Pular para conteúdo
Registre-se
Anderson Talisca (Al-Nassr)
  1. Futebol
  2. Outras Ligas

Os brasileiros que vêm se destacando na Liga Saudita 2022–23

Dos vários brasileiros em atuação na Liga Saudita 2022–23 destacamos cinco.

Não é de hoje que o Campeonato Saudita — uma das ligas de futebol mais fortes da Ásia — é um destino comum para jogadores brasileiros.

Mas quais deles mais vêm brilhando na atual temporada? É o que veremos a seguir.

A temporada até aqui

Antes de falar dos jogadores, falemos um pouco do campeonato.

Dezesseis clubes compõem a Liga Profissional Saudita, que (como a maioria das ligas nacionais) é disputada no sistema de pontos corridos em turno e returno.

A edição 2022–23 começou no último agosto e termina no próximo maio. Tendo sido realizadas oito (de trinta) rodadas, o líder é o surpreendente Al-Shabab, com 22 pontos.

Logo abaixo na classificação vêm dois dos clubes mais vitoriosos da Arábia Saudita: o Al-Nassr, com 19 pontos, e o Al-Ittihad, com 18 pontos.

É nessas três equipes que jogam os cinco brasileiros de que falaremos a partir de agora.

Carlos Júnior

O atacante Carlos Júnior, de 27 anos, revelado pelo Atlético-MG, está no Al-Shabab desde 2021. Na temporada passada, marcou 13 gols pelo clube apelidado de Leão Branco.

Em 2022–23, o ex-atleticano vem se saindo ainda melhor: com seis gols marcados nas sete vezes em que entrou em campo (média de 0,86), é o artilheiro isolado da competição.

Dois desses tentos foram decisivos. Em 14 de setembro, pela quarta rodada, foi dele o único gol da partida em que sua equipe venceu fora de casa o Al-Adalah.

Já em 10 de outubro, pela sétima rodada, Carlos marcou o gol que garantiu o empate por 1 x 1 fora de casa com o Al-Hilal.

Anderson Talisca

Revelado pelo Bahia, o meia/atacante Talisca tem 28 anos. Tendo chegado ao Al-Nassr em agosto do ano passado, não tardou a cair nas graças da torcida dos Cavaleiros do Négede.

Em 2021–22, o baiano marcou 20 gols na Liga Saudita — quatro a menos que o artilheiro daquela edição, o nigeriano Odion Ighalo (que atuou por Al-Shabab e Al-Hilal).

Na atual temporada, Talisca já marcou cinco vezes. Isso o deixa isolado na segunda colocação no ranking dos artilheiros.

Vale notar que, em tese, o brasileiro nem mesmo é o homem-gol do time. Este seria o camaronês Vincent Aboubakar (que até aqui marcou apenas duas vezes).

Luiz Gustavo

Conhecido por suas passagens pelo futebol alemão e pela seleção brasileira, o volante Luiz Gustavo, de 35 anos, foi contratado pelo Al-Nassr em julho passado.

Luiz é no momento um dos seis atletas que, com quatro gols, dividem a terceira posição na artilharia da Liga Saudita — um feito notável para um jogador da sua posição.

Junte-se a isso suas duas assistências, e o único à sua frente no ranking de participações diretas em gols é o já mencionado Carlos Júnior.

Foi de Luiz Gustavo uma das melhores exibições da temporada. Em 16 de outubro, no 4 x 0 em casa do Al-Nassr sobre o Al-Fayha, o brasileiro marcou dois gols e deu uma assistência.

Igor Coronado

Sem nunca ter jogado por um clube brasileiro, o meia Igor Coronado, hoje com 30 anos, trocou o Sharjah (Emirados Árabes) pelo Al-Ittihad em julho de 2021.

Em sua primeira temporada, o paranaense terminou como o vice-líder em assistências, com dez — apenas uma a menos que o também brasileiro Matheus Pereira (do Al-Hilal).

Em 2022–23, não há ninguém à frente de Coronado nesse quesito: até aqui foram cinco assistências em oito jogos pelos Tigres.

Uma delas veio em 7 de outubro, quando a sua equipe venceu em casa o Al-Fateh por 3 x 1. Foi também nesse dia que Coronado marcou o seu único gol na temporada.

Marcelo Grohe

Entre os companheiros de clube de Coronado está um dos maiores ídolos recentes do Grêmio: o goleiro Marcelo Grohe, de 35 anos.

Grohe pode ser considerado um ídolo também de sua atual equipe. Tendo se transferido ao Al-Ittihad em 2019, já foi eleito o goleiro do mês da Liga Saudita por quatro vezes.

Na temporada passada, o gaúcho não foi vazado em doze rodadas, o que o deixou atrás apenas do sérvio Vladimir Stojković (Al-Fayha) nesse quesito.

Na atual temporada, o Al-Ittihad têm, junto do Al-Shabab, a defesa menos vazada, com apenas dois gols sofridos. (Não por acaso, esses são os dois únicos times ainda invictos.)

Outros nomes

Citamos aqui cinco dos mais de vinte brasileiros que atuam na primeira divisão do Campeonato Saudita.

Outros que vêm se destacando em 2022–23 são o goleiro Paulo Victor (Al-Ettifaq) e os zagueiros Naldo (Al-Taawon) e Iago Santos (Al-Shabab).

Entre os que tiveram passagens marcantes por grandes do Brasil temos o volante Bruno Henrique (Al-Ittihad) e os atacantes Romarinho (Al-Ittihad) e Michael (Al-Hilal).

Considerando que o campeonato ainda nem chegou à metade, todos esses jogadores ainda terão, em tese, muitas oportunidades de mostrar do que são capazes.

Isso, evidentemente, se alguma oferta mais tentadora não os fizer trocar a Arábia por outro mercado (possivelmente o brasileiro).

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies