Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Fórmula 1 2024

Faltam menos de dois meses para a nova temporada que conta com os mesmos 20 pilotos divididos pelas 10 equipes, sendo que a Alfa Romeo passou a ser Stake F1.

É raro, mas o grid de pilotos que alinhará no Bahrein em 2 de março para 2024 é exatamente o mesmo que terminou a campanha de 2023 em Abu Dhabi.

Essa situação não deve se repetir no próximo ano, já que 15 dos 20 pilotos da grid terminam seus contratos no final de 2024. Apenas Lewis Hamilton, George Russell, Lando Norris, Oscar Piastri e Max Verstappen têm acordos mais longos.

A única alteração vem nas equipes, já que a Alfa Romeo – patrocinadora da equipe Sauber F1 desde 2019 - sai de cena. Assim a nova equipe será Stake F1 Team, mas não em todas as provas! Dado que a Stake é uma empresa de jogos de azar, não é permitida em todos os países, e nesses o time se apresentará como Kick F1, algo possível porque as duas empresas têm os mesmos proprietários.

Confira todas as equipes e pilotos para o Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2024:

Alpine

A aposta em um time “100% francês” não deu os frutos desejados, com Pierre Gasly e Esteban Ocon conseguindo apenas um pódio cada, e a equipe caindo para o 6º posto da geral de construtores, com apenas 120 pontos no total – uns incríveis 160 atrás da 5ª colocada Aston Martin.

Muito trabalho a fazer na fábrica para apresentar um carro mais competitivo este ano.

Alpha Tauri

Não há como duvidar: um time que muda de piloto após dez corridas, não está como quer na classificação. A carreira de Nyck de Vries na F1 foi curta e o holandês acabou sendo despedido, com a vaga ficando para Daniel Ricciardo, que entretanto se lesionou e foi substituído por Liam Lawson em cinco provas.

Mesmo assim, o australiano somou seis pontos e regressa em 2024 disposto a provar que merece seu assento na competição. Ao seu lado, mais uma vez, o jovem Yuki Tsunoda.

Aston Martin

Depois de um começo incrível, o desempenho da equipe caiu com as alterações introduzidas após o Mônaco e nunca conseguiu se recuperar totalmente.

Fernando Alonso tinha chegado para impulsionar o potencial da equipe e bateu todas as expectativas. O ex-campeão mundial cravou oito pódios, e ficou a apenas 28 pontos do terceiro lugar da geral. Agora ele volta, em parceria com Lance Stroll, buscando sua 33ª vitória da carreira.

Ferrari

Mais uma temporada de altos e baixos, marcada por problemas com os carros. Ainda assim, a scuderia foi a única, além da Red Bull, a conseguir uma vitória na temporada, com Charles Leclerc e Carlos Sainz conseguindo um total de 10 pódios entre eles.

O monegasco, vice-campeão de 2022, e o espanhol mostraram mais uma vez talento para chegar mais longe, mas o time de Maranello precisa apresentar um carro confiável e melhores estratégias em corrida.

Haas

A escuderia americana foi a pior de 2023, conseguindo apenas 12 pontos no total do ano e já começou a limpar a casa.

Kevin Magnussen e Nico Hülkenberg regressam como pilotos, mas a era de Guenther Steiner como chefe de equipe chegou ao fim após oito anos. 

Lembramos que Steiner estava no cargo desde que a equipe estreou na categoria, em 2016, mas não resistiu aos fracos resultados.

Ayao Komatsu foi promovido do cargo de diretor de engenharia para novo chefe de equipe. 

Vale notar que essa não é a única mudança, já que o diretor-esportivo Simone Resta decidiu deixar a equipe, após um desentendimento com o dono, Gene Haas.

McLaren

Com uma excelente segunda metade da campanha, a McLaren conseguiu o 4º lugar do mundial de construtores e mostrou que pode brigar por melhor em 2024, especialmente porque Lando Norris parece mais perto do que nunca se dua primeira vitória em corrida e Oscar Piastri fez uma excelente temporada como novato, com dois pódios e uma vitória no sprint do GP do Catar.

Mercedes

2023 foi um ano de humildade. A equipe assumiu erros o design e abandonou seu inovador zeropod, e começou a se recuperar. Tanto que na última corrida do ano, “roubou” o segundo lugar do mundial de construtores à Ferrari.

Lewis Hamilton vai continuar pela 11ª temporada na equipe alemã e busca voltar às vitórias. AO seu lado regressa também George Russell, que após um excelente 2022 com a 4ª posição da geral, se apagou um pouco na última temporada.

Red Bull

A escuderia austríaca voltou a conquistar os títulos mundiais de pilotos e construtores com uma temporada dominadora, vencendo 21 de 22 corridas.

Apesar de muita especulação sobre o futuro de Sérgio Pérez, a verdade é que o mexicano será mais uma vez companheiro do tricampeão Max Verstappen.

Sauber (Stake ou Kick F1 Team)

Após um ano para esquecer, com apenas 16 pontos, a rebatizada equipe precisa apresentar um carro melhor para Guanyu Zhou e para o experiente Valtteri Bottas. O problema em 2023 nem foi tanto a confiabilidade, mas sim a falta de ritmo quer nas classificações, quer em corrida.

Williams

James Vowles chegou para liderar o processo de reestruturação na F1 e conseguiu resultados, tirando o time da lanterna para o 7º lugar no Mundial de Construtores. Ainda há muito trabalho a fazer para a esquadra britânica começar a lutar por pódios, mas será interessante ver o que Alexander Albon e Logan Sargeant conseguem fazer este ano.

Fórmula 1

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.