Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Max Verstappen - F1 - Fórmula 1

Max Verstappen conseguiu a sua terceira vitória de 2024 no Japão, seguido de Sergio Pérez e Carlos Sainz.

Resposta esperada

Não existiam dúvidas de que Verstappen iria regressar às pistas com vontade de responder ao mau resultado no Grande Prêmio da Austrália, onde foi obrigado a abandonar a corrida. No Japão, o tricampeão do mundo voltou a mostrar todo o seu valor e venceu a sua terceira prova do ano, assegurando que se mantém na liderança do Mundial de Pilotos.

Pérez completou a dobradinha para a Red Bull e o espanhol da Ferrari, Sainz, completou o pódio. Seguiram-se o outro Ferrari, de Charles Leclerc e o McLaren de Lando Norris.

Sainz parece querer mostrar que a Scuderia errou. O espanhol de 29 anos vai ceder o seu lugar na equipe italiana para Lewis Hamilton em 2025, mas está mostrando que o seu time pode ter cometido um erro. Constantemente melhor que seu companheiro Leclerc, Sainz não ficou ainda fora dos três primeiros lugares, sempre que competiu, conseguindo mesmo um brilhante triunfo na Austrália.

Fernando Alonso também surpreendeu ao conseguir um sexto lugar no seu Aston Martin. O veterano piloto espanhol continua a fazer bem mais do que esperado no seu monolugar.

Com a Red Bull ainda bem acima dos rivais, a briga mais interessante vai sendo entre a Ferrari, McLaren e Mercedes. Os apaixonados pela Fórmula 1 certamente estarão desejando que estas três equipas continuem a melhorar e a diminuir a diferença para a Red Bull, trazendo mais emoção às competições.

Red Bull de novo nos dois primeiros

Este é o terceiro Grande Prêmio em que a Red Bull coloca seus dois pilotos nos dois primeiros lugares. Verstappen regressou ao mais alto nível e subiu ao primeiro posto do pódio após uma corrida tranquila na Austrália.

A única parte em que o holandês precisou de tomar mais cuidado foi nas duas saídas, isso pelo acidente entre Daniel Ricciardo e Alexander Albon na primeira, que obrigou a bandeira vermelha e nova saída.

Verstappen e Pérez controlaram por completa a corrida e, com esta vitória mais a volta mais rápida, o holandês reforçou seu primeiro lugar, somando agora 77 pontos, 13 mais do que Checo, que subiu a segundo lugar.

Classificcação após o Grande Prêmio do Japão

Max Verstappen (77 puntos)

Sergio Pérez (64 puntos)

Charles Leclerc (59 puntos)

Carlos Sainz (55 puntos)

Lando Norris (37 puntos)

Alonso tira sempre mais do seu carro

O bicampeão do mundo voltou a terminar um Grande Prêmio com um maior rendimento que o esperado do seu AMR23. O piloto de 42 anos ficou em sexto lugar, vencendo na briga direta com Oscar Piastri, que durou as 53 voltas da prova.

A Aston Martin ainda não é competitiva para brigar pelos lugares de topo e, a cada final de semana, precisa de uma pilotagem soberba para tirar tudo o que tem e não tem para somar o máximo de pontos possíveis. Este domingo ficou na frente do australiano e dos Mercedes, mesmo com um carro inferior a esses três.

China é a próxima prova

A Fórmula 1 vai regressar em duas semanas para o Grande Prêmio da China. Essa prova será especial, pois é a primeira de sprint do ano, em um circuito que não era utilizado desde 2019. O último piloto a vencer nessa pista foi Lewis Hamilton em seu Mercedes.

Assim, a F1 tem uma pausa e regressa no fim de semana de 19 a 21 de abril.

Verstappen tem uma cotação de 1,20 para vencer na China, Pérez tem 1,50 para terminar no pódio e Sainz e Leclerc têm 1,72 para também ficarem entre os três primeiros.

*As cotações citadas podem apresentar divergências, pois, ainda que corretas no momento da publicação do artigo, sofrem alterações em tempo real.

Fórmula 1

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.