Pular para conteúdo
Registre-se
Liga dos Campeões
  1. Futebol
  2. Copa do Mundo

Por que não se deve desprezar as chances de Lewandowski ser o artilheiro do Mundial

Embora não esteja entre os favoritos para ser o artilheiro de Catar 2022, Robert Lewandowski pode muito bem alcançar mais esse feito.

Artigo originalmente publicado em 18 de julho de 2022.

Robert Lewandowski é não só um dos grandes goleadores de todos os tempos mas um dos melhores jogadores da atualidade — como bem demonstra o fato de ter sido ele o vencedor dos dois últimos prêmios The Best da Fifa.

Apesar disso, o polonês de 33 anos — que na próxima temporada defenderá o Barcelona — não aparece nem mesmo entre os quinze mais bem cotados para terminar como o artilheiro da próxima Copa do Mundo.

O próprio histórico da competição, porém, pode servir de argumento para os que acreditam que as chances de Lewandowski conseguir tal feito são melhores do que parecem.

Os favoritos para a artilharia no Oriente Médio

Como seria de esperar, os atuais favoritos para a conquista da Chuteira de Ouro de Catar 2022 são jogadores de seleções que têm altas possibilidades de chegar longe no torneio.

É o caso do inglês Harry Kane (cotado em 8,00), dos franceses Kylian Mbappé (10,00) e Karim Benzema (13,00), do português Cristiano Ronaldo (13,00), do argentino Lionel Messi (15,00) e do brasileiro Neymar (15,00).

Já Lewandowski, cotado em 41,00, atualmente divide a 18.ª posição nessa lista com outros dezesseis jogadores (dentre os quais o uruguaio Luis Suárez e o sérvio Dušan Vlahović).

Para começarmos a considerar mais seriamente a possibilidade de o polonês contrariar tais prognósticos, façamos uma breve análise de sua recém-terminada passagem pela Alemanha.

Feitos memoráveis de um homem-gol por excelência

Além de ter conquistado todos os títulos imagináveis em suas oito temporadas defendendo o Bayern de Munique, Lewandowski alcançou números invejáveis para praticamente qualquer atacante.

Ao todo, foram 375 partidas e 344 gols pelos Bávaros — uma média de aproximadamente 0,92 por jogo.

Lembremos também que Lewandowski foi o artilheiro de sete edições da Bundesliga — a primeira vez em 2013–14, quando defendia o Borussia Dortmund —, algo que só havia sido alcançado pelo lendário alemão Gerd Müller.

Nas duas últimas temporadas, o polonês foi além e conquistou a Chuteira de Ouro europeia, conferida ao artilheiro máximo entre todas as ligas de países-membros da Uefa.

Lewandowski obviamente não joga sozinho, e parece de fato pouco provável que ele termine como o artilheiro da próxima Copa do Mundo caso a Polônia não apresente um desempenho acima das expectativas.

Mas mesmo quanto a isso há esperanças para o principal reforço do Barcelona para 2022–23.

A importância da fase de grupos

A Polônia estará no grupo C do próximo Mundial da Fifa, junto de Argentina, México e Arábia Saudita. Sendo os argentinos os favoritos para ficar com uma das duas vagas para as oitavas de final, a tendência é que mexicanos e poloneses lutem pela outra vaga.

Resta falar dos sauditas, que, em suas últimas quatro participações nessa competição, sofreram pelo menos uma goleada: 4 x 0 para a França em 1998, 8 x 0 para a Alemanha em 2002, 4 x 0 para a Ucrânia em 2006 e 5 x 0 para a Rússia em 2018.

Esse mau desempenho histórico da seleção asiática é relevante para a nossa discussão pelo seguinte motivo: o artilheiro de uma Copa do Mundo não raro é um jogador que consegue marcar mais de um gol em uma única partida da fase de grupos.

Artilheiros de Mundiais anteriores

Exemplos disso foram vistos em 2018, quando o inglês Harry Kane marcou três vezes contra o Panamá, e em 2006, quando o alemão Miroslav Klose marcou duas vezes tanto contra a Costa Rica quanto contra o Equador.

Nenhum dos exemplos acima se compara com o que o russo Oleg Salenko fez em 1994, quando marcou cinco de seus seis gols naquele Mundial apenas contra a seleção de Camarões.

Isso bastou para que Salenko terminasse como um dos dois artilheiros da competição (o outro foi o búlgaro Hristo Stoichkov), muito embora a sua seleção nem mesmo tenha passado da fase de grupos.

Por fim, vale lembrar de outros atletas que, como Salenko, surpreenderam a todos ao se tornarem artilheiros da Copa do Mundo. Aqui, destacamos o croata Davor Šuker em 1998 e o colombiano James Rodríguez em 2014.

Palavras finais

Que fique claro que, mesmo com todos esses últimos exemplos em mente, nada seria o bastante para tornar Lewandowski um dos principais candidatos a artilheiro da competição a ser realizada no Oriente Médio entre novembro e dezembro deste ano.

Mas pelo menos já é possível dizer que, caso isso ocorra, ninguém se sentirá — ou, melhor dizendo, ninguém deverá se sentir — particularmente surpreso.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies