Pular para conteúdo
pt-br ACESSAR Esportes bet365
basquete
  1. Basquete
  2. NBA

Os mais improváveis campeões da história da NBA

Em mais de sete décadas, a liga profissional de basquete dos Estados Unidos nos brindou com campeões que poucos teriam antecipado na pré-temporada.

[Traduzido e adaptado de «The Most Unlikely Champions in NBA History».]

Antes do início dos playoffs de 2023 da NBA havia pelo menos umas oito ou nove equipes com perspectivas bastante razoáveis de serem campeãs. Qualquer surpresa, portanto, teria que vir de fora deste grupo.

Nem sempre foi assim. Houve anos em que se esperava o domínio de umas poucas franquias, mas o grande vencedor foi um time antes visto como «azarão». É desse tipo de ocorrência de que falaremos neste artigo.

Os Mavericks de 2011

Em 2006 os Dallas Mavericks chegaram às finais, quando foram derrotados por 4 a 2 pelo Miami Heat. Nas temporadas seguintes os do Texas sempre pareceram candidatos legítimos a uma inédita conquista que nunca vinha.

Em 2011 as suas chances pareciam bastante pequenas antes de apresentarem desempenho impressionante na pós-temporada.

Naquela temporada regular os Mavs terminaram em terceiro na Conferência Oeste, atrás dos San Antonio Spurs e dos Los Angeles Lakers. (Estes foram os campeões de 2009–10.)

Os texanos eliminaram os californianos nas semifinais da conferência, e em seguida eliminaram o Oklahoma City Thunder de Kevin Durant e James Harden.

Mas a maior surpresa ainda estava por vir.

O Miami Heat havia adquirido LeBron James e Chris Bosh na off-season para formar um trio poderoso com Dwyane Wade.

Nos playoffs do Leste, os floridenses derrotaram por 4 a 1 os três adversários que tiveram pela frente — os Philadelphia 76ers, os Boston Celtics e os Chicago Bulls.

Ninguém esperava que os Mavericks negassem ao Heat o título, ainda mais quando os de Miami venceram dois dos três primeiros jogos.

Mas os três encontros seguintes foram vencidos pelos de Dallas, que assim fecharam a série em 4 a 2 e tiveram em Dirk Nowitzki o MVP das finais.

Os Rockets de 1995

Em 1995 os Houston Rockets chegaram como os campeões, mas duas conquistas em série parecia um exagero. Eles tiveram uma temporada de altos e baixos e eram considerados, quando muito, a terceira força do Oeste — atrás dos Spurs e do Jazz.

E, mesmo que vencessem as finais de sua conferência, quem teria apostado neles para venceram as finais da NBA? No Leste havia os Bulls de Michael Jordan (em seu retorno à liga) e o Magic de Shaquille O’Neal.

Mas voltemos ao Oeste. Na primeira rodada os Rockets surpreenderam o Jazz (3 a 2), na segunda passaram pelos Suns (4 a 3) e nas finais superaram os Spurs (4 a 2).

Na série decisiva o seu adversário foi o Orlando Magic, mas os do Texas superaram os da Flórida por 4 a 0 e Hakeem Olajuwon foi o MVP das finais pela segunda vez seguida.

Conteúdo relacionado

Os melhores inícios de temporada na NBA

Os piores inícios de temporada na NBA

Os Raptors de 2019

Os Toronto Raptors pareciam uma equipe em transição antes da temporada 2018–19, com o astro DeMar DeRozan indo para os San Antonio Spurs e Kawhi Leonard vindo dessa mesma franquia.

Aquele que seria o único ano de Leonard em Toronto também provou ser um dos mais memoráveis para ele.

O ala apresentou exibições hercúleas nos playoffs, incluindo um «buzzer beater» (cesta convertida quando já toca a sirene) no jogo 7 das finais do Leste, contra os 76ers.

Daí a superar os Golden State Warriors, que buscavam um terceiro campeonato seguido, já parecia demais. Mas no fim os Raptors conseguiram seu primeiro título na história.

E, por mais que os Dubs tenham perdido Durant por lesão no jogo 5, àquela altura os canadenses já venciam a série por 3 a 1. Talvez tivessem feito 4 a 2 do mesmo jeito.

Uma vez concretizada essa vitória, Leonard foi pela segunda vez premiado como o MVP das finais. (A primeira foi em 2014, quando defendia os Spurs.)

Os Pistons de 2004

Por mais que os Detroit Pistons fossem um bom time em 2004 —terminaram a temporada regular em terceiro no Leste, com respeitável retrospecto de 54 vitórias e 28 derrotas—, poucos acreditavam que eles poderiam derrotar as estrelas dos Lakers nas finais.

Aqueles Pistons tinham qualidade, sem dúvida. Entre seus principais atletas estavam Chauncey Billups, Tayshaun Prince, Rasheed Wallace e Richard Hamilton.

Mas o que dizer dos Lakers? Estes tinham em seu elenco Shaquille O’Neal, Kobe Bryant, Karl Malone e Gary Payton — todos futuros membros do Hall da Fama.

Na primeira partida, em Los Angeles, a vitória foi dos visitantes. Mas na segunda, na mesma cidade, os anfitriões é que venceram (ainda que na prorrogação).

Seguiram-se então três jogos em Detroit. Todos eles foram vencidos pelos Pistons, que assim fecharam a série final para serem os campeões pela terceira vez.

Esse foi o primeiro e único título da carreira de Billups, que além disso recebeu o prêmio de MVP das finais.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.