Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Futebolistas
  1. Futebol
  2. Brasileirão

Futebolistas prestes a se aposentar

Destacamos aqui três brasileiros em atuação no Brasil que dificilmente seguirão jogando após 2024.

Na elite do futebol brasileiro encontramos veteranos que, quando não se encontram lesionados, são peças importantes para suas respectivas equipes. Devido a tais lesões, no entanto, esses mesmos jogadores sabem que não lhes resta muito mais tempo como atletas de alto nível. Abaixo destacamos três que provavelmente se aposentarão antes de 2025.

Pedro Geromel (Grêmio)

Um dos apelidos do zagueiro Pedro Geromel, de 38 anos (completa 39 em setembro), é «presidente». Desde 2014 no Grêmio, o paulistano que começou no Chaves, de Portugal, há alguns anos é tido como um ídolo do tricolor dos pampas. Entre suas muitas conquistas individuais pelo clube estão as de quatro Bolas de Prata seguidas (2015–2018), e entre seus títulos estão a Copa do Brasil 2016 e a Copa Libertadores 2017.

Nada mais natural, para um futebolista da sua idade, que as especulações sobre a aposentadoria intensifiquem-se ano após ano. Mas em agosto de 2022, quando se confirmou a sua renovação de contrato até ao fim da temporada seguinte, ele achou melhor não prever o momento do adeus. Na época, o camisa 3 disse «Com certeza vou encerrar minha carreira no Grêmio». Quando exatamente? «Infelizmente não sei dizer».

Teria soado mais do que lógico se no fim do ano passado ele tivesse anunciado a despedida dos gramados, pois durante toda a temporada o vimos sofrer do ponto de vista físico (a ponto de só entrar em campo sete vezes). Mas, após aceitar redução salarial, Geromel renovou com o clube gaúcho até ao inverno de 2024. Mesmo que não se aposente daqui a três meses, é quase certo que o faça antes de janeiro de 2025.

Rafael (Botafogo)

A princípio causa surpresa a inclusão de uma atleta de 33 anos (completa 34 em julho) entre os que estão para se aposentar. Essa surpresa aumenta quando o atleta em questão é o lateral-direito Rafael, que por sete temporadas defendeu o gigante Manchester United. Após deixar os Red Devils, o fluminense de Petrópolis defendeu o Lyon e o Istanbul Basaksehir antes de chegar ao Botafogo, em setembro de 2021.

Aquela foi uma contratação bombástica por parte do alvinegro de General Severiano (que à época disputava a Série B do Brasileirão e ainda estava para ser adquirido pelo empresário americano John Textor), explicada muito pelo fato de Rafael ser torcedor declarado do clube. Infelizmente, desde então o hoje camisa 2 (quando chegou ele vestia a mítica camisa 7) se lesionou diversas vezes e com gravidade.

Em todo o 2022 Rafael realizou 8 jogos, e em 2023 realizou 24 (o que também é pouco, visto que então o glorioso jogou 71 vezes). Em outubro passado, enquanto se recuperava de lesão sofrida em julho (lesão essa da qual ainda não se recuperou plenamente), ele mesmo disse que a ideia era se aposentar em 2024. Apesar das frustrações, ainda lhe resta a expectativa de disputar a Copa Libertadores pelo clube do coração.

Nenê (Juventude)

Quando terminou sua segunda passagem pelo Vasco, em abril do ano passado, Nenê já contava com 41 anos. Nas semanas que antecederam o anúncio de sua despedida do clube carioca, o meia jundiaiense revelado pelo Paulista parecia tentado a se aposentar para logo em seguida ocupar algum cargo na área de gestão ou na comissão técnica dos camisas negras.

Por isso, quando naquele mesmo mês ele foi anunciado como reforço do Juventude para a disputa da Série B, pôde-se ouvi-lo declarar que antes de acertar com os caxienses já se sentia «praticamente aposentado». A ideia era conquistar o acesso à elite a serviço do papo (cujo treinador naquele momento era Pintado) antes de finalmente dizer adeus ao gramados.

Sob o comando de Thiago Carpini a equipe de fato conseguiu o acesso, o que levou Nenê a adiar a aposentadoria ao renovar com os alviverdes até ao fim de 2024. Quando terminar a temporada atual, o «garotinho» já estará com 43 anos; quer o Juventude permaneça na Série A quer não, ao que tudo indica o seu camisa 10 encerrará a carreira logo em seguida.

Outros veteranos

O futebolista mais velho entre os que a princípio participarão da próxima Série A é o goleiro Fábio, do Fluminense, que aos 43 anos não parece perto da aposentadoria (o que não é tão raro para um jogador de sua posição). Outro atleta conhecido que apesar da idade relativamente avançada tampouco parece perto de «pendurar as chuteiras» antes de 2025 é o atacante Hulk, do Atlético Mineiro, que já está com 37 anos.

Uma grande incógnita é o meia Renato Augusto, do Fluminense, que além de ter 36 anos sofreu com lesões na temporada passada (quando atuava pelo Corinthians) que o impediram de ter uma sequência de jogos. Por esse mesmo motivo não fazemos ideia de por quanto tempo mais seguirão atuando o lateral-esquerdo Marcelo, do Fluminense, e o volante Paulinho, do Corinthians, ambos com 35 anos.

Também parecem muito perto da aposentadoria o lateral-direito Rafinha, do São Paulo (38), o volante Fernandinho, do Athletico (38), o atacante Vagner Love, do Atlético Goianiense (39), e o zagueiro Felipe Melo, do Fluminense (40). Os próximos três meses provavelmente ajudarão esses atletas a decidir sobre quando seria o momento ideal de dizer adeus aos gramados (uma decisão difícil para qualquer futebolista).

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.