Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Viktor Gyökeres (Sporting)
  1. Futebol
  2. Outras Ligas

O que falta para o Sporting ser mais respeitado?

O Sporting de 2023–24 vem se recuperando dos fracassos da temporada passada, mas os principais testes ainda estão por vir.

Após as oito primeiras rodadas do Campeonato Português 2023–24, o Sporting é o líder e o único ainda invicto. Nos prognósticos, os leões seguem atrás de Benfica e Porto. O que precisa ocorrer para que sejam tidos como fortes candidatos ao título?

Relembrando a 19.ª

A última das dezenove conquistas do Sporting na Primeira Liga se deu em 2020–21. Sob o comando de Rúben Amorim (que havia chegado em março), os alviverdes de Lisboa estabeleceram recorde de invencibilidade na elite. Numa competição de 34 rodadas, sofreram sua única derrota já na 33.ª, para o Benfica (quando o título já estava decidido).

O Sporting era visto no máximo como a terceira força do campeonato (pois na temporada anterior não só o Porto e o Benfica, mas também o Braga terminou à sua frente). Foi por isso que, apesar de sua magnífica campanha, os homens de Amorim só passaram a ser considerados os favoritos já no segundo turno. O roteiro será o mesmo em 2023–24?

O contexto atual

Assim como em 2020–21, o Sporting de 2023–24 vem de uma Primeira Liga em que terminou na quarta posição. A reformulação não foi tão intensa quanto seria de esperar. Dos atletas que deixaram o estádio José Alvalade neste mais recente verão europeu destacam-se o volante uruguaio Manuel Ugarte (vendido ao PSG por 60 milhões de euros) e o atacante Youssef Chermiti (vendido ao Everton por 12,5 milhões).

Por outro lado, em 14 de julho anunciou-se a contratação mais cara da história do clube. Para tirar o centroavante sueco Viktor Gyökeres do Coventry City, os leões pagaram ao clube inglês 20 milhões de euros. Não foi muito menor o valor pago para tirar o volante dinamarquês Morten Hjulmand do Lecce: 18 milhões. Quanto à vinda do lateral-direito espanhol Iván Fresneda do Valladolid, esta se deu por 9 milhões.

Resultados e perspectivas

Como dissemos na introdução, o Sporting é o único ainda invicto nesta Liga Portugal. Foram sete vitórias e um empate (92% de aproveitamento), dezessete gols marcados (2,13 por jogo) e seis sofridos (0,88). Neste momento a distância para o Benfica é de um ponto, e a distância para o Porto é de três. Mas as cotações relativas ao título expressam a expectativa de que cedo ou tarde essa situação mudará.

equipe«Vencedor Final»
Porto2,25
Benfica2,37
Sporting3,50

É compreensível a desconfiança. Os alviverdes enfrentaram dificuldades nada desprezíveis para derrotar o Vitória de Guimarães (3 x 2 em casa), o Casa Pia (2 x 1 fora), o Famalicão (1 x 0 em casa), o Farense (3 x 2 fora) e o Arouca (2 x 1 em casa). Por outro lado, foram também eles os únicos entre os grandes que não perderam pontos «bobos». (Empatar por 1 x 1 fora de casa com o Braga é bastante aceitável).

Além disso, os principais reforços têm agradado. Gyökeres marcou seis gols e deu duas assistências, enquanto Hjulmand já mostrou ser muito mais que um bom volante. E não nos esqueçamos dos que permaneceram. Seguem sendo peças importantes jogadores como o zagueiro Gonçalo Inácio (especulado no Manchester United), o meio-campista japonês Hidemasa Morita e o meia/ponta Pedro Gonçalves.

O vice também conta

Até 2022–23 os dois primeiros colocados da Primeira Liga classificavam-se à fase de grupos da Liga dos Campeões, e o terceiro colocado se classificava à terceira fase dessa mesma competição. Mas, em abril deste ano, Portugal perdeu a sexta posição no ranking de clubes da UEFA para a Holanda. Abaixo vê-se a nova configuração de vagas destinadas a equipes lusas em competições europeias.

posição na Primeira Ligaclassificação para competições da UEFA
1.ªfase de grupos da Liga dos Campeões
2.ªterceira fase da Liga dos Campeões
3.ªsegunda fase da Liga Europa
4.ªsegunda fase da Liga Conferência

Daí percebe-se que, mesmo se perder a liderança na Liga Portuguesa antes do fim do primeiro turno, o Sporting fará de tudo para terminar pelo menos como o vice-líder. E essa não será uma missão nada fácil: nas últimas duas temporadas, o segundo colocado conquistou 85 pontos de 102 possíveis. Isso representa aproveitamento de 2,5 pontos por jogo (ou, se preferimos, 83%).

Enfim, para respondermos à pergunta-título deste artigo: o que falta para os leões serem levados a sério? A resposta passa por um bom desempenho nos clássicos. Na temporada passada, o Sporting perdeu para o Porto tanto no Dragão quanto no José Alvalade e empatou com o Benfica tanto na Luz quanto no José Alvalade. Ou, seja, de doze pontos possíveis os alviverdes conquistaram dois.

Eis os jogos-chave em 2023 para entendermos o quão longe Amorim e seus homens podem chegar: em 12 de novembro, pela 11.ª rodada, visita ao Benfica; e em 17 de dezembro, pela 14.ª, recepção ao Porto. Se conseguirem pelo menos quatro pontos contra seus principais rivais e não perderem mais de seis contra outras equipes até o fim do primeiro turno, seu retorno à elite europeia parecerá provável.

As cotações aqui apresentadas estão sujeitas a flutuações.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.