Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
alemanha

Enquanto esperamos por junho, revemos algumas das histórias mais marcantes da competição continental, como o primeiro gol de ouro de um grande torneio internacional.

Em 1996, assistimos ao primeiro gol de ouro em um grande torneio internacional, mais importante ainda pelo fato de que esse gol levou a Alemanha a levantar o troféu em Wembley.

A regra foi introduzida como uma tentativa de acabar com os tediosos períodos de prorrogação e reduzir a chance das partidas serem decididas por uma disputa de pênaltis.

Inicialmente, a regra levou a jogos mais emocionantes, mas com duas das quartas de final indo para os pênaltis e as duas semifinais seguindo o mesmo caminho, tivemos de esperar para ver o gol de ouro em efeito.

A final colocou a Alemanha, vice-campeã do Europeu de 1992, contra a República Tcheca, e o que se seguiu foi uma das mais dramáticas conclusões de sempre de um jogo de futebol.

Caminho para a final

A Alemanha e a República Tcheca foram sorteadas juntamente com a Rússia e a Itália, vice-campeã da Copa do Mundo de 1994, em um Grupo C de aparência competitiva.

Os dois finalistas se enfrentaram no jogo de abertura do grupo e a Alemanha, favorita antes do torneio, venceu com tranquilidade por 2 a 0.

Em seguida, a equipe de Berti Vogts derrotou a Rússia por 3 a 0, graças a dois gols de Jürgen Klinsmann no segundo tempo e um do goleiro e melhor jogador do torneio Matthias Sammer, enquanto a República Tcheca surpreendeu ao vencer a Itália por 2 a 1.

A Itália e a Alemanha terminaram sem gols em Old Trafford e a República Tcheca tinha aberto vantagem de dois gols sobre a Rússia em apenas 19 minutos.

Mas a Rússia igualou no início do segundo tempo e Vladimir Beschastnykh completou a virada aos 85 minutos.

No entanto, houve uma reviravolta final, com Vladimir Smicer marcando a dois minutos do fim para classificar a República Tcheca às custas da Itália.

Nas quartas de final, a Alemanha venceu a Croácia por 2 a 1, enquanto um belo gol de Karel Poborsky ajudou a República Tcheca a derrotar Portugal.

Nas semifinais, tudo se decidiu nos pênaltis. Os alemães venceram a anfitriã Inglaterra num emocionante jogo e, por sua vez, os tchecos, bateram a França depois de 120 minutos sem gols.

O gol de ouro

A Inglaterra ainda estava de "luto" quando a final do Europeu chegou, em 30 de junho de 1996.

Ao serem derrotados pela Alemanha, os anfitriões haviam desperdiçado a chance de acabar com 30 anos de sofrimento e havia uma sensação de anticlímax em Wembley.

Esperava-se uma repetição do confronto da fase de grupos, quando uma eficiente exibição alemã foi boa demais para os tchecos.

Mas depois de um primeiro tempo tenso, o placar foi inaugurado pelo pênalti cobrado por Patrik Berger aos 15 minutos, que deu à República Tcheca a liderança.

Poucos minutos depois, surgia um novo herói no futebol alemão. Oliver Bierhiff saltou do banco de reservas e teve impacto imediato, cabeceando certeiro a um cruzamento de Christian Ziege, para empatar a partida aos 73 minutos.

O jogo seguiu para a prorrogação, e a possibilidade de um gol de ouro para definir a final começava a ganhar força.

Não foi preciso esperar quase nada. Aos 95 minutos, Bierhoff recebeu a bola de Klinsmann e chutou ao gol, com a bola desviando em um defesa da República Tcheca.

O desvio não deveria ter sido suficiente para enganar o goleiro Petr Kouba, mas de alguma forma a bola passou por suas mãos e foi parar no fundo das redes tchecas.

Foi um momento surreal quando o apito do árbitro confirmou o final do jogo. A Alemanha vencia o Europeu com um gol de ouro e Bierhoff selava seu lugar na história.

O surgimento de Oliver Bierhoff

O jogador chegou ao Europeu como reserva de Kilnsmann após sua temporada de estreia na Udinese, quando marcou 17 gols em 31 jogos.

Anteriormente, ele havia passado três anos na Série B com o Ascoli e estava recebendo muitos elogios na Itália devido à sua habilidade no jogo aéreo e à sua capacidade como artilheiro.

Bierhoff fez sua estreia na seleção em um amistoso contra Portugal apenas quatro meses antes do Europeu e suas aparições no torneio tinham se limitado a uma partida como titular e uma como substituto na fase de grupos.

Mas seu desempenho na final mudou o rumo da carreira do atacante, que selou uma lucrativa transferência para o Milan.

Europeu

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.