Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
steph curry
  1. Basquete
  2. NBA

Os maiores nomes da NBA: Stephen Curry

Nenhum outro jogador na história do basquete demonstrou um nível de pontaria tão alto quanto o astro do Warriors, um verdadeiro matador da linha de três pontos.

Origens e início na NBA

Pouco mais de três anos após o nascimento de LeBron James em Akron, essa cidade de Ohio viu nascer outra grande estrela de sua geração: Stephen Curry.

No entanto, foi na Carolina do Norte que ele cresceu porque seu pai, o armador Dell Curry, foi transferido para lá. Embora tenha se destacado em seus dias de faculdade com o Davidson Wildcats, ele não sobressaiu na adolescência tanto quanto LeBron e chegou à NBA como a sétima escolha no draft de 2009.

A equipe que, sem saber, ganhou a loteria foi o Golden State Warriors, que mudou o curso de sua história a partir daí.

Sucesso inicial na NBA

A transformação de Curry em astro também ocorreu de forma lenta: em seu primeiro ano, entrou para o quinteto ideal de calouros, embora Tyreke Evans tenha sido eleito o melhor rookie; em sua segunda temporada, teve a melhor porcentagem de arremessos livres e, dois anos depois, já liderava o ranking de três pontos, que seriam suas duas grandes marcas no futuro.

Em 2013, Curry estreou nos playoffs, mas apenas na sua quinta temporada na NBA foi selecionado para jogar no time All-Star. Poucos meses depois, Steve Kerr chegou ao banco do Warriors e fez alguns ajustes no estilo de jogo para dar maior destaque aos arremessos de Curry de qualquer distância. Daí para o sucesso, já não faltava nada.

O caminho para a glória

Naquela campanha de 2014/15, a primeira de Kerr, os Warriors mostraram grande superioridade durante a temporada regular, com 67 vitórias em 81 jogos, e apenas sofreram três derrotas em seu caminho até às finais, vencendo pelo caminho o Cleveland Cavaliers, de LeBron James.

É verdade que Curry, pela primeira vez MVP da temporada, não foi o melhor jogador de sua equipe nas finais, mas, como sempre, seu avanço levou tempo.

Uma temporada histórica... sem prêmio

A temporada seguinte foi incrível tanto para o Warriors quanto para Curry, pois a equipe obteve um recorde de 73 vitórias em 81 jogos da temporada regular e o armador de 28 anos não só manteve seu estatuto de MVP, como se tornou o primeiro a ser escolhido por unanimidade após terminar como o líder de pontuação, líder em arremessos de três pontos (com uns estratosféricos 402 pontos) e líder em porcentagem de lances livres da equipe.

Ele também entrou para o prestigioso clube dos 50-40-90 (50% de arremessos de quadra, 40% de arremessos de três pontos, 90% de arremessos de lance livre), e foi o único jogador na história a fazer isso com uma média de mais de 30 pontos por jogo.

Mas quando parecia que a revalidação do anel era praticamente certa, Curry foi prejudicado por uma lesão e o Warriors enfrentou um Cavaliers que buscou a revanche com sucesso.

Os Warriors se recuperam

Após esse revés, a franquia começou a trabalhar e trouxe Kevin Durant para o elenco. A fórmula funcionou na perfeição e a equipe de Steve Kerr se tornou campeã novamente em 2017 contra os Cavaliers, a quem derrotou novamente nas finais de 2018 para manter o título.

Em ambos os casos, o MVP das finais foi para Durant, embora Curry pudesse muito bem ter vencido em 2018. No ano seguinte, ele teve outra chance, mas o Warriors foi derrotado pelo Toronto Raptors, liderado por Kawhi Leonard, merecidamente o MVP das finais.

O ressurgimento de Curry

Essa derrota parecia sinalizar o início do declínio do Warriors que, na temporada seguinte, terminou em último lugar no Oeste, sem Curry durante a maioria da temporada devido a uma grave lesão. Seu retorno em 2020/21 pelo menos levou a equipe aos playoffs, mas o time de San Francisco caiu na primeira rodada.

Aos 33 anos, ele provou mais uma vez por que já é uma lenda da NBA, emergindo como o líder indiscutível da franquia para reconquistar o anel e finalmente ganhar o prêmio de MVP das Finais, tornando-se o único jogador a ganhar tanto o prêmio de MVP do All-Star quanto o de MVP das Finais da Conferência na mesma temporada.

Principais recordes e estatísticas

  • 4 vezes campeão da NBA
  • 2 vezes MVP da NBA
  • 1 vez MVP das Finais
  • 1 vez MVP das Finais da Conferência
  • Melhor média de pontos por temporada: 32 (2020/21)
  • Melhor média de rebotes por temporada: 6,1 (2022/23)
  • Melhor média de assistências por temporada: 8,5 (2013/14)
  • Maior artilheiro de todos os tempos em arremessos de três pontos: 3390
  • Maior porcentagem de arremessos de lance livre (mínimo de 1200 arremessos): 90,9%.
  • Único jogador a ganhar o prêmio de MVP do All-Star, MVP das Finais da Conferência, MVP das Finais e anel da NBA em uma única temporada: 2021/22

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.