Pular para conteúdo
Registre-se
Estádio Esportivo

Moto GP: Bagnaia na pole em Jerez

Fabio Quartararo parte em segundo e quer consolidar a liderança no campeonato mundial de MotoGP no Grande Prémio de Espanha deste fim-de-semana.

No Autódromo Internacional do Algarve, o francês, que partiu do quinto lugar, assumiu a liderança da prova e não a largou até ao final, juntando-se a Johann Zarco e Aleix Espargaró no pódio. Esta vitória, aliada à queda do anterior líder do campeonato Enea Bastianini, ditou que o actual campeão mundial em título saltasse para o topo da tabela.

Agora no circuito de Jerez, perto de Sevilha, que acolhe a primeira de quatro corridas em Espanha esta temporada, Quartararo quer repetir a vitória e distanciar-se dos adversários na luta para a conquista do seu segundo título mundial que tem 11/8 odds de conseguir.

Francesco Bagnaia vai sair na pole position, ao comando da sua Ducati, enquanto o seu colega de equipa, Bastianini, parte em 11º, mas espera conseguir o máximo de pontos possível para recuperar a liderança naquela que tem sido uma temporada imprevisível até agora.

A prova tem arranque marcado para as 13h00 de amanhã.

O poder da Ducati pode ser fundamental em Jerez

Quartararo lutou pela vitória em Jerez na época passada, mas a dez voltas do final os seus pneus já tinham esgotado toda a sua aderência à pista. O piloto da Yamaha, que tinha partido da pole position, foi então caindo na classificação e terminou na 13ª posição, com a dupla da Ducati, Jack Miller e Francesco Bagnaia, a fazerem a dobradinha nos primeiros lugares do pódio. Amanhã, os dois pilotos partem na quarta e primeira posições respectivamente.

Apesar de não haver actualmente nenhum piloto da Ducati nos três primeiros lugares da classificação geral do campeonato do mundo de pilotos, a marca italiana lidera o campeonato de construtores com 36 pontos de vantagem sobre a Suzuki e o poder da sua velocidade em linha recta tem sido evidente nesta temporada, com as vitórias de Enea Bastianini no Catar e no Texas. As duas pistas são notáveis pelas longas rectas da meta e, após o resultado do fabricante italiano em Jerez no ano passado, o jovem piloto italiano está com certeza esperançado numa terceira vitória esta temporada.

Aos 24 anos Bastianini tem 8/1 odds de se sagrar campeão munidal esta época.

Sobe e desce na classificação

Até agora, tivemos quatro vencedores diferentes nestas primeiras cinco corridas da época, e nenhum piloto conseguiu mais do que duas aparições no pódio. Além disso apenas oito pontos separam os primeiro quatro classificados, aumentando a importância da prova deste fim de semana.

Verifique a pontuação no topo da tabela geral do Campeonato Mundial de MotoGP:

1. Fabio Quartararo 69
2. Álex Rins 69
3. Aleix Espargaró 66
4. Enea Bastianini 61

Álex Rins está em igualdade pontual com Quartararo no topo da classificação graças à sua consistência, porque na verdade a Suzuki ainda não mostrou ser capaz de lutar seriamente pela vitória.

Em Portugal, Rins terminou em quarto, apesar de ter começado em 23º lugar na grelha. Desta feita o piloto catalão arranca na 14ª posição é difícil imaginar que possa vencer.

O seu companheiro de equipa na Suzuki, Joan Mir, campeão mundial de 2020, tem tido uma temporada de semelhante consistência, com dois sextos e dois quartos lugares que o colocam no sexto lugar da geral, seguido de Brad Binder da KTM.

À parte das suas duas vitórias, Bastianini tem sido tudo menos consistente, com o seu outro melhor resultado a ser um décimo lugar no Autódromo Termas de Río Hondo. De qualquer maneira, o italiano é quarto na classificação geral, oito pontos atrás do líder, mas numa época tão imprevisível, é perfeitamente possível que Bastianini consiga dar a volta e regressar à liderança, especialmente num circuito óptimo para a Ducati.

O português Miguel Oliveira é quinto da geral, graças maioritariamente à vitória no circuito de Mandalika, na Indonésia. Na última prova, o piloto luso teve o apoio do público mas não conseguiu melhor do que o 5º lugar em Portimão.

Depois de Jerez, o MotoGP continua a rota europeia, com França, Itália, Catalunha e Alemanha a seguirem-se num espaço de pouco menos de dois meses.

Estas provas serão essenciais para conhecer as reais possibilidades de cada piloto e começar a desenhar a classificação geral.

Estará Marquez de volta à forma?

Seis vezes campeão do mundo de MotoGP, Marc Marquez é sem dúvida um dos melhores pilotos de sempre neste desporto, mas as suas épocas recentes ficaram prejudicadas por lesões e ele não tem o melhor recorde em Jerez, apesar de lá ter vencido três vezes. Desta feita parte da quinta posição da grelha.

Após a queda no início da época 2020, o espanhol falhou um ano inteiro de competição e, embora tenha ganho no Texas e Misano no final da época passada, Marquez sofreu outra aparatosa queda já este ano, nos treinos da Indonésia, que o deixou com dupla visão e forçou a perder essa prova e o GP argentino.

Depois disso, regressou em Austin e terminou em sexto lugar, posição que conseguiu também no circuito do Algarve, na semana passada. Agora em Jerez, o espanhol vai sair na quinta posição da grelha de partida.

O piloto da Honda está a 38 pontos de distância do líder do campeonato, mas com 16 corridas ainda pela frente, Marquez tem 4/1 odds de recuperar e conquistar o séptimo título na categoria rainha do motociclismo.

Apostas em Desportos Motorizados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies