Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Liga das Nações Masculina - final
  1. Outros esportes
  2. Vôlei

Liga das Nações Masculina de Vôlei: final

Na cidade polonesa de Gdansk, a seleção anfitriã enfrenta a americana para decidir quem conquistará o torneio pela primeira vez.

Termina hoje a quinta Liga das Nações Masculina da FIVB (Federação Internacional de Vôlei). A partir das 12h, Japão e Itália disputam o terceiro lugar; a partir das 15h, Polônia e Estados Unidos disputam o título.

Quem quer que conquiste o ouro em Gdansk será um campeão inédito. Os poloneses foram uma vez medalha de prata e duas vezes medalha de bronze; os americanos foram duas vezes prata e uma vez bronze.

Quem alcançará a consagração?

O quê:Polônia x Estados Unidos
Onde:Ergo Arena, Gdansk
Quando:domingo, 23 de julho, às 15h (horário de Brasília)
Como assistir:sportv2 | Volleyball World TV
Cotações:Polônia = 1,61 | Estados Unidos = 2,20

Como chegam os biało-czerwoni

Tendo entrado em 2023 como a primeira colocada no ranking da FIVB, a Polônia já estava garantida na fase final desta Liga das Nações por ser o país-sede. De qualquer forma, os europeus terminaram em terceiro lugar na fase preliminar ao vencerem dez dos doze jogos que disputaram em Nagoya (Japão), Roterdã (Holanda) e Pasay (Filipinas).

Nenhum dos atletas alvirrubros apareceu entre os líderes nas principais estatísticas da fase anterior. Essa história poderia ter sido diferente se o técnico sérvio Nikola Grbić tivesse feito menos rotações no elenco. Tanto foi assim que um dos principais nomes da equipe, o ponteiro Wilfredo León (Perugia), entrou em quadra sete vezes naquelas semanas.

Uma vez definidas as oito seleções que chegariam à cidade de Gdansk, os donos da casa estavam em primeiro lugar nas cotações (3,00) relativas ao mercado «Vencedor Final». Nas quartas de final, vitória por 3 x 0 sobre o Brasil (que chegou em quinto lugar nas cotações); na semifinal, 3 x 1 sobre o Japão (sexto nas cotações).

Como chegam as Stars and Stripes

Os Estados Unidos chegaram a 2023 em sexto no ranking de seleções masculinas. Mas, por terem sido eles os vice-campeões da Liga das Nações 2022, é pouco provável que alguém tenha se surpreendido com suas dez vitórias nos jogos que fizeram em Ottawa (Canadá), Roterdã e Anaheim (Estados Unidos). Isso lhes valeu o primeiro lugar geral.

Ao fim daquelas três semanas de fase preliminar, o grande destaque da equipe treinada por John Speraw foi o levantador Micah Christenson (Zenit-Kazan). Este havaiano de 30 anos foi o segundo no ranking de levantamentos bem-sucedidos ao alcançar a marca de 225 (média de 18,75). À sua frente esteve apenas o brasileiro Bruno Rezende (230).

Antes das primeiras partidas desta última semana de torneio, os americanos estavam em terceiro lugar nas cotações para o título (6,00). Nas quartas de final eles superaram por 3 x 2 a França (que chegou em quarto lugar nas cotações), e na semifinal derrotaram por 3 x 0 a Itália (que chegou em segundo nas cotações).

O que esperar do jogo

Um dos jogadores poloneses que mais vem se destacando nestes derradeiros dias de Liga das Nações é o ponteiro Aleksander Śliwka, que anotou 16 pontos contra os brasileiros e 14 contra os japoneses. Além dele e de León podemos mencionar o central Mateusz Bieniek, que anotou 4 pontos de serviço nas quartas de final e 3 na semifinal.

Nos duelos eliminatórios Christenson vem se confirmando como o grande nome dos americanos na competição, visto que conseguiu 49 levantamentos bem-sucedidos contra os franceses e 21 contra os italianos. Do ponto de vista ofensivo o destaque vem sendo o oposto Matt Anderson, que na quarta-feira marcou 22 pontos e ontem marcou 17.

Essas duas seleções se enfrentaram na Holanda em 24 de junho, quando os Estados Unidos venceram por 3 x 0 (parciais de 25/22, 25/18 e 25/19). Apesar do placar, as estatísticas apontam para um duelo equilibrado. O quesito em que se viu maior diferença foi pontos de ataque: 38 para os norte-americanos contra 29 para os europeus.

Um novo 3 x 0 a favor das Stars and Stripes é o placar menos provável de acordo com as cotações, visto que o retorno oferecido por essa aposta é de 7,50 (13% de probabilidade). Já o placar considerado o mais provável é 3 x 1 a favor dos biało-czerwoni, pois essa outra aposta oferece retorno de 4,00 (25% de probabilidade).

Tudo isso se compreende quando levamos em conta o fator casa e o fato de a Polônia ter ficado com a prata no último Campeonato Mundial. Mas, considerando que nesta Liga das Nações os homens de Speraw perderam apenas sete sets na fase preliminar (0,58 por jogo), uma vitória dos Estados Unidos na grande decisão seria tudo menos chocante.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.