Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Ramón Díaz (Vasco)
  1. Futebol
  2. Brasileirão

O Vasco corre atrás da concorrência

O «almirante» tenta fazer de 2024 um ano muito melhor que o anterior, mas o elenco ainda tem sérias limitações.

No segundo semestre de 2022, o Vasco tornou-se SAF; no segundo semestre de 2023, quase caiu para a Série B. Neste primeiro semestre de 2024, a 777 Partners aposta na permanência do treinador argentino Ramón Díaz e na chegada do diretor de futebol Alexandre Mattos para tornar o almirante uma equipe que lute de igual para igual com qualquer outra no Brasil.

Os reforços da virada

Em 15 de julho do ano passado, quando o Vasco encontrava-se em 19.º na Série A, anunciou-se a chegada de Ramón Díaz. Foi também no segundo semestre que chegaram o zagueiro Maicon, o zagueiro/meio-campista Gary Medel, os meio-campistas Paulinho Paula e Bruno Praxedes, o meia/atacante Dimitri Payet e os atacantes Sebastián Ferreira, Pablo Vegetti, Rossi e Serginho.

Dos nove atletas acima citados, o único que não está mais a serviço do gigante da colina é Ferreira. (Optou-se por não comprar o paraguaio, que chegou por empréstimo do Houston Dynamo apenas até o fim de 2023.) Quanto aos que permaneceram, destacamos o chileno Medel (indiscutível na zaga) e o argentino Vegetti (autor de dez gols em 21 rodadas do Campeonato Brasileiro).

Payet, o mais celebrado dos reforços, foi titular em apenas sete dos dezessete jogos que fez no Brasileirão. Por outro lado, o meia francês demonstrou identificação com o clube e a torcida e marcou dois gols muito importantes para garantir a permanência na elite. (Principalmente o segundo do 2 x 1 sobre o América Mineiro, pela 34.ª rodada, em cobrança de falta nos acréscimos.)

Promessa de uma nova era

Em 7 de dezembro anunciou-se que o CEO do Vasco, Lucio Barbosa, demitiu o diretor-esportivo, Paulo Bracks. Em 11 de dezembro soube-se que o sucessor deste seria Alexandre Mattos. Antes de chegar à final da Copa Libertadores 2022 com o Athletico, Mattos participou da conquista de quatro Campeonatos Brasileiros (dois com o Cruzeiro e dois com o Palmeiras).

O currículo do atual diretor-executivo de futebol elevou sobremaneira as expectativas da torcida, que o considerou o nome certo para levar o Vasco ao patamar esperado quando se confirmou a transição para o modelo SAF. Mas, como ele mesmo disse em sua primeira entrevista coletiva, «[O] torcedor tem que ficar sabendo que o caminho ainda é de pavimentação».

Chegadas e saídas

Essa declaração de Mattos encontrou correspondência nos movimentos da primeira janela de transferências de 2024. Dos sete reforços anunciados oficialmente até aqui, apenas dois chegaram ao CT Moacyr Barbosa com o estatuto de muito prováveis titulares. Ambos ex-Corinthians: o zagueiro João Victor, comprado do Benfica, e o ponta Adson, comprado do Nantes.

Vieram também o zagueiro/lateral-direito paraguaio Robert Rojas (emprestado pelo River Plate), o ponta David (emprestado pelo Internacional), o goleiro Keiller (vindo a custo zero do Internacional), o lateral-esquerdo Victor Luis (vindo a custo zero do Coritiba) e o volante chileno Pablo Galdames (vindo a custo zero do Genoa, um dos outros clubes da rede 777 Partners).

Dos que disseram adeus, os destaques são dois atletas formados na base que estiveram com o Brasil no recém-finalizado Pré-Olímpico Sul-Americano. Em 26 de janeiro oficializou-se a venda do meia Marlon Gomes ao Shakhtar Donetsk (12 milhões de euros), e quatro dias depois anunciou-se a venda do atacante Gabriel Pec ao Los Angeles Galaxy (10 milhões de dólares).

O que falta reforçar?

As contratações mencionadas pareceriam insuficientes para o jornalista e analista de desempenho Rodrigo Coutinho. Antes mesmo dos primeiros jogos da temporada, o comentarista do ge opinou ser necessário trazer um lateral-direito para ser titular em vez de Paulo Henrique ou do uruguaio José Luis Rodríguez e um primeiro volante para ser titular em vez de Zé Gabriel.

Outras necessidades não demoraram a surgir. Em 28 de janeiro, no 2 x 2 com o Bangu pela quarta rodada do Campeonato Carioca, o meia Paulinho Paula sofreu ruptura de ligamento em joelho; e, em 4 de fevereiro, no 0 x 0 com o Flamengo pela sexta rodada, o volante Jair sofreu lesão idêntica. Como resultado, ambos perderão toda ou quase toda a temporada.

Ajustes até aqui

Enquanto o elenco principal disputava amistosos no Uruguai, reservas e jovens da base disputavam as primeiras rodadas do Campeonato Carioca. A estreia dos titulares em solo brasileiro se deu em 25 de janeiro, com um 2 x 0 sobre o Madureira.

Nas partidas disputadas na cidade de Punta del Este, Ramón Díaz experimentou com dois e três zagueiros. Esta última formação parece ser a preferência do técnico argentino para os jogos mais difíceis (como se viu no empate com o urubu).

Um dos grandes destaques da pré-temporada foi Payet, que hoje provavelmente dividiria a responsabilidade de ser o principal armador de jogadas com Paulinho se este não tivesse se lesionado. Hoje, o francês não tem sequer um suplente.

Também procura-se um suplente para Vegetti. Rayan, de 17 anos, é a opção nas ausências do centroavante argentino; mas, quando defendeu o Brasil na última Copa do Mundo Sub-17, o atual camisa 77 do Vasco atuou mais aberto pela esquerda.

A exigência é sempre grande

Embora o Vasco não pareça hoje muito mais forte do que dois meses atrás, em 2024 o time estará mais do que nunca sob escrutínio da torcida. Para quem é SAF, sobreviver à Série A não basta; será preciso mostrar-se candidato a vaga na Copa Libertadores.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.