Pular para conteúdo
pt-br ACESSAR Esportes bet365
Renato Portaluppi/Gaúcho
  1. Futebol
  2. Brasileirão

O Grêmio aguarda o sucessor de Suárez

A perda do centroavante uruguaio torna ainda mais difícil o caminho dos gaúchos pela reafirmação nacional.

Neste primeiro trimestre de 2024, o Grêmio buscará vencer seu sétimo Campeonato Gaúcho seguido. Quer consiga esse feito quer não, o técnico Renato Portaluppi buscará também convencer a todos (a começar por si) que o tricolor dos pampas é candidato a levantar troféus de maior prestígio.

Base mantida

Desde o fim da temporada passada o Grêmio manteve não apenas o treinador mas também os zagueiros Pedro Geromel e o argentino Walter Kannemann, o lateral-esquerdo Reinaldo, o volante Pepê, o volante paraguaio Mathías Villasanti, o meia argentino Franco Cristaldo e o ponta Everton Galdino (cuja maior parte dos direitos econômicos foi comprada do Tombense).

Houve duas novidades entre os relacionados para a estreia no Campeonato Gaúcho, em 20 de janeiro: o ponta venezuelano Yeferson Soteldo (emprestado pelo Santos até o fim do ano) e o goleiro argentino Agustín Marchesín (trazido a custo zero após passagem pelo Celta de Vigo). Soteldo vinha sendo o destaque do time até o dia 31, quando se lesionou. (Deve voltar em abril.)

Falta um centroavante para suceder ao uruguaio Luis Suárez (hoje no Inter Miami). O clube tentou o argentino-mexicano Rogelio Funes Mori (que preferiu permanecer na Liga MX ao trocar o Monterrey pelo Pumas) e também o camaronês Vincent Aboubakar (Besiktas). Na imprensa falou-se de outros, desde o uruguaio Edinson Cavani (Boca Juniors) até Gabi (Flamengo).

«Luisito» terminou a última Série A em segundo no ranking de gols (dezessete) e em primeiro no de assistências (onze, empatado com Hulk). O tricolor dos pampas terminou com o vice-campeonato, dois pontos atrás do Palmeiras. Tendo mantido a base do ano passado, a equipe gaúcha se tornará candidata ao título da Série A 2024 se trouxer um centroavante de alto nível?

A gangorra de 2023

O questionamento que levantamos se deve muito à inconstância de Portaluppi em suas declarações ao longo da temporada 2023. Em 8 de abril, na coletiva de imprensa que se seguiu à conquista do Campeonato Gaúcho, o ex-atacante nascido em Guaporé declarou que o Grêmio não devia nada aos temíveis Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras: «Está todo mundo no mesmo nível».

Em 7 de maio, logo após o empate por 3 x 3 com o Bragantino na Arena de Porto Alegre, pela 4.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o discurso do treinador já mudara bastante. Segundo ele, trazer reforços no segundo semestre era a única maneira de lutar por títulos: «Se não gastar, vou entender; mas não exijam que o Grêmio seja campeão do Brasileirão ou [da] Copa do Brasil».

No inverno vieram o goleiro Caíque, o zagueiro Rodrigo Ely, o meia Luan e os atacantes Juan Manuel Iturbe, João Pedro Galvão e Lucas Besozzi. Em 6 de agosto, após o 1 x 0 para o Vasco em São Januário pela 18.ª rodada da Série A, Renato parecia conformado: «O Grêmio contrata dentro das [suas] possibilidades [...]. Poderia vir mais? Poderia, mas não vamos nos queixar.».

A equipe terminou aquela penúltima rodada do primeiro turno com um jogo a menos que a maioria das equipes, mas em sexto lugar e quatorze pontos atrás do Botafogo. Em tese tornaram-se menores as perspectivas de uma reviravolta em 14 de setembro, quando se anunciou a venda do meio-campista Bitello (eleito o craque do Gauchão em 2022 e 2023) para o Dínamo de Moscou.

Mas o tricolor porto-alegrense já apresentava sinais de melhora. E, com a queda de rendimento do alvinegro carioca, em 9 de novembro o título tornou-se palpável. Naquele dia as duas equipes se enfrentaram em São Januário pela 33.ª rodada, e o Grêmio venceu por 4 x 3 para se igualar em pontos ao líder (embora então fosse o Botafogo a ter um jogo a menos).

Após esse triunfo, Renato voltou a acreditar: «Hoje posso dizer que o Grêmio entrou no páreo para conquistar o Brasileiro. Está longe ainda, difícil, mas nada é impossível.». O sonho acabou nas duas partidas seguintes, com derrotas para o Corinthians (1 x 0 em casa) e o Atlético-MG (3 x 0 fora). Ficou a dúvida: Como teria se saído o Grêmio se o seu treinador tivesse mantido a fé?.

Reavaliando as perspectivas

Embora tenha terminado a Série A em segundo na classificação, o Grêmio chegou à última rodada sem quaisquer chances de título. Restou celebrar a vaga direta na Copa Libertadores (um feito e tanto para uma equipe que um ano antes disputava a Série B).

O retorno à principal competição da Conmebol exigirá do tricolor dos pampas um time ainda mais forte e um elenco mais robusto do que o da temporada anterior (quando o clube só disputou a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro no segundo semestre).

Talvez apenas a partir do segundo trimestre de 2024 (quando começa a fase de grupos da Libertadores) o elenco à disposição de Renato Portaluppi poderá ser devidamente avaliado. O que ninguém discute é que o time é menos forte sem Luis Suárez.

É por isso que, apesar dos bons resultados de 2023 (além do primeiro lugar no Gauchão e do segundo no Brasileirão, a equipe foi semifinalista da Copa do Brasil), hoje o Grêmio é apenas o sétimo nas cotações (19,00) em «Vencedor Final» da Série A.

O presidente, Alberto Guerra, o vice de futebol, Antônio Brum, e o executivo de futebol, Luís Vagner, têm até 7 de março para trazer um centroavante. Se esse homem se encaixar no time, o patamar do Grêmio já será outro quando o Brasileirão começar.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.