilheiros das últimas Eliminatórias da Conmebol, com sete gols, terminaram empatados dois argentinos: Lionel Messi, do Paris Saint-Germain, e Lautaro Martínez, da Internazionale. Mas é difícil saber quantos jogos mais Messi (hoje com 36 anos e no Inter Miami) fará pela albiceleste; e é difícil saber se Martínez (hoje com 26 anos e ainda na Inter de Milão) voltará a ser um titular habitual do treinador Lionel Scaloni.

Por outro lado, podemos realizar conjecturas bastante otimistas sobre Julián Álvarez, do Manchester City. Aos 23 anos, o atleta revelado pelo River Plate tem sido principalmente um segundo atacante nos Cityzens de Pep Guardiola (que contam com Erling Haaland como centroavante). Como o provável é que Álvarez seja cada vez mais a principal referência ofensiva de Scaloni, sua produtividade pela seleção tende a aumentar.

Darwin Núñez
O artilheiro sul-americano no torneio qualificatório para Brasil 2014 foi o uruguaio Luis Suárez, com onze gols; o artilheiro no caminho para Rússia 2018 foi o também uruguaio Edinson Cavani, com dez. Esses dois craques celestes continuam em atividade, mas ambos já contam com 36 anos. Mesmo que apareçam na próxima convocação do argentino Marcelo Bielsa, este terá em Darwin Núñez, do Liverpool, o seu «homem-gol».

Hoje com 24 anos, o jogador revelado pelo Peñarol chamou a atenção dos Reds quando defendia outro clube de camisa vermelha, o Benfica. Pelas águias, ele foi o artilheiro da Primeira Liga 2021–22 ao marcar 26 vezes em 28 jogos. Desde que chegou à Premier League, Núñez tem recebido críticas por desperdiçar oportunidades em demasia. Ainda assim, terminou como o vice-artilheiro do Liverpool em 2022–23, com 15 gols.

Outros nomes

A Colômbia do técnico argentino Néstor Lorenzo é forte candidata a se classificar para o próximo Mundial. E Rafael Santos Borré (Eintracht Frankfurt), de 27 anos, será de grande ajuda nessa missão se exibir futebol parecido com o de seus tempos de River Plate.

O Equador do espanhol Félix Sánchez Bas conta com Enner Valencia (Internacional), autor de três dos quatro gols da tri na última Copa do Mundo. Perto de completar 34 anos, suas atuações na atual Copa Libertadores mostram que ainda tem muito a oferecer.

O Chile do argentino Eduardo Berizzo traz como principal esperança de gols um inglês de nascença: Ben Brereton Díaz (Villarreal). Após se destacar com o Blackburn no Championship, este jogador de 24 anos busca deixar sua marca em LaLiga.

O Peru de Juan Reynoso encontra-se em situação parecida à da roja, pois também o seu principal atacante nasceu em outro país. Falamos do italiano Gianluca Lapadula (Cagliari), de 33 anos, que está em alta por ter sido o artilheiro da Serie B 2022–23.

O Paraguai do argentino Guillermo Barros Schelotto apresenta-se forte nas extremidades. Talvez falte um centroavante indiscutível, mas Gabriel Ávalos (Argentinos Juniors), de 33 anos, merece crédito pelos doze gols que marcou na última Liga Profesional.

A Bolívia do argentino Gustavo Costas ainda confia em Marcelo Moreno (Independiente del Valle). Aos 36 anos, suas perspectivas de terminar outra vez como o artilheiro das eliminatórias são pequenas; mas é provável que seja novamente o artilheiro da verde.

A Venezuela do argentino Fernando Batista seguirá contando com Salomón Rondón (River Plate), de 33 anos. Embora venha se destacando pouco por clubes nos últimos anos, para a vinotinto —da qual é o máximo artilheiro— sua importância ainda é grande.

Quem deixamos de fora

Ao nos restringirmos a um atleta por seleção, vimo-nos diante de escolhas difíceis. Outros atacantes aos quais vale a pena estar atento são o brasileiro Vini Jr. (Real Madrid), o colombiano Luis Díaz (Liverpool), o paraguaio Julio Enciso (Brighton) e o venezuelano Josef Martínez (Inter Miami). Independentemente do número de gols que marquem, todos provavelmente serão de muito valor para suas respectivas seleções.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.