Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
GP de Espanha
  1. Esportes Motorizados
  2. Fórmula 1

F1: Verstappen vence GP da Espanha

O bicampeão mundial dominou de início ao fim e conquistou a 5ª vitória da temporada, sendo acompanhado no pódio pelos dois pilotos da Mercedes.

Max Verstappen dominou o Grande Prêmio da Espanha e aumentou sua vantagem na liderança do campeonato mundial de pilotos.

A Mercedes foi a grande surpresa do dia, com Lewis Hamilton conseguindo o segundo lugar e George Russell completando o pódio.

Em uma corrida sem incidentes, não houve nenhuma bandeira amarela e todos os pilotos terminaram a prova, a Ferrari e a Aston Martin acabaram sendo as grandes desilusões do dia.

Verifique as pontuações totais do Grande Prêmio da Espanha de 2023:

1. Max Verstappen 26

2. Lewis Hamilton 18

3. George Russell 15

4. Sergio Perez 12

5. Carlos Sainz 10

6. Lance Stroll 8

7. Fernando Alonso 6

8. Esteban Ocon 4

9. Zhou Guanyu 2

10. Pierre Gasly 1

Ninguém pára Verstappen

O piloto da Red Bull provou mais uma vez no circuito de Montmeló que não há nenhum adversário à sua altura.

O holandês se defendeu muito bem do ataque de Carlos Sainz na largada e, a partir daí, comandou a corrida que acabou sendo uma cópia fiel do que aconteceu durante todo o fim de semana.

Seu domínio foi avassalador e ele acabou fazendo um Grand Chelem, ou seja, cravou a pole position, liderou todas as voltas da corrida, fez a volta mais rápida e venceu a corrida.

Ninguém parece ser capaz de o travar e, pouco a pouco, Verstappen vai alargando sua vantagem e se aproximando de seu terceiro campeonato mundial consecutivo.

No momento, ele lidera com 53 pontos de distância para seu colega de equipe, Sergio Pérez, segundo na classificação geral, e tudo indica que essa diferença pode aumentar nas próximas semanas.

Verifique a classificação do Campeonato Mundial de Pilotos de Fórmula 1 (Top 5):

1 Max Verstappen 170

2. Sergio Pérez 117

3. Fernando Alonso 99

4. Lewis Hamilton 87

5. George Russel 65

Um passo à frente para a Mercedes

A equipe alemã trouxe algumas novidades para este Grande Prêmio, mas ninguém esperava que seu desempenho fosse tão bom.

Em apenas uma corrida, eles se tornaram o segundo carro mais veloz do grid e ultrapassaram a Aston Martin no mundial de construtores.

Ambos os pilotos tiveram um ritmo muito bom e terminaram no pódio ao lado de Verstappen. Tanto Hamilton quanto Russell conseguiram ultrapassar Carlos Sainz, e na fase final da corrida, a ameaça de Pérez apareceu, mas já era tarde demais para conseguir superar os flechas de prata.

Tudo indica que hoje tenha sido o ponto de virada para a Mercedes, mas teremos de esperar pelo GP do Canadá, a 18 de junho, para verificar se a Ferrari e a Aston Martin conseguem reverter essa situação ou se serão mesmo eclipsadas pela construtora alemã.

Artigos relacionados:

F1: Odds para o Campeonato de Pilotos

Max Verstappen: Perfil do piloto

F1: Cinco corridas clássicas

Dia cinzento para Alonso

Após cravar o segundo lugar no Mônaco, as esperanças de Fernando Alonso voltar ao pódio em sua corrida “em casa” estavam em alta.

No entanto, o Aston Martin não teve o ritmo necessário para igualar, e menos ainda para superar, os dois pilotos britânicos da Mercedes.

Hoje foi seu pior resultado na temporada, após cinco terceiros lugares e um quarto lugar nas últimas seis corridas. De qualquer forma, o espanhol continua em terceiro lugar no campeonato mundial de pilotos.

O pesadelo da Ferrari continua

Carlos Sainz tinha boas chances de terminar entre os três primeiros, dado que largou da linha da frente, no segundo lugar da grid. O espanhol arrancou bem e ainda ameaçou Verstappen, mas o holandês defendeu bem para segurar a posição.

O ritmo de Sainz não era mau, mas com o passar das voltas, sua vantagem foi desaparecendo e ele acabou sendo ultrapassado sem grande dificuldade por Hamilton, depois por Russell, e também por Pérez.

No final, o piloto da Ferrari teve de se contentar com o quinto lugar e não conseguiu dar ao público local um grande resultado.

Ainda pior ficou Charles Leclerc, que nem sequer conseguiu marcar pontos.

O monegasco largou da pit devido a alterações no carro para solucionar o problema com a transmissão que o afastou das qualificatórias ainda no Q1, mas acabou no décimo primeiro lugar, provando mais uma vez que está tendo uma temporada para esquecer.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.