Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Tite
  1. Futebol
  2. Outras competições

Entendendo os dois Flamengos de Tite

Nicolás de la Cruz e Luiz Araújo são as chaves para entender como o «urubu» tem jogado.

Em 2024, Tite escalou o Flamengo em dois esquemas táticos diferentes. Mas, devido à lesão de um de seus principais atletas e à ascensão de um suplente, o treinador gaúcho parece ter escolhido a formação preferencial.

Os dois esquemas

Gerson (Flamengo)

Em 7 de fevereiro, o Flamengo enfrentou o Botafogo pela sétima rodada do Campeonato Carioca. Naquele mesmo dia, antes do clássico, Leonardo Miranda publicou em seu blog Painel Tático uma análise do esquema habitual de Tite. Tal esquema, segundo o jornalista do ge, seria um 4-2-3-1. Nesse caso, o onze ideal muito provavelmente era este:

Agustín Rossi;
G. Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas;
Erick Pulgar e Gerson;
N. de la Cruz, G. de Arrascaeta e Everton Cebolinha;
Pedro.

Mais recentemente viu-se o Flamengo em 4-3-3. Assim como no esquema anterior, o primeiro volante é o chileno Erick Pulgar e o segundo volante é Gerson. O uruguaio Giorgian de Arrascaeta mantém-se como um meia mais centralizado, mas seu conterrâneo Nicolás De la Cruz torna-se um ponta-direita (e Cebolinha um ponta-esquerda):

Agustín Rossi;
G. Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas;
Erick Pulgar, Giorgian de Arrascaeta e Gerson;
Nicolás de la Cruz, Pedro e Everton Cebolinha.

Foi nesse esquema —ainda que não com todos os jogadores acima citados— que o Flamengo enfrentou o Boavista em 20 de fevereiro. No dia seguinte, Leonardo Miranda publicou um artigo em que realçou a importância dos pontas para o rubro-negro da Gávea. Entre estes encontrava-se um atleta que, embora não fosse titular, vinha crescendo muito.

Um suplente pede passagem

Luiz Araújo (Flamengo)

Independentemente do esquema tático a ser utilizado por Tite com mais frequência, entre torcedores do urubu existia a percepção de que cedo ou tarde o gaúcho precisaria escolher dois jogadores entre Gerson, De la Cruz e De Arrascaeta. Considerando o quanto os charrúas vinham sendo elogiados, o tupiniquim era quem corria o maior risco de perder espaço.

Essa percepção ganhou força após a partida contra o Boavista. Com a ausência de Gerson por questão médica (problema renal), Tite escalou o time num 4-3-3 e escolheu De la Cruz para exercer o papel de segundo volante. Já a ponta direita ficou a cargo de Luiz Araújo, que então já contava com três assistências em seis jogos no Estadual.

Aquela foi a grande atuação do rubro-negro carioca em 2024. De acordo com o site Sofascore, no triunfo sobre o alviverde saquaremense os homens de Tite terminaram com índice xG a favor de 4,92 e índice xG contra de 0,40. O placar foi «apenas» 4 x 0 muito por falta de pontaria, mas um dos atletas mais elogiados foi Luiz Araújo (autor do primeiro gol).

A escolha lógica

Nicolás de la Cruz (Flamengo)

O compromisso seguinte, em 25 de fevereiro, seria o clássico com o Fluminense. Naquele mesmo dia ficamos sabendo que Gerson não só continuaria fora mas que, devido à necessidade de passar por procedimento cirúrgico, desfalcaria a equipe por cerca de dois meses. Nada mais lógico, portanto, que Tite optasse outra vez por Luiz Araújo e pelo 4-3-3:

Agustín Rossi;
G. Varela, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas;
Nicolás de la Cruz, Erick Pulgar e Giorgian de Arrascaeta;
Luiz Araújo, Pedro e Everton Cebolinha.

Com a escalação acima, o Fla impôs-se sobre o Flu de forma incontestável. Os de Fernando Diniz terminaram com muito mais posse de bola (66%), mas os de Tite finalizaram mais que o triplo de vezes (quatorze contra quatro). Em índice xG a diferença foi impressionante: 2,15 contra 0,08. O placar de 2 x 0 a favor do rubro-negro apenas confirmou as estatísticas.

Um novo time-base?

Tite

Não faltam suplentes de luxo neste plantel do Flamengo. O uruguaio Guillermo Varela concorre com Wesley França, Fabrício Bruno e Léo Pereira concorrem com David Luiz, Ayrton Lucas concorre com o recém-chegado uruguaio Matías Viña, Erick Pulgar concorre com Allan, Everton Cebolinha concorre com Bruno Henrique, Pedro concorre com Gabi.

Em relação aos três homens responsáveis pela criatividade no meio-campo a questão é mais complexa. Não há ninguém no banco que faça o que Gerson, Nicolás de la Cruz e Giorgian de Arrascaeta fazem com o mesmo padrão de qualidade; no entanto, a versatilidade de De la Cruz deu a Tite toda a tranquilidade para realizar ajustes nas ausências de Gerson.

Quando o camisa 20 voltar, o Flamengo já estará disputando o Campeonato Brasileiro e a Copa Libertadores. Se então Luiz Araújo seguir agradando enquanto ponta-direita, e se De la Cruz seguir atuando em alto nível enquanto segundo volante, Gerson precisará se esforçar muito para fazer jus à braçadeira de capitão e ao seu antigo estatuto de titular indiscutível.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.