Pular para conteúdo
Registre-se
Mikel Arteta
  1. Futebol
  2. Premier League

Os ''Gunners'' são as estrelas da surpreendente temporada da Premier League

A primeira parte da temporada 2022–23 da Premier League chegou ao fim com uma pausa de seis semanas devido à Copa do Mundo.

[Traduzido e adaptado de ''Premier League Review: Gunners starring in surprising season''.]

Esta tem sido uma temporada fascinante, com muitos pontos-chave para discutir.

No topo da classificação está o surpreendente Arsenal, que perdeu apenas uma de suas 14 partidas até aqui e tem cinco pontos de vantagem sobre o atual campeão, o Manchester City — depois da derrota deste por 2 x 1 em casa para o Brentford em 12 de novembro.

Mikel Arteta fez dos Gunners um time muito difícil de derrotar, e o City terá uma dura tarefa pela frente na segunda metade da temporada se quiser revalidar o título.

O Newcastle é ''o melhor do resto'', em terceiro lugar com uma campanha brilhante até aqui. O Tottenham é o quarto.

Manchester United, Chelsea e Liverpool estão no momento debilitados, fora das vagas para a próxima Liga dos Campeões.

Wolverhampton, Southampton e Nottingham Forest são os três clubes na zona de rebaixamento — e a batalha para não terminar nela já parece intensa.

O Arsenal atira por um título inesperado

Embora fosse amplamente aceito que o Arsenal viria mais forte nesta temporada graças às contratações de verão, poucos os teriam previsto na posição de líderes com uma vantagem de cinco pontos.

Os Gunners, cotados em 3,25 para o título, têm se destacado de todas as maneiras e parecem ter se livrado das fragilidades defensivas que os atormentaram na última década e meia.

Atacar num foi problema, mas o enrijecimento da defesa — auxiliada pela chegada de Oleksandr Zinchenko e pelo retorno de William Saliba — parece ter tido um enorme impacto.

Jogadores como Granit Xhaka e Martin Ødegaard estão em grande forma, enquanto Gabriel Jesus, vindo do Manchester City, foi um acréscimo inteligente ao ataque.

Uma corrida entre dois cavalos parece inevitável, e o City — a despeito do choque que foi a sua já mencionada derrota caseira para o Brentford — ainda é o favorito, com uma cotação de 1,44.

Erling Haaland é de longe a contratação da temporada. O atacante noruguês vem sendo brilhante desde a sua vinda por 51 milhões de euros pagos ao Borussia Dortmund. Ele marcou 23 gols em 18 jogos, e pode vir a ser a diferença entre a conquista do título ou não.

O Newcastle lidera a corrida pelo G4

A vitória por 1 x 0 do Newcastle sobre o Chelsea — que também busca terminar entre os quatro primeiros — pode ter sido um resultado imensamente significativo, já que os homens de Eddie Howe buscam uma muito improvável vaga na Liga dos Campeões.

Os Magpies foram completamente transformados no espaço de um ano, passando de uma equipe que luta para uma que sonha na Premier League. Uma mistura de excelentes recrutamentos e comando técnico os ajudou a chegar ao terceiro lugar.

Sven Botman, Nick Pope e Matt Targett foram ótimas contratações, enquanto as transformações de Joelinton, Sean Longstaff e Fabian Schär são belos exemplos das habilidades de Howe como técnico.

O Tottenham está em quarto após a bênção que foi o seu 4 x 3 sobre o Leeds, enquanto Manchester United, Chelsea e Liverpool estão todos fora da zona de classificação para a Liga dos Campeões.

A era Erik ten Hag no United tem sido confusa até aqui, mas houve momentos promissores. E Alejandro Garnacho, que marcou o gol da vitória sobre o Fulham no último dia 13, parece ser um jogador de grande potencial.

Tendo chegado ao fim a novela Cristiano Ronaldo, Ten Hag ainda precisa se preocupar em manter a melhor composição defensiva de sua equipe com um Harry Maguire em má fase. Mas o holandês deu sinais de ser um bom técnico para o futuro.

Graham Potter começou bem no Chelsea, mas depois embarcou em uma série de cinco jogos sem vitórias pela liga.

A temporada do Liverpool tem sido uma mistura do brilhante e do ruim — derrotou o Manchester City no Anfield mas foi derrotado por times como Nottingham Forest e Leeds.

Com o Arsenal e o City parecendo garantidos nas duas primeiras posições, e o Newcastle se intrometendo na festa, talvez presenciemos em 2023 a mais dramática batalha pelo G4 em muitos anos.

O Newcastle está cotado em 2,37 para terminar entre os quatro primeiros; o Tottenham em 2,10; o Manchester United em 2,25; o Chelsea em 4,50; e o Liverpool em 1,57.

Vai saber quem cairá

Por falar em drama, há um senso crescente de que, assim como na última temporada, a batalha contra o rebaixamento neste ano irá até as últimas rodadas.

Os Wolves terão um novo técnico após a Copa do Mundo, quando Julen Lopetegui assumirá. A principal tarefa do novo comandante será ajudar a equipe a marcar mais gols: o time do Molineux, último colocado, chegou às redes adversárias apenas oito vezes.

O Southampton também terá novo técnico. Nathan Jones assumirá essa ''batata quente'' após a saída de Ralph Hasenhüttl, cujo derradeiro jogo foi a derrota por 3 x 1 para o Liverpool no último dia 12.

Esse revés deixou os Saints em apuros, e o galês Jones terá sérias dificuldades para os afastar dos problemas.

Embora o Nottingham Forest abra a zona de rebaixamento, a sua vitória por 1 x 0 sobre o Crystal Palace foi a segunda em quatro jogos. Além disso, há indícios de que as suas quase duas dúzias de novas contratações estejam começando a se encaixar.

Everton, West Ham, Leeds e Bournemouth estão todos apenas um pouco acima dos últimos três colocados. E nenhum deles mostrou a consistência necessária para sugerir que estará afastado da luta contra o descenso quando estivermos perto do fim da temporada.

O Forest é atualmente o favorito para cair, com uma cotação de 1,57, enquanto o Bournemouth está cotado em 1,66. Dito isso, as previsões podem mudar a cada semana caso a segunda metade de 2022–23 replique a primeira.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies