Pular para conteúdo
Registre-se
Vasco
  1. Futebol
  2. Brasileirão Série A

As notáveis semelhanças entre Vasco da Gama e Vitória de Guimarães

Vasco e Vitória SC compartilham de características que poderiam servir para criar laços entre os dois clubes.

[Artigo originalmente publicado em 20 de setembro de 2022.]

Em geografia existe um conceito chamado cidades-irmãs. Em poucas palavras, trata-se da fomentação de laços culturais e comerciais entre cidades de diferentes países.

Não há nada parecido no futebol, mas, se houvesse, os brasileiros do Vasco da Gama e os portugueses do Vitória de Guimarães seriam bons candidatos a clubes-irmãos.

A razão para tal são as muitas semelhanças entre ambas as instituições.

Letras

Como se vê no próprio título deste nosso texto, uma semelhança notável entre Vasco e Vitória está nas primeiras letras de seus nomes: o V e o G.

É verdade que, diferentemente do Club de Regatas Vasco da Gama, o Vitória Sport Clube não tem o G como uma de suas iniciais.

Isso não impede de em Portugal o clube ser tradicionalmente conhecido como Vitória de Guimarães — tanto pela imprensa quanto por torcedores.

Cores

Provavelmente a semelhança mais óbvia está nas cores que predominam nos uniformes das duas equipes — o branco e o preto.

O uniforme número um do clube de Guimarães é constituído de camisa, calção e meias brancos; o uniforme número dois é constituído de camisa, calção e meias pretos.

Já o caso do clube do Rio de Janeiro é mais complexo; embora em seu uniforme destaquem-se o preto e o branco, seria inapropriado chamá-lo de alvinegro.

A razão para isso é a cruz vermelha (erroneamente chamada de cruz de Malta) localizada sobre a faixa que atravessa a parte frontal da camisa.

Em seus primeiros anos, no entanto, os cariocas não tinham a faixa no uniforme. Por isso, eram conhecidos como os Camisas Negras.

Já os vimaranenses, devido ao seu uniforme titular, são ainda hoje conhecidos como Branquinhos.

Como veremos a seguir, essas cores dizem muito sobre valores em comum a ambos.

Raças

Nenhuma instituição esportiva do Brasil se notabilizou tanto por sua ligação a questões sociais quanto o Vasco da Gama.

Em 1923, em sua primeira temporada na elite do Campeonato Carioca, o Almirante foi campeão estadual com uma equipe formada por brancos, negros e mulatos. 

Era grande o contraste com os principais clubes da cidade na época — o America, o Botafogo, o Flamengo e o Fluminense —, que só tinham jogadores brancos.

E, como acontece ainda hoje, distinções de raça são também distinções sociais: muitas vezes, ser negro/mulato no Brasil é ser pobre.

Quanto a Portugal, muitos que acompanham a Primeira Liga talvez se surpreendam ao descobrir que a igualdade também está entre os principais valores do Vitória de Guimarães.

De fato, são essas as razões por trás das cores escolhidas pelos vimaranenses.

No site oficial do clube, pode-se ler que o preto e o branco simbolizam ''a abertura do Vitória Sport Clube para receber todos, sem discriminação de raça ou estatuto social''.

A triste ironia por trás disso é que alguns dos mais infames casos de racismo em estádios portugueses foram protagonizados justamente por torcedores do clube de Guimarães.

Tais episódios servem para lembrar que os valores pelos quais uma pessoa ou uma instituição se guia devem ser constantemente reforçados — de todas as formas possíveis.

Reis

Guimarães é tradicionalmente tida como a cidade em que nasceu o primeiro rei de Portugal, Dom Afonso Henriques.

Além disso, foi ali que se deu a Batalha de São Mamede, uma das mais importantes vitórias de Henriques na trajetória até a sua coroação.

É por tais razões que o escudo do Vitória mostra uma imagem sua, e é por tais razões que D. Afonso Henriques dá nome ao estádio do clube.

Assim, embora um dos apelidos dos vimaranenses já seja Conquistadores, nada nos impediria de chamá-los também de Time do Rei.

Pois esse é justamente um dos apelidos do Vasco.

Não estamos nos referindo a D. Pedro I ou D. Pedro II, e sim ao mais célebre torcedor do clube: Pelé — o Rei do Futebol.

Irmandade

Falamos aqui de cidades-irmãs. Mas que diferença tal política faz no âmbito esportivo?

Um exemplo disso foi visto em 2003, quando o Vitória inaugurou o seu remodelado estádio D. Afonso Henriques (um dos palcos da Eurocopa do ano seguinte).

O primeiro jogo do novo estádio foi um amistoso com os alemães do Kaiserslautern, e em parte devido à irmandade das cidades de Guimarães e Kaiserslautern.

Sendo o Rio de Janeiro também uma das cidades-irmãs de Guimarães, algo semelhante poderia ser feito pelo Vasco.

Já não é de hoje que os cariocas vêm buscando reformar São Januário. Quando tal projeto enfim se concretizar, quem seria o adversário ideal no primeiro jogo no novo estádio?

Sendo o Vasco, como se diz em seu hino, ''um traço de união Brasil–Portugal'', nada mais apropriado que utilizar tal oportunidade para se aproximar de um clube luso.

E, considerando tudo o que foi visto acima, haveria escolha mais apropriada que o Vitória de Guimarães?

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies