Pular para conteúdo
pt-br ACESSAR Esportes bet365
Seko Fofana (Lens)
  1. Futebol
  2. França - Ligue 1

Grandes vitórias do Lens na Ligue 1 2022–23

Um clube que em 2019–20 disputava a Ligue 2 foi a grande sensação da elite francesa na recém-finalizada temporada.

Ao terminar em segundo lugar na Ligue 1 2022–23, o Lens confirmou seu retorno à fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA depois de 21 anos. Relembramos aqui quatro momentos marcantes dessa equipe comandada por Franck Haise na temporada passada.

Monaco 1 x 4 Lens

20 de agosto, 3.ª rodada

Tendo sido o terceiro colocado da Ligue 1 2021–22, o Monaco chegou a 2022–23 como forte candidato a terminar na segunda posição (visto que lutar pelo título contra o Paris Saint-Germain era muito difícil) e, assim, garantir uma das duas vagas diretas à fase de grupos da Liga dos Campeões. (O terceiro lugar leva à terceira fase dos play-offs.)

Daí se tem uma ideia da surpresa que foi o resultado dessa partida no estádio Louis-II. O atacante Loïs Openda e o ala-esquerdo Deiver Machado marcaram os dois primeiros gols dos visitantes. Os anfitriões diminuíram ainda no primeiro tempo, mas após o intervalo o meio-campista Seko Fofana e o atacante Wesley Saïd fizeram mais dois.

Lens 1 x 0 Olympique lyonnais

2 de outubro, 9.ª rodada

Àquela altura o Lens estava em quarto lugar na liga francesa, e o Olympique de Lyon em sexto. Além disso, os homens de Haise venceram todos os seus quatro compromissos anteriores como mandantes, enquanto os homens de Peter Bosz (que seria demitido uma semana depois) vinham de um empate e três derrotas como visitantes.

Ainda assim não se esperava que os sang et or encontrassem facilidade para conquistar mais essa vitória no estádio Bollaert-Delelis. E, de fato, após um primeiro tempo sem gols, o Lens precisou insistir muito (finalizou dezesseis vezes no segundo tempo) até chegar às redes. O gol do jogo foi do meia/atacante Florian Sotoca, de pênalti, no 82.º minuto.

Olympique de Marseille 0 x 1 Lens

22 de outubro, 12.ª rodada

Nas duas rodadas anteriores o Olympique de Marseille sofreu suas primeiras derrotas no campeonato (para o Ajaccio, em casa, e para o PSG, fora). Isso fez com que os comandados de Igor Tudor chegassem a esta partida no Vélodrome em quarto lugar, com 23 pontos. Os visitantes chegavam em terceiro, com um ponto a mais.

Era expectável ver os marselheses fazerem de tudo para voltar a vencer em casa. Mas, nas poucas vezes em que acertaram a baliza durante o primeiro tempo, lá estava Brice Samba para garantir o 0 x 0. No segundo tempo o Lens foi melhor e marcou com o meio-campista David Costa, em chute de fora da área com bola desviada por um adversário.

Lens 3 x 1 Paris Saint-Germain

1 de janeiro, 17.ª rodada

O triunfo em Marselha fez o Lens retomar o segundo lugar na Ligue 1. Essa posição foi mantida nas rodadas anteriores à recepção ao Paris Saint-Germain no primeiro dia de 2023. A equipe de Christophe Galtier estava invicta, e nem os desfalques de Lionel Messi e Neymar tirava deles a «obrigação» de vencer mais esta partida.

Logo aos 5 minutos os anfitriões puseram-se à frente no placar, com o meio-campista Przemysław Frankowski. Aos 8 veio o empate dos rouges et bleus (com Hugo Ektiké), mas aos 28 os sangt et or voltaram a estar em vantagem, com Openda. Quem fez o terceiro do Lens, aos 47, foi o atacante Alexis Claude-Maurice.

Muitos e muitos méritos

Considerando que o Lens terminou a Ligue 1 2021–22 em sétimo lugar e que nenhum de seus quatro reforços para 2022–23 era muito conhecido, esperava-se que o clube de Pais-de-Calais (departamento da região dos Altos da França) fosse no máximo almejar a quinta posição no campeonato (a zona da Liga Conferência).

Parte do motivo de os artésiens terem contrariado os prognósticos esteve justamente em dois de seus novos contratados. Samba (vindo do Nottingham Forest) foi o goleiro que mais vezes (dezesseis) terminou um jogo sem sofrer gols, enquanto Openda (vindo do Club Brugge) terminou em quarto na artilharia (com 21 tentos).

Esses dois jogadores foram eleitos para o onze ideal da temporada segundo a União Nacional dos Futebolistas Franceses. Outros dois atletas dos sang et or foram incluídos nesse time dos sonhos: o zagueiro Kevin Danso e o já mencionado Fokana. Além disso, Haise foi eleito o melhor treinador da competição.

Nos números coletivos foi onde a equipe mais brilhou. O Lens teve a melhor defesa, com 29 gols sofridos (0,76 por jogo), e perdeu apenas quatro vezes (três a menos que o PSG). Haise e companhia tiveram, ainda, a melhor campanha enquanto mandantes: em dezenove jogos foram dezessete vitórias, um empate e uma derrota (2,74 pontos por jogo).

Não é fácil dizer aonde esse clube pode chegar na próxima temporada. Mesmo com todo o sucesso recente, seu valor de mercado (de acordo com o site Transfermarkt) é apenas o oitavo maior da Ligue 1. Mas, a julgar principalmente pelo desempenho do Lens em casa, podemos esperar vê-lo outra vez muito competitivo na França em 2023–24.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.