Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Pete Sampras
  1. Tênis

Ícones de Wimbledon: Pete Sampras

O explosivo americano venceu sete vezes na grama de Londres sem perder uma única final. Verifique o perfil e recordes de uma lenda do tênis.

Pete Sampras é o segundo jogador masculino mais bem-sucedido na história de Wimbledon na Era Aberta, com sete títulos de simples, o mesmo que Novak Djokovic, e um menos do que o rei Roger Federer.

O norte-americano marcou a década de 1990, ganhando praticamente tudo, com exceção do Aberto da França - o saibro foi seu único ponto fraco. Suas vitórias em Wimbledon ocorreram durante um período de oito anos de domínio, entre 1993 e 2000, e todas foram conquistadas antes de seu 29º aniversário.

Início da carreira de "Pistol Pete"

Nascido em Potomac, Maryland, em 12 de agosto de 1971, Petros Sampras - descendente de gregos, tanto por parte de pai, quanto de mãe - começou a se familiarizar com uma raquete aos três anos, quando encontrou uma no porão de sua casa e começou a driblar contra a parede.

Aos sete anos mudou-se com a família para Palos Verdes, na Califórnia, e começou a treinar com mais assiduidade, inspirado pelo tenista australiano Rod Laver, a quem desafiaria aos 11 anos, realizando um sonho de infância.

Treinado por Peter Fischer, e após jogar vários torneios juvenis, Sampras fez sua estreia no circuito principal em 1988.

Logo recebeu o apelido de "Pistol Pete" por seu jogo de ataque puro, completo com seu icônico backhand, mas principalmente pela potência de seu saque, que regularmente ultrapassava os 215 quilômetros por hora.

Seu estilo também ficou marcado por voleios elegantes e pelo smash, executado com um salto de um pé só, emprestado até mesmo do basquete.

Os primeiros sucessos

Dois anos após sua estreia no circuito da ATP, Sampras obteve suas primeiras vitórias, vencendo, em 1990, o US Pro Indoor e o torneio de Manchester na grama.

Depois, surpreendeu no US Open, eliminando um após o outro gigantes do esporte como Muster, Lendl, McEnroe e, na final, Agassi. A vitória em Flushing Meadows seria a primeira de uma longa série de triunfos de prestígio.

Com dificuldades em superfícies lentas, Pistol Pete começou a impor a lei na grama e no sintético, mais adequadas ao seu estilo ofensivo e poderoso, embora em 1992 tenha vencido no saibro do Aberto da Áustria.

Wimbledon finalmente

Em 1993, em sua quinta visita a Wimbledon, Sampras já havia competido em 12 Grand Slams, conquistando um único triunfo no US Open de 1990.

No entanto, ele chegou a Londres como o cabeça de chave número um e quebrou finalmente o tabu, mostrando seu talento do início ao fim.

Nas quartas de final, ele esteve sob pressão forte do então campeão Andre Agassi, mas vence por 6-2, 6-2, 3-6, 3-6 e 6-4.

Na fase seguinte, ele dominou Boris Becker, vencendo em sets diretos, para chegar na final, onde superou seu compatriota Jim Courier por 7-6, 7-6, 3-6 e 6-3.

Vencer Wimbledon pela primeira vez foi um momento importante para Sampras, que logo em seguida conquistou o US Open, claramente dando início a sua era de domínio.

1993 a 2000: os anos dourados

Em 1994, ele conquistou seu primeiro Aberto da Austrália, título que repetiu em 1997.

Os esforços de Sampras para conquistar todos os quatro títulos de Grand Slam terminaram em decepção no Aberto da França, com uma derrota nas quartas de final para Courier, mas seu sucesso em Wimbledon continuaria. Nesse mesmo ano, perdeu apenas um set no caminho para vencer na grama londrina pela segunda vez, mas foi muito mais pressionado em 1995 antes de conquistar o título com um triunfo de 6-7, 6-2, 6-4 e 6-2 sobre Becker.

Sampras estava começando a pensar em desafiar o pentacampeão Bjorn Borg como o mais prolífico vencedor de Wimbledon da Era Aberta, mas seu progresso foi interrompido no ano seguinte.

A desistência tardia de Thomas Muster resultou em uma classificação para o holandês Richard Krajicek, que tomou o lugar do austríaco na chave. E a eficiência de Krajicek nas quadras de grama o ajudou a garantir uma surpreendente vitória por 7-5, 7-6 e 6-4 nas quartas de final contra Sampras, antes de vencer o torneio.

Essa foi a única de Pistol Pete em 54 partidas de simples no All England Club entre 1993 e 2000, conquistando um total de sete títulos.

Em 1995 e 1996, ele venceu novamente no US Open, e a esse desfile de títulos têm de ser acrescentadas as cinco vitórias no ATP Finals entre 1991 e 1999.

O calcanhar de aquiles do americano foi sem dúvida o saibro, tanto que no Aberto da França seu melhor resultado foi a presença nas semifinais de 1996.

Os últimos sucessos e o fim da carreira

Em 2001, Sampras não ganhou nenhum torneio, algo que não acontecia desde 1989. No ano seguinte, após uma série de eliminações precoces, ele venceu o US Open, derrotando Agassi na final em quatro sets.

Foi o canto do cisne em uma carreira de sonho, que terminou oficialmente em agosto de 2003, após doze meses de inatividade que se seguiram ao triunfo em Flushing Meadows.

Todos os títulos e recordes

Sampras ganhou 64 títulos no circuito ATP ao longo dos anos, incluindo 14 títulos de Grand Slam – triunfando sete vezes em Wimbledon, cinco no US Open e duas no Australian Open. Além disso, pode se orgulhar também de cinco vitórias no ATP Finals.

Sua porcentagem de vitórias na carreira é de 77,44%, com um total de 762 vitórias e 222 derrotas.

Ele chegou ao topo da classificação da ATP pela primeira vez em 12 de abril de 1993 e ficou na liderança do ranking por 286 semanas e em seis temporadas, ele terminou o ano como número um do mundo. Somente Novak Djokovic e Roger Federer ocuparam o primeiro lugar no ranking mundial por um período mais longo.

Wimbledon - ATP

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.