Pular para conteúdo
Registre-se
Vincent Aboubakar (Camarões)
  1. Futebol
  2. Copa do Mundo

As sete seleções que voltam à Copa do Mundo neste ano

Sete seleções ausentes de Rússia 2018 estarão de volta ao Mundial da FIFA em Catar 2022.

Das 32 seleções presentes na Copa do Mundo de quatro anos atrás, 24 voltam este ano. E os únicos estreantes de 2022 serão os representantes do país-sede, o Catar.

Sobram, portanto, sete equipes que voltam ao Mundial de seleções após ausências maiores que quatro anos. E é delas que falaremos a seguir.

Oito anos depois

Camarões

Em 2014, os Camarões eram treinados pelo alemão Volker Finke e tinham como seu grande astro o atacante Samuel Eto’o. A equipe terminou na última posição do grupo A, onde também estavam Brasil, México e Croácia.

Hoje, o treinador dos Leões Indomáveis é o ex-zagueiro Rigobert Song. O principal remanescente daquele grupo de oito anos atrás é o atacante Vincent Aboubakar (30 anos), do Al-Nassr. Quanto aos que não estiveram naquele Mundial, podemos mencionar o também atacante Karl Toko Ekambi (30 anos), do Lyon.

Gana

Em 2014, Gana era treinada por James Kwesi Appiah e contava com o atacante Asamoah Gyan e o meia André Ayew. A equipe foi a última colocada do grupo G, cujas outras seleções eram Alemanha, Estados Unidos e Portugal.

Hoje, as Estrelas Negras têm como técnico o ex-meia Otto Addo. André Ayew (32 anos), do Al-Saad, é agora o principal nome da equipe, e seu irmão Jordan Ayew (31 anos), do Crystal Palace, é outro destaque. Quanto aos que não estiveram no Mundial do Brasil, vale citar o atacante Felix Afena-Gyan (19 anos), da Cremonese.

Estados Unidos

Em 2014, os Estados Unidos eram comandados pelo alemão Jürgen Klinsmann, e seus principais jogadores eram o goleiro Tim Howard e o atacante Clint Dempsey. A equipe terminou em segundo no grupo G, sendo eliminada pela Bélgica nas oitavas de final.

Hoje, os Ianques são treinados por Gregg Berhalter. Podemos mencionar o lateral-direito DeAndre Yedlin (29 anos), do Inter Miami, como um remanescente de oito anos atrás, mas é o atacante Christian Pulisic (24 anos), do Chelsea, o principal nome desta renovada seleção americana.

Equador

Em 2014, o Equador tinha como técnico o colombiano Reinaldo Rueda e entre seus atletas mais destacados o meia Antonio Valencia e os atacantes Enner Valencia e Felipe Caicedo. A equipe terminou em terceiro no grupo E, que também tinha França, Suíça e Honduras.

Hoje, a Tri tem como técnico o argentino Gustavo Alfaro. Enner Valencia (32 anos), do Fenerbahçe, ainda pode ser considerado um nome importante para o grupo. Quanto aos que passaram a ser convocados regularmente desde então, podemos destacar os atacantes Ángel Mena (34 anos), do León, e Michael Estrada (26 anos), do Cruz Azul.

Holanda

Em 2014, o técnico da Holanda era o mesmo de hoje: Louis van Gaal. Às suas ordens estavam jogadores como o meia Wesley Sneijder e os atacantes Robin van Persie e Arjen Robben. A equipe chegou até as semifinais, quando foi eliminada pela Argentina.

Os três jogadores mencionados no parágrafo anterior já se aposentaram. Entre os principais remanescentes daquela Laranja Mecânica está o atacante Memphis Depay (28 anos), do Barcelona, que era reserva há oito anos. Mas o principal nome da equipe atual é sem dúvida o zagueiro e capitão Virgil van Dijk (31 anos), do Liverpool.

36 anos depois

Canadá

Em 1986, o Canadá era treinado pelo inglês Tony Waiters e tinha entre seus principais atletas o zagueiro Randy Samuel e o lateral-esquerdo Bruce Wilson. Tendo caído no grupo C, junto de União Soviética, França e Hungria, a equipe perdeu seus três jogos.

Hoje, os Vermelhos são treinados por outro inglês, John Herdman. Como seria de esperar, nenhum jogador do grupo atual era nascido naquela época. Os destaques são o lateral-esquerdo/atacante Alphonso Davies (21 anos), do Bayern de Munique, e os atacantes Cyle Larin (27 anos), do Club Brugge, e Jonathan David (22 anos), do Lille.

64 anos depois

País de Gales

Em 1958, o treinador do País de Gales era Jimmy Murphy e o seu principal jogador o atacante Ivor Allchurch. Os galeses terminaram em segundo no grupo 3, onde também estavam Suécia, Hungria e México, e só foram derrotados nas quartas de final, pelo Brasil.

Hoje, os Dragões são treinados por Rob Page (que, como zagueiro, defendeu a seleção entre 1996 e 2005). O astro da equipe é evidentemente o atacante Gareth Bale (33 anos), do Los Angeles FC, mas também podemos mencionar outro atacante, Daniel James (24 anos), emprestado pelo Leeds United ao Fulham.

Perspectivas

Antes de terminar, falemos brevemente do que esperar das sete seleções analisadas.

Não há dúvidas de que a mais forte delas é a Holanda, que neste ano tem boas chances de chegar pelo menos às quartas de final.

Podemos dizer também que Equador, Estados Unidos e País de Gales são sérios candidatos a uma vaga nas oitavas de final.

Por fim, temos Camarões, Gana e Canadá, três seleções que, ao que tudo indica, lutarão para não terminarem em último em seus respectivos grupos.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies