Pular para conteúdo
Registre-se
basquete
  1. Basquete
  2. NBA

Jogadores prosperando em novas equipes

Este verão não nos trouxe exatamente nenhum movimento livre de estrelas, com a pré-época dominada pela potencial troca de Kevin Durant que acabou por nunca acontecer.

No entanto, ainda há muitos jogadores que se têm destacado em novos ambientes nesta temporada e analisamos cinco jogadores que estão prosperando desde suas trocas de verão.

Donovan Mitchell

Mitchell conseguiu se manter discreto durante a saga da sua troca no verão, com os Miami Heat e os New York Knicks em busca do atleta. No entanto, foram os Cleveland Cavaliers que agarraram o All-Star e ele não olhou para trás desde então.

Mitchell está com uma média de 31,9 pontos por jogo em 51% de arremessos em Cleveland. Ele ajudou o time a chegar ao segundo lugar no Leste, tendo jogado nas posições de armador tanto como de ala-armador.

Sua parceria com Darius Garland está florescendo, transformando os Cavs em competidores interessantes fora dos favoritos. O enorme impacto de Mitchell também o faz estar cotado para ganhar o prêmio MVP este ano, com odds de 28/1.

O fato de Mitchell ter sido trocado por um time com um excelente núcleo de base também ajudou, mas o atleta ajudou a fomentar mais isso e ao mesmo tempo elevou seu jogo a outro nível.

Dejounte Murray

Outra grande melhoria no Leste foi Murray assinando para os Atlanta Hawks, e assim fazendo parceria com Trae Young. Provavelmente não há uma dupla de armadores mais forte no Leste, com a chegada de Murray ajudando os Hawks a ocupar o quarto lugar na classificação.

Murray e Young estão se encaixando bem, com o antigo jogador dos San Antonio Spurs alcançado uma média de 22,6 pontos por jogo desde sua troca no verão. E, por exemplo, no jogo de segunda-feira, Murray acabou liderando a equipe na ausência de Young, marcando 25 pontos numa vitória de 117-98 sobre os anteriormente invictos Milwaukee Bucks.

Inicialmente, havia preocupações sobre como iria funcionar essa combinação entre Murray e Young. Mas, a verdade é que permitiu à dupla a opção de jogar como isco, enganando as defesas adversárias e dando um ao outro mais espaço de posse. Resta saber como eles se sairão nos play-offs, mas estes renovados Hawks fizeram um grande começo de temporada.

Notícias relacionadas

Como está a corrida pelo prêmio de MVP da NBA?

Jalen Bruson

Depois de uma excelente atuação nos play-offs com os Dallas Mavericks no ano passado, Brunson garantiu uma grande mudança para Nova York. O negócio está sendo investigado pela liga norte-americana de basquetebol, dado parecer estar tratado antes da abertura do mercado de trocas livres, mas a mudança está valendo a pena para os Knicks.

Brunson está com uma média de pouco menos de 20 pontos por jogo em Nova York, além de estar contribuindo com 6,8 assistências por partida. A posição de armador tem sido um problema para os Knicks desde há muito tempo, com a chegada de Kemba Walker sendo apresentada como a solução, apenas para eles o liberarem na temporada baixa.

Na verdade, os Knicks liberaram Walker e mais alguns salários para poderem entregar a Brunson um grande contrato e ele se tornou rapidamente o ponto focal de seu novo time.

Neste momento o time de New York não sextos na Conferência Leste, com 16-13.

Jerami Grant

A movimentação de Grant passou despercebida, com os Detroit Pistons recebendo uma escolha de primeira rodada e algumas na segunda por ele. Foi menos do que eles alegadamente exigiram, mas foi uma contratação bem importante para o time de Portland.

Os Trail Blazers fizeram um começo brilhante esta temporada e são sextos na Conferência Oeste, com 16-13.

Por exemplo, os primeiros onze jogos, Grant foi titular em dez, conseguindo uma média de 18 pontos por jogo. Ele também está ajudando na defensa, o que ajudou a cimentar esse começo surpreendentemente bom.

Kevin Huerter

Huerter deixou Atlanta depois que Murray chegou, em troca com Mo Harkless, Justin Holiday e uma escolha no draft.

Na época, parecia que os Hawks estavam apenas limpando a casa, mas Huerter se adaptou suficientemente bem em Sacramento para ganhar um lugar nesta lista.

O especialista em três pontos fez um ótimo começo de vida na Califórnia, com uma média de 16,6 pontos por jogo com os Kings. Ele está atualmente arremessando mais de 50% nos três pontos, tendo sido titular em vários jogos desde que chegou.

Os Kings têm tido um bom desempenho e são quintos na conferência, com 16 vitórias e 12 derrotas, em grande parte graças ao impacto de Huerter, que ajudou a manter a equipe competitiva.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies