Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
GP Reino Unido
  1. Esportes Motorizados
  2. MotoGP

MotoGP: Grande Prêmio da Grã-Bretanha 2023

Silverstone recebe a nona etapa do campeonato, dominado pela Ducati, e estreia um novo formato.

Após mais de um mês de férias, as emoções das duas rodas estão de volta e Francesco Bagnaia vai tentar estender sua liderança na luta pelo bicampeonato.

O piloto italiano segue na frente com 35 pontos de vantagem sobre Jorge Martín e 36 para Marco Bezzecchi, mas veremos se os próximos capítulos confirmam ou não essa tendência, já que Pecco provou na última temporada que é possível virar a tabela.

O quê: Grande Prêmio da Grã-Bretanha de MotoGP
Onde: Circuito de Silverstone
Quando: Domingo, 6 de agosto de 2023, às 09h00 de Brasília
Como assistir: ESPN e Star+
Cotações: Francesco Bagnaia = 2,75 / Aleix Espargaró = 5,00 / Jorge Martín = 5,50 / Marco Bezzecchi = 5,50 / Maverick Viñales = 13,00

Um momento chave no campeonato

Depois da pausa, mais longa do que o habitual devido ao cancelamento do GP do Cazaquistão, é hora de voltar à luta neste Campeonato do Mundo de MotoGP. Será que Bagnaia segue vencendo e se aproxima ainda mais do bicampeonato? Ou Jorge Martín chega com tudo continuando a fazer frente ao italiano em busca de um título inédito?

Pecco parte para Silverstone somando quatro vitórias em corrida e três no sprint esta temporada. Além disso, nos últimos três Grand Prix ele não terminou abaixo do segundo lugar nem na sprint race, nem na corrida de domingo. Portanto, se ele fizer algo parecido este final de semana, pode ficar bem perto de repetir o título mundial.

Por sua vez, Jorge Martín ainda acredita que os 35 pontos que o distanciam da liderança são mais do que recuperáveis ​​nos 12 Grandes Prêmios que faltam disputar. O espanhol da Pramac Racing não é favorito para vencer no domingo, mas tem boas chances de conseguir pelo menos um lugar no pódio.

Já a Aprilia não parece disposta a entregar sem luta o posto de segunda força da MotoGP.

Nos treinos de Silverstone, a casa de Noale ofuscou a concorrência, com Aleix Espargaró assegurando o topo da folha de tempos, com 0s671 de margem para os adversários, à frente de Martín, Brad Binder, Maverick Viñales, Johann Zarco e Bagnaia.

Retornos ao grid

O final de semana também marca o retorno de alguns pilotos.

O espanhol Joan Mir, da Honda, esteve ausente dos GPs de Alemanha e Holanda devido a um incidente em Mugello, enquanto seu compatriota Pol Espargaró, da GasGas Tech3, sofreu grave acidente nos treinos livres da corrida inaugural da temporada 2023, em Portugal, e ainda nao competiu este ano.

Após quatro meses de recuperação, o ritmo de Espargaró esteve bem lento nos treinos de sexta-feira: 3,5 segundos de manhã e 2,6 segundos à tarde abaixo do geral, admitindo no final que foi um dos dias mais stressantes de sua carreira, se sentindo sobrecarregado mentalmente e lutando com o medo de ter outro acidente.

Novo formato

Com a introdução das corridas de sprint em todos as provas, a MotoGP perdeu uma sessão de treinos livres, fazendo com que os grupos da classificação passassem a ser determinados pela combinação dos resultados do TL1 e do TL2 da sexta-feira, obrigando os pilotos a enfrentar esses treinos como verdadeiras qualificações.

A medida foi duramente criticada pelos pilotos desde o primeiro dia e a Comissão de Grandes Prêmios da FIM considerou essas reclamações e aprovou uma mudança para 2024, determinando que os grupos da classificação seriam determinados única e exclusivamente pelos resultados do TL2.

No entanto, na segunda-feira, a Federação Internacional de Motociclismo anunciou que a mudança iria ser introduzida, com efeito imediato, a partir de Silverstone, em acordo unânime com as equipes.

Ou seja, agora, nas manhãs de sexta-feira temos o Treino livre 1, com 45 minutos de duração, e que não conta para definir acesso ao quali. De tarde, temos uma sessão de treino, de uma hora, que define as dez vagas diretas ao Q2 na classificação, e que pilotos têm de enfrentar a Q1.

No sábado de manhã, acontece o TL2, de 30 minutos, antes das duas qualificações, com o Sprint reservado para a tarde.

Um Grand Prix histórico

O GP da Grã-Bretanha está no calendário da MotoGP desde 1977, mas entre 1987 e 2009, ambos inclusive, foi disputado no circuito de Donington.

Independentemente da pista, a longevidade deste Grand Prix significa que recebeu os maiores pilotos da história, mas Valentino Rossi destaca-se com um total de oito vitórias nas diferentes categorias, quatro delas no MotoGP.

Nos últimos dois anos, Silverstone mostrou ser uma etapa chave no calendário, já que o vencedor se sagrou campeão do Mundo: Fabio Quartararo em 2021 e Bagnaia em 2022.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.