Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
NBA - Calouro do ano
  1. Basquete
  2. NBA

Os favoritos ao prêmio Calouro do Ano na NBA

Um dos pontos de maior interesse quanto à temporada que começa mês que vem diz respeito à velocidade de adaptação dos calouros.

[Traduzido e adaptado de «NBA Rookie of the Year Favorites».]

Por menos surpreendente que tenha sido presenciar Victor Wembanyama como a escolha número um do último draft da NBA, o nível da nova safra de jogadores parece bastante acima da média.

O pivô/ala-pivô francês é claramente o favorito a receber o prêmio Calouro do Ano da temporada 2023–24. Mas, como veremos, seus principais concorrentes também são atletas de grandes méritos.

Victor Wembanyama

Os San Antonio Spurs foram os grandes vencedores da última loteria do draft, e era bastante óbvia qual seria a sua primeira escolha. Victor Wembanyama já havia se estabelecido como uma estrela antes de chegar à NBA, devido a atuações notáveis no Campeonato Francês.

Este pivô/ala-pivô de 19 anos dominou a Ligue Nationale de Basket Pro A em 2022–23. Ainda que sua equipe, os Metropolitans 92, tenha caído nas finais, Wembanyama recebeu os prêmios MVP (Jogador Mais Valioso), Melhor Jovem, Melhor Defensor, Melhor Pontuador e Melhor Bloqueador.

Profissional desde 2019, ele parece ter todos os atributos físicos e técnicos que se requer de alguém na sua idade. Por esse motivo é que está cotado em 1,80 para ser eleito o Calouro do Ano na NBA. (Há quem o considere candidato inclusive a MVP, mas nesse caso a cotação é de 81,00.)

Scoot Henderson

O armador Scoot Henderson seguiu rumo inortodoxo para chegar à liga profissional. Enquanto a maioria dos novatos vem direto do basquete universitário, ele vem de dois anos a serviço do Ignite na NBA G League. No draft de junho passado, os Portland Trail Blazers fizeram dele a terceira escolha geral.

Nascido na cidade de Marietta, Geórgia, Henderson defendeu a escola Carlton J. Kell. Ele foi um recruta cinco estrelas mas se formou cedo, aos 17 anos, para logo em seguida assinar contrato com o Ignite. Assim ele se tornou, na temporada 2021–22, o jogador mais jovem da história da G League.

Nas 19 vezes em que entrou em quadra na temporada regular passada, suas médias foram de 16,5 pontos, 6,8 assistências e 5,3 rebotes por jogo. Além disso, Henderson esteve envolvido no Rising Stars Challenge (uma espécie de All-Star Game da G League) tanto em 2021–22 quanto em 2022–23.

Hoje com 19 anos, ele provavelmente terá bastantes oportunidades de mostrar do que é capaz pelos Blazers (ainda mais considerando o quão improvável é a permanência do armador Damian Lillard). Nas cotações do mercado «Melhor Novato do Ano», o ex-Ignite aparece em segundo (4,25).

Chet Holmgren

Chegamos ao último dos três mais fortes candidatos ao prêmio de Calouro do Ano. O pivô/ala-pivô Chet Holmgren foi a segunda escolha no draft do ano passado. Mas, durante um evento Pro-am (profissionais e amadores), ele sofreu fratura no pé direito que o fez perder aquela que seria sua primeira temporada a serviço do Oklahoma City Thunder.

Este nativo de Minneapolis, Minnesota, atuou pela Universidade de Gonzaga na NCAA Division I. Hoje com 21 anos, Holmgren quererá tirar proveito de seus 2,16 m de altura para ser presença regular no sexteto inicial do Thunder. Essa é uma possibilidade razoável, e por isso pouco surpreende a sua cotação de 4,50 para ser o melhor novato de 2023–24.

Outros candidatos

Em quarto lugar nas cotações (17,00) aparece Brandon Miller, de 20 anos. Após defender Alabama no basquete universitário, este ala/ala-armador de Nashville, Tennessee, foi a segunda escolha do draft de 2023. Quem o selecionou foram os Charlotte Hornets, cujo técnico é Steve Clifford e cujos principais nomes são LaMelo Ball e Terry Rozier.

Sasha Vezenkov, cotado em 21,00, é um ala-pivô de nacionalidade búlgara (mas nascido no Chipre) de 28 anos. Em 2017, os Brooklyn Nets o escolheram no draft; mas apenas agora, que acaba de ser eleito o MVP da Euroliga, ele estreará na NBA. Sua equipe será os Sacramento Kings de De’Aaron Fox e Domantas Sabonis e do treinador Mike Brown.

Além de Wembanyama, a grande história entre os calouros deste ano foi a presença de irmãos gêmeos: Amen e Ausar Thompson. Nascidos em Oakland, Califórnia, há 20 anos, ambos vêm de conquistar a Overtime Elite (uma liga para atletas entre 16 e 20 anos) a serviço dos City Reapers. E ambos estiveram entre as primeiras escolhas do draft de 2023.

O armador/ala-armador/ala Amen (26,00) foi o quarto selecionado. Sua equipe será os Houston Rockets, do técnico Ime Udoka e de jogadores como Jalen Green e Fred VanVleet. O ala-armador/ala Ausar (34,00) foi o quinto escolhido. Sua equipe será os Detroit Pistons, do treinador Monty Williams e de atletas como Cade Cunningham e Bojan Bogdanovic.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.