Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
futebol
  1. Futebol
  2. EURO 2024

Eurocopa: Análise às equipes dos Grupo E e F

Enquanto esperamos por junho, para o início do torneio europeu de futebol, damos uma olhada nas equipes classificadas, seu progresso e suas ambições.

Grupo E

Grupo F

Bélgica

Portugal

Romênia

Turquia

Eslováquia

República Tcheca

Vencedor do Playoff entre Israel, Islândia, Bósnia-Herzegovina e Ucrânia

Vencedor do Playoff entre Geórgia, Luxemburgo, Grécia e Cazaquistão

Grupo E

Bélgica: Mudança de ciclo

A saída de Roberto Martinez deu início a uma mudança de ciclo liderada pelo novo técnico Domenico Tedesco. E um ano depois, ele pode estar satisfeito, pois a equipe belga se classificou em primeiro lugar no grupo, invicta, empatando apenas contra a Áustria em Viena e na trágica partida contra a Suécia.

Apesar dessas boas sensações, a Bélgica encara a próxima Eurocopa com cautela, lembrando que não passou da fase de grupos na última Copa do Mundo, mas com a ilusão de poder aspirar a um título que consagraria sua geração de ouro.

Estatísticas das eliminatórias

  • Vitórias: 6
  • Empates: 2
  • Derrotas: 0
  • Gols marcados: 22
  • Gols sofridos: 4
  • Artilheiro: Romelu Lukaku (14)

Romênia: uma geração empolgante

Em outro dos grupos mais equilibrados, os romenos permaneceram invictos, com seis vitórias e quatro empates, cravando a liderança para chegar no sexto torneio continental de sua história.

Um primeiro lugar conquistado a partir da defesa, que sofreu apenas 5 gols, com uma geração em progressão, que se destacou ao chegar às semifinais da Eurocopa U21, em 2019. Agora, na equipe nacional sênior, essa nova geração espera conseguir mais sucessos.

Estatísticas das eliminatórias:

  • Vitórias: 6
  • Empates: 4
  • Derrotas: 0
  • Gols marcados: 16
  • Gols sofridos: 5
  • Artilheiro: Nicolae Stanciu e Denis Alibec (3 cada)

Eslováquia: um adversário fácil

O país que divide o título de 1976 com a República Tcheca se classificou para o próximo Campeonato Europeu, garantindo a classificação como vice-campeões de um grupo totalmente dominado por Portugal.

A seleção eslovaca, formada por jogadores com pouca experiência nas grandes ligas europeias, pode ser considerada uma das equipes mais fáceis do torneio continental, mas tentará surpreender.

Estatísticas das eliminatórias:

  • Vitórias: 7
  • Empates: 1
  • Derrotas: 2
  • Gols marcados: 17
  • Gols sofridos: 8
  • Artilheiro: Lukás Haraslín (3)

Grupo F

Portugal: uma renovação perfeita

Dez jogos, dez vitórias. É fácil assim resumir a campanha de Portugal nas eliminatórias. Um feito histórico com nome próprio: Roberto Martínez.

O técnico espanhol, que obteve os melhores resultados de sua carreira na Bélgica, chegou à seleção portuguesa com a difícil tarefa de reconstruir um time incapaz de competir com os melhores. Nos últimos grandes torneios, os lusitanos perderam nas oitavas de final da Copa do Mundo e na mesma fase da última Eurocopa para a Bélgica.

Ele construiu um Portugal sólido defensivamente, sofrendo apenas 2 gols em 10 jogos, e tremendamente eficaz no ataque, marcando 36 gols no total. 

Embora tenham começado como claros favoritos em um Grupo J fácil, Cristiano Ronaldo e companhia mostraram em cada jogo seu crescimento como equipe, mais do que um grupo de grandes talentos individuais.

Se continuar assim, Portugal será sério candidato a levantar o título continental pela segunda vez na história.

Estatísticas das eliminatórias:

  • Vitórias: 10
  • Empates: 0
  • Derrotas: 0
  • Gols marcados: 36
  • Gols sofridos: 2
  • Artilheiro: Cristiano Ronaldo (10)

Turquia: crescimento com resultados

Com uma equipe jovem e em constante desenvolvimento, a Turquia está ansiosa pelo seu sexto Campeonato Europeu. As eliminatórias foram um testemunho de sua melhoria contínua e de sua capacidade de superar as expectativas, sofrendo apenas um empate e uma derrota para se classificar em primeiro lugar no grupo, à frente da favorita Croácia.

Com jogadores talentosos emergentes, como Arda Guler e Kenan Yildiz, e a abordagem tática de Vincenzo Montella, a Turquia tentará surpreender na fase final, assim como fez nas eliminatórias e repetir o melhor resultado de sua história - as semifinais (em 2008).

Estatísticas das eliminatórias:

  • Vitórias: 5
  • Empates: 2
  • Derrotas: 1
  • Gols marcados: 14
  • Gols sofridos: 7
  • Artilheiro: Kerem Aktürkoglu e Cenk Tosun (2 cada)

República Tcheca: seu torneio talismã

Empatados em praticamente tudo com a Albânia, mas rebaixados para o segundo lugar por terem sofrido dois gols a mais, os tchecos se classificaram para seu oitavo Campeonato Europeu consecutivo à frente da Polônia.

É improvável que repitam seu melhor resultado, a vitória em 1976 com o lendário pênalti de Panenka ainda sob o nome de Tchecoslováquia, mas com presença regular no torneio, a equipe de Soucek e Cerny estará determinada a surpreender.

Estatísticas das eliminatórias:

  • Vitórias: 4
  • Empates: 3
  • Derrotas: 1
  • Gols marcados: 12
  • Gols sofridos: 9
  • Artilheiro: Tomás Soucek e Václav Cerny (3 cada)
Eurocopa

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.