Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Copa América
  1. Futebol
  2. Copa América

Copa América: Argentina e Colômbia avançam para a final

Lionel Messi marcou o seu primeiro gol na Copa América, ajudando a Albiceleste a despachar o Canadá. Herói improvável leva a Colômbia a um triunfo marcado por superação contra o Uruguai

Argentina e a confiança exuberante de títulos recentes

Os comandados de Lionel Scaloni fizeram aquilo que se era esperado deles e confirmaram o favoritismo diante do Canadá na semifinal, aplicando 2-0 na equipe de Jesse Marsch.

A confiança no futebol pode significar algo extraordinário para qualquer equipe, desde às mais limitadas as mais qualificadas do esporte. Após o primeiro título dessa era em 2021, a Albiceleste parece outra equipe quando encara a adversidade.

Na atual edição da Copa América, mesmo encarando um chaveamento que não lhe proporcionou confrontos contra as melhores equipes da América até a decisão, a Albiceleste passou por sua dose de momentos delicados.

O triunfo contra o Canadá certamente não apresentou os mesmos desafios da fase anterior, quando a Argentina precisou dos pênaltis para despachar o Equador, mas não veio sem sustos.

Em diversos momentos desta partida, que foi realizada no MetLife Stadium, a Argentina cedeu brechas ao Canadá, que não se mostrou capaz de aproveitar as suas melhores chances.

Certos detalhes podem até ser apontados já visando uma dificuldade mais alta no próximo confronto, mas, ao mesmo tempo, se trata de uma Argentina que chega a sua terceira final consecutiva e sofreu um único gol nesse torneio.

Duas notícias levam o destaque deste triunfo diante do Canadá e uma delas pôde ser notada antes mesmo antes da bola rolar.

Lautaro Martínez havia ganhado a posição de titular durante o torneio, desempenhando um bom futebol a ponto de ainda ser o artilheiro da competição com quatro gols. Contudo, Scaloni voltou com Julián Álvarez na equipe principal diante do Canadá, deixando o 10 da Inter de Milão no banco.

Álvarez correspondeu a essa confiança de seu comandante e marcou o gol inicial da partida, dando a Albiceleste um pouco de tranquilidade aos 22 minutos da etapa inicial.

O faro de gol nem é necessariamente o trunfo de Álvarez nesta briga, considerando que o atacante dos Citizens entrega mais em outros aspectos, contribuindo com um fôlego para compensar a presença de outros veteranos no sistema ofensivo.

A segunda notícia desse embate foi, é claro, o gol de Lionel Messi, que ampliou o placar cedo no segundo tempo. Curiosamente o gol em si fugiu completamente das características de Messi, parecendo muito mais um tento de centroavante com o camisa 10 desviando de leve uma finalização de Enzo Fernández.

Só lhe resta um jogo para buscar esse feito, mas Lionel Messi está a um hat-trick de igualar o seu compatriota Norberto Méndez como o maior artilheiro da história do torneio. O craque da Albiceleste chegou a 14 gols e ultrapassou Gabriel Batistuta neste ranking histórico.

Colômbia supera expulsão e se garante na final

Em um jogo de ajustes táticos interessantíssimos, a Colômbia carimbou o seu lugar na decisão ao derrotar o Uruguai por 1-0 no Bank of America Stadium em Charlotte.

Antes mesmo de entrar no que aconteceu durante a partida, chamou a atenção a vasta maioria da torcida colombiana no estádio. A atmosfera praticamente se tornou a de uma equipe visitante para a Seleção Uruguaia nesta semifinal.

A mudança inicial partiu do lado colombiano, que alterou o seu sistema para esse embate. Jhon Arias, que vinha atuando muito mais como um terceiro homem de meio, dando maior sustentação a James Rodríguez em um losango, voltou para o seu lugar tradicional na ponta.

Néstor Lorenzo começou no 4-2-3-1 com Arias e Luis Díaz abertos e isso gerou uma mudança no sistema uruguaio que já vinha alterado após as ausências de Nahitan Nández e Ronald Araújo.

Em poucos minutos dentro do jogo, Marcelo Bielsa passou Manuel Ugarte para a fazer a saída de bola como zagueiro pela esquerda e ajustou a marcação para encaixar com a surpresa colombiana.

No decorrer do jogo vários fatores afetaram a estratégia uruguaia, desde a saída de Rodrigo Bentancur lesionado na etapa inicial até a própria expulsão de Daniel Muñoz antes do intervalo, tornando o time de Bielsa ainda mais ofensivo.

O único gol do jogo veio pouco antes da expulsão, mais uma vez saindo dos pés de James Rodríguez, grande candidato ao prêmio de melhor jogador da competição. James bateu escanteio na cabeça do volante Jefferson Lerma que anotou 1-0 a favor da Colômbia. Esta foi a sexta assistência do camisa 10 colombiano na competição, o triplo de qualquer outro jogador.

Quando será disputada a final e onde assistir?

Argentina e Colômbia se enfrentarão no domingo (14/07), às 21h, no Hard Rock Stadium em Miami. O jogo terá transmissão da Globo e SporTV.

Copa América tem disputa de terceiro lugar

Diferentemente do que acontece na Eurocopa, a Copa América tem o jogo entre os derrotados das semifinais valendo o terceiro lugar. Uruguai e Canadá medirão forças no sábado (13/07), às 21h, no Bank of America Stadium em Charlotte.

Futebol

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.