Pular para conteúdo
Registre-se
Gonçalo Paciência (Celta de Vigo) e Edgar González (Betis)
  1. Futebol
  2. Espanha - Primeira Liga

LaLiga 2022–23 após as 14 primeiras rodadas

O Barcelona é o líder isolado, seguido pelo Real Madrid; a luta pelas competições europeias está acirrada; o Elche está bem atrás na luta contra o rebaixamento.

[Traduzido e adaptado de ''LaLiga se despide hasta Navidad''.]

O Barcelona e o Real Madrid cumpriram com os seus respectivos deveres na 14.ª rodada de LaLiga Santander, a última antes da parada para a Copa do Mundo.

A competição nacional será retomada no último fim de semana de dezembro. Até lá, os culés ostentarão uma vantagem de dois pontos sobre seu eterno rival, bem como um impressionante desempenho defensivo: apenas cinco gols sofridos em quatorze jogos.

Os dois únicos aspirantes ao título

O Barcelona e o Real Madrid estão estabelecidos na zona superior da classificação já há várias rodadas, de modo que, na ausência de outros candidatos, provavelmente disputarão o título apenas entre si.

Isso porque o Atlético de Madrid se viu preso à irregularidade, e agora está a treze pontos de distância da liderança. Assim, os colchoneros esgotaram praticamente todas as possibilidades que tinham de vir a ser uma surpresa.

A Real Sociedad, o Athletic de Bilbao e o Real Betis deixaram boas sensações nessa fase inicial da temporada. Ainda assim, eles têm um longo caminho a percorrer se querem igualar em eficiência os dois principais candidatos ao troféu.

Os jogos mais recentes dos blaugranas e dos blancos

Na 14.ª rodada, os blaugranas venceram o Osasuna por  2 x 1 no estádio El Sadar. Os comandados de Xavi Hernández fizeram uma grande partida depois de chegarem ao intervalo em desvantagem no placar e com um jogador expulso.

A qualidade do elenco do Barcelona e o seu grande trabalho de equipe em Navarra os levou a superar os rojillos (os quais estão em sétimo lugar e seguem sendo a grande sensação desses meses iniciais de LaLiga).

Por sua vez, os blancos se impuseram perante o Cádiz por 2 x 1 no estádio Santiago Bernabéu. Assim, a equipe do técnico Carlo Ancelotti deu fim a uma sequência de dois jogos sem vitórias na liga espanhola.

É claro que ainda se espera muito mais desse Real Madrid que baixou de ritmo competitivo nas últimas semanas — e precisa voltar a jogar tudo o que sabe se quiser defender o título da principal competição nacional.

Muitos aspirantes na luta por competições europeias

A Real Sociedad, o Athletic, o Atlético de Madrid, o Betis, o Osasuna, o Rayo Vallecano e o Villarreal estão a não mais que cinco pontos de distância entre si.

Isso nos leva a pensar em uma batalha acirrada pela classificação para competições europeias — ainda que o esperado seja que os dois clubes bascos, os colchoneros e os verdiblancos cheguem com tudo após a parada para o Mundial.

O Osasuna e o Rayo Vallecano provavelmente não conseguirão manter um forte ritmo competitivo por muito tempo, tanto por questões de amplitude de plantel quanto pelo acúmulo de jogos que têm pela frente.

Já o Villarreal de Quique Setién ainda precisa superar várias incógnitas para mostrar que tem chances reais de encarar seus rivais diretos na luta por uma vaga na próxima Liga dos Campeões — ou, pelo menos, na Liga Europa ou na Liga Conferência.

Todos os alarmes disparam em Elche

O Elche somou apenas quatro pontos nas primeiras quatorze rodadas de LaLiga e está a sete da equipe que abre a zona de rebaixamento. As sensações não poderiam ser piores.

Ocupando o último lugar na classificação, os ilicitanos são os principais candidatos a disputar a segunda divisão de 2023–24 — algo que fez disparar todos os alarmes no estádio Martínez Valero.

Estamos falando da equipe com os piores números defensivos da competição (31 gols contra), a segunda que menos marca por jogo (10 gols a favor) e que, além disso, ainda não sabe o que é vencer na temporada.

Em suma, o Elche tem muito trabalho pela frente.

Ninguém quer terminar embaixo

Antes de terminar, não podemos ignorar a situação de outras equipes na parte de baixo da classificação: o Cádiz, o Sevilla, o Celta de Vigo, o Espanyol e o Getafe.

Essas cinco buscam escapar do descenso; mas, com menos de três pontos de diferença entre si, todas precisam reagir se não quiserem ficar presas às últimas posições.

Particularmente complicada é a situação dos nervionenses. Devido ao bom nível apresentado nos últimos anos, o Sevilla não está acostumado com esse tipo de disputa.

A chegada de Jorge Sampaoli (em outubro) não surtiu efeito, e agora os andaluzes têm que aproveitar esta pausa na liga para recuperar a confiança e começar a ganhar posições.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies