Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Itália
  1. Futebol

Os números de Ancelotti contra suas ex-equipes

Com quase três décadas de experiência como técnico, o italiano conta com enorme bagagem no que se refere a enfrentar clubes que já dirigiu.

[Traduzido e adaptado de «Los números de Ancelotti contra sus antiguos equipos».]

Na atual edição da Liga dos Campeões viu-se, pela segunda temporada seguida, o Real Madrid de Carlo Ancelotti eliminar o Chelsea na fase de quartas de final.

Esses duelos foram os mais recentes da extensa lista de partidas em que o vitorioso treinador italiano teve pela frente uma equipe que já esteve sob seu comando.

Resultados de todas as cores

Depois de alguns anos como auxiliar técnico de Arrigo Sacchi na seleção italiana, o ex-meio-campista Ancelotti iniciou sua carreira de treinador no verão de 1995. Seu primeiro clube foi a Reggiana (da região em que ele mesmo nasceu, a Emília-Romanha). Desde então ele passou por outras nove equipes, as quais lhe permitiram trabalhar nas cinco principais ligas europeias. Sem contar encontros amistosos, até aqui foram 63 partidas contra ex-clubes. O retrospecto é de 25 vitórias, 19 empates e 19 derrotas.

A primeira vez foi com o Parma

Ancelotti mal tinha completado um ano como treinador quando se viu pela primeira vez diante de um antigo clube. Após uma temporada na regia, ele se mudou para o Parma (onde começou como jogador). Sua quinta partida à frente dos cruzados, em 21 de setembro de 1996, foi uma vitória por 3 x 2 em casa sobre aqueles que uns meses antes ajudou a conduzir à Serie A. No segundo turno essas duas equipes empataram por 0 x 0.

Invicto também com a Juventus

Durante os dois anos e meio em que treinou a Juventus (1999 a 2001), Ancelotti nunca enfrentou a Reggiana (visto que la regia não mais estava na elite do futebol italiano). Já contra o Parma foram quatro partidas, das quais não perdeu nenhuma. O padrão foi o mesmo de sua época nos cruzados: vitórias em casa (estádio Delle Alpi) e empates fora (estádio Ennio Tardini).

Duas tendências opostas no Milan

Ancelotti chegou ao Milan (outro clube pelo qual atuou) em novembro de 2001, e lá permaneceu por oito temporadas. Isso o levou a enfrentar em numerosas ocasiões o Parma e a Juventus. Contra os primeiros foram quatorze jogos: dez vitórias, três empates e uma única derrota. Contra os segundos foram dezoito jogos: três vitórias, nove empates e seis derrotas.

O mais importante dos embates com os biancocelesti teve final feliz para ele. Milaneses e turinenses disputaram em Manchester, em maio de 2003, a final da Liga dos Campeões. Após o 0 x 0 no tempo normal e na prorrogação, o diavolo venceu nos pênaltis por 3 x 2. Foi a primeira «orelhuda» de Ancelotti e a primeira vez em que ele enfrentou um ex-clube pela principal competição europeia.

Conteúdo relacionado

As sete Ligas dos Campeões do Milan 

Primeira etapa no Real Madrid

Nem quando esteve no Chelsea (2009 a 2011) nem quando esteve no Paris Saint-Germain (2001 a 2013) Ancelotti enfrentou uma ex-equipe. Mas em cada uma de suas duas primeiras temporadas à frente do Real Madrid (2013 a 2015) o italiano enfrentou a Juventus pela Liga dos Campeões.

Em 2013–14 foram dois duelos pela fase de grupos, ambos vencidos pelos espanhóis. (Os italianos terminaram em terceiro e, portanto, tiveram que se contentar em disputar a Liga Europa.) Em 2014–15 os confrontos foram pelas semifinais. A Juventus venceu no Stadium por 2 x 1, e o empate por 1 x 1 no Santiago Bernabéu deu a classificação à vecchia signora.

Experiências ruins no Bayern de Munique

Na vez seguinte em que cruzou com uma ex-equipe, Ancelotti novamente viu seus comandados serem eliminados de uma Liga dos Campeões. Em 2017 ele estava à frente do Bayern de Munique que, nas quartas de final, perdeu por 2 x 1 em casa e por 4 x 2 fora (na prorrogação) para o Real Madrid.

Na temporada seguinte coube-lhe enfrentar o Paris Saint-Germain na fase de grupos. No dia 27 de setembro de 2017, pela segunda rodada, os muniquenses foram derrotados pelos rouges et bleus por 3 x 0 no Parc des Princes. No dia seguinte o clube alemão anunciou a demissão do italiano.

Retrospecto discreto no Napoli e no Everton

Durante sua etapa no Napoli (2018 a 2019), ele obteve duas ótimas vitórias sobre o Parma (3 x 0 em casa e 4 x 0 fora). Mas os azzurri sucumbiram nas três vezes em que enfrentaram a Juventus e tiveram retrospecto de uma vitória, dois empates e uma derrota contra o Milan.

Quando esteve no Everton (2019 a 2021), Ancelotti topou com o Chelsea por três vezes. O único duelo em casa (Goodison Park) terminou 1 x 0 para os Toffees, mas fora de casa (Stamford Bridge) sua equipe foi superada pelos Blues por 4 x 0 e 2 x 0.

O caminho até a 14.ª

De volta ao Real Madrid (onde está desde junho de 2021), este nativo da comuna de Reggiolo eliminou duas ex-equipes para chegar à final da Liga dos Campeões 2021–22 —mas sempre com muito sofrimento–-.

Na volta das oitavas de final, contra o PSG, os madrilenhos precisaram de um hat-trick de Karim Benzema na última meia hora. Na volta das quartas de final, contra o Chelsea, foram precisos um gol de Rodrygo aos 80 minutos e outro de Benzema na prorrogação.

Os dois triunfos mais recentes

Como dissemos na introdução, este ano os blancos novamente eliminaram os Blues em quartas de final de Liga dos Campeões. O sofrimento foi menor em 2023, visto que os da capital espanhola venceram tanto na ida, em casa, quanto na volta, fora, por 2 x 0.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.