Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Gerardo Martino (Inter Miami)
  1. Futebol
  2. Outras Ligas

Como têm se saído as principais forças da MLS 2023

Eis aqui um panorama da corrida pelo título da MLS Cup a pouco mais de um mês para o fim da temporada regular.

[Traduzido e adaptado de «2023 MLS season update: Can Messi salvage Inter Miami’s campaign?».]

A chegada de Messi atraiu muitos olhares à MLS. Mas, antes disso, já havia disputas interessantes pelo topo tanto da Conferência Leste quanto da Conferência Oeste.

Neste artigo analisaremos o impacto de partidas recentes envolvendo equipes que estão entre as mais bem cotadas para a conquista da MLS Cup, em 9 de dezembro.

O Inter Miami ainda busca os play-offs

Desde que o atacante argentino Lionel Messi passou a integrar o elenco do Inter Miami, o clube presidido por David Beckham passou a ser tido como sério candidato ao título. Mesmo estando em penúltimo lugar na Conferência Leste, os homens comandados por Gerardo «Tata» Martino (conterrâneo de Messi que o treinou também no Barcelona) aparece em terceiro lugar nas cotações (8,00) do mercado «MLS Cup Winner».

Esses prognósticos encontram embasamento no desempenho recente dos floridenses. Contando ainda com os reforços do lateral-esquerdo Jordi Alba e do meio-campista Sergio Busquets (dois ex-companheiros de Messi no Barça), em 19 de agosto os Herons conquistaram a Leagues Cup ao bater o Nashville nos pênaltis. Quatro dias depois garantiram-se na final da U.S. Open Cup (agendada para o dia 27 deste mês).

Messi estreou pela Major League Soccer em 26 de agosto, quando os de rosa e preto venceram por 2 x 0 os New York Red Bulls (fora). Depois empataram por 0 x 0 com o Nashville (casa), venceram por 3 x 1 o Los Angeles FC (fora), venceram por 3 x 2 o Sporting Kansas City (casa) e perderam por 5 x 2 para o Atlanta United (fora). Restam-lhes sete compromissos, e a distância para a zona de repescagem é de sete pontos.

O Cincinnati é o time a ser batido

O Cincinnati perdeu duas vezes em seus últimos cinco jogos pela MLS: em 20 de agosto, 3 x 0 fora para o Columbus Crew (outra equipe do estado de Ohio, com a qual realiza o clássico conhecido como «Hell Is Real»); e, em 2 de setembro, 1 x 0 em casa para o Orlando City. Além disso, entre essas duas partidas deu-se a eliminação nos pênaltis (3 x 3 no tempo normal mais prorrogação) pelo Inter Miami na semifinal da U.S. Open Cup.

Ainda assim os laranjas e azuis lideram a corrida pelo troféu Supporter’s Shield, conferido à equipe de melhor campanha da temporada regular. Por terem obtido 58 pontos em 28 jogos (média de 2,07), os comandados de Pat Noonan encontram-se oito pontos à frente do segundo colocado na classificação geral (o Orlando City, também do Leste). Por isso se compreende que sejam eles os favoritos ao título (5,00).

O New England Revolution já esteve mais bem cotado

Mesmo estando em terceiro lugar na Conferência Leste (48 pontos), o New England Revolution está apenas em sexto lugar nas cotações (13,00) referentes à conquista da MLS Cup. Os resultados recentes dos homens treinados por Bruce Arena (que é também o diretor esportivo do clube) têm sido de fato insatisfatórios: nas cinco vezes que se apresentaram desde 26 de agosto foram uma vitória, dois empates e duas derrotas.

As perspectivas pouco otimistas em relação ao sucesso dos Revs levam em conta a perda do goleiro Djordje Petrovic (vendido ao Chelsea antes do início da atual temporada europeia). O sérvio era tido como peça-chave no sucesso de uma equipe cujo ponto forte era justamente o sistema defensivo. Esse deixou de ser o caso para os representantes da Nova Inglaterra, cuja média de gols sofridos desde então é de 1,20 por jogo.

Os Seattle Sounders são os «azarões» do Oeste

Quem lidera a Conferência Oeste é o St. Louis City. Treinados por Bradley Carnell, os do estado de Missouri conquistaram 49 pontos em 29 partidas (média de 1,69). Em segundo lugar está o atual campeão da MLS Cup, o Los Angeles FC. Steve Cherundolo segue no comando dos da Califórnia, que até aqui conquistaram 43 pontos em 28 partidas (média de 1,54). Logo em seguida na classificação encontramos os Seattle Sounders.

Com 42 pontos em 29 partidas (média de 1,45), os do estado de Washington dificilmente repetirão o fiasco da temporada passada —quando, pela primeira vez na história, ficaram fora dos play-offs—. Manteve-se o técnico Brian Schmetzer, com quem foram campeões nacionais em 2016 e 2019. E também manteve-se o goleiro suíço Stefan Frei, que vem lhes ajudando a ter uma das defesas mais fortes da liga (30 gols contra).

Apesar disso, os Sounders gozam de credibilidade relativamente baixa. No mercado concernente à conquista da MLS Cup, o Rave Green aparece cotado em 15,00 (junto de Columbus Crew e Orlando City). Isso o deixa atrás das outras equipes do Oeste mencionados dois parágrafos acima: o Los Angeles FC aparece cotado em 7,00 (atrás apenas do Cincinnati), e o St. Louis City aparece cotado em 12,00 (o que faz com que seja o quarto).

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.