Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Patrice Evra (Manchester United) e Shaun Wright-Phillips (Manchester City)
  1. Futebol
  2. Premier League

Duelos memoráveis entre Manchester City e Manchester United

O dérbi de Manchester tornou-se mais interessante à medida que o City assumiu o protagonismo que antes era do United.

[Traduzido e adaptado de «Man Utd v Man City: Greatest ever Manchester derbies».]

No histórico dos confrontos entre Manchester City e Manchester United viram-se 59 vitórias dos de azul, 53 empates e 78 vitórias dos de vermelho. Mas quem mais vem tendo motivos para comemorar ultimamente são os Cityzens, vencedores de cinco das últimas seis edições da Premier League.

20 de setembro de 2009
United 4 x 3 City

Era palpável a expectativa para este dérbi. O United havia vencido os três Campeonatos Ingleses anteriores, mas o poder aquisitivo do City começava a se fazer notar com a contratação de atletas como Emmanuel Adebayor, Joleon Lescott e Carlos Tévez.

O que se viu no Old Trafford correspondeu às expectativas. Por três vezes os anfitriões estiveram na frente (Wayne Rooney, Darren Fletcher e de novo Fletcher) mas em seguida sofreram o empate (Gareth Barry, Craig Bellamy e de novo Bellamy). Nos acréscimos, Michael Owen marcou o quarto dos Red Devils (que terminariam em segundo lugar na liga).

27 de april de 1974
United 0 x 1 City

À primeira vista, este 1 x 0 a favor do City pode parecer pouco significativo. Tudo muda quando se lembra que naquele dia o United foi rebaixado da First Division e que o autor do único gol do encontro foi um dos maiores jogadores da história do clube.

O jogador de que estamos falando foi o centroavante escocês Denis Law, que representou os Red Devils por mais de uma década. Naquele momento ele se sentiu triste ao pensar que o gol foi determinante para o rebaixamento de sua ex-equipe; mas, no fim, isso ocorreria de qualquer maneira (devido à vitória do Birmingham sobre o Norwich).

12 de fevereiro de 2011
United 2 x 1 City

Quem foi ao Old Trafford naquele dia viu talvez o mais belo gol da história do dérbi de Manchester: uma bicicleta sensacional de Wayne Rooney, aos 78 minutos. Esse foi o segundo tento no triunfo do United pela 27.ª rodada da Premier League.

O primeiro gol dos anfitriões fora marcado por Nani, aos 41; o empate dos visitantes viera com David Silva, aos 65. Comandado desde setembro de 2009 por Roberto Mancini, os Cityzens estavam em evolução; mas isso mostrou-se insuficiente para impedir que, pela liga, os de Alex Ferguson alcançassem contra eles 27 partidas de invencibilidade em casa.

23 de outubro de 2011
United 1 x 6 City

Eis o jogo em que o Manchester City se afirmou como um peso-pesado da Premier League. Após esta goleada sofrida em casa pela nona rodada, o próprio Ferguson disse que esse foi o seu «pior dia em todos os tempos» como treinador dos Red Devils

Foi então que Mario Balotelli exibiu sua camisa «Why Always Me?» («Por que Sempre Eu?»), após marcar o primeiro gol, aos 22 minutos. O segundo, aos 60, também foi dele; o terceiro, aos 69, de Sergio Agüero; o quarto e o sexto, aos 89 e aos 90 + 3, de Edin Dzeko; o quinto, aos 90 + 1, de David Silva. Darren Fletcher, aos 81, marcou para o United.

9 de novembro de 2002
City 3 x 1 United

No início deste século, o estatuto do City era muito diferente do que é hoje. 2002–03 marcou o seu retorno à elite após uma temporada na First Division. E, pela nona rodada da Premier League, os de azul receberiam em Maine Road o sempre forte United.

A última vitória dos Cityzens sobre seus arquirrivais fora em 1989. Mas a equipe treinada por Kevin Keegan parecia alheia a esse retrospecto quando Nicolas Anelka a pôs em vantagem, aos 5 minutos. Ole Gunnar Solskjaer empatou aos 8, mas Shaun Goater marcou o segundo e o terceiro tentos dos anfitriões aos 26 e aos 50.

21 de april de 2001
United 1 x 1 City

Este dérbi é lembrado sobretudo pela infame entrada de Roy Keane, do United, sobre Alf-Inge Haaland. O noruguês encerraria a carreira dois anos depois, em parte por causa desse ato de retaliação por ter acusado o irlandês de simular falta quatro anos antes.

Àquela altura já estávamos no 86.º minuto, e ambos os gols do encontro já haviam sido anotados. Pelos Red Devils, Teddy Sheringham marcou de pênalti aos 71; pelos Cityzens, Steve Howey marcou aos 84. Mas, como veremos na partida recordada a seguir, o sobrenome Haaland daria muito que falar nesse clássico duas décadas depois.

2 de outubro de 2022
City 6 x 3 United

Este dérbi de Manchester realizado no estádio Etihad foi o primeiro tanto para o treinador do United, Erik ten Hag, quanto para o principal atacante do City, Erling Haaland. E o filho de Al-Inge fez a diferença a favor da equipe treinada por Pep Guardiola.

Metade dos gols dos Cityzens saiu de um dos pés ou da cabeça do noruguês. A outra metade foi anotada por Phil Foden. Após o intervalo, quando o placar já era de 4 x 0, Antony marcou um belo gol para os Red Devils. No fim, quando os anfitriões já haviam conseguido os seus seis tentos, Anthony Martial marcou duas vezes.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.