Pular para conteúdo
Registre-se
França
  1. Futebol
  2. Copa do Mundo

As marcas alcançadas por Kylian Mbappé no Mundial do Catar

Embora não tenha podido reconquistar o mundo com a sua seleção, a jovem estrela francesa Mbappé alcançou uma série de marcas notáveis no Oriente Médio.

[Traduzido e adaptado de ''Los récords que rompió Kylian Mbappé en el Mundial de Qatar''.]

O atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, chegou à final da Copa do Mundo de 2022, no Catar, com cinco gols ao longo do torneio. Isso o deixava empatado com o argentino Lionel Messi (seu companheiro de clube) na liderança do ranking dos artilheiros.

Naquele encontro memorável em Lusail, tudo parecia indicar que o gol marcado por Messi já na prorrogação (o segundo dele no dia) seria o decisivo; mas pouco depois Mbappé marcou pela terceira vez na partida, mostrando-se digno da admiração de todos.

Decidimos expor aqui os principais feitos alcançados pelo camisa 7 do PSG nesse último Mundial, os quais só contribuíram para que mais pessoas passassem a vê-lo como um candidato a quebrar todos os recordes estabelecidos por outros grandes futebolistas.

O líder isolado da artilharia de Catar 2022

Como dito, o principal nome dos Bleus chegou às redes três vezes na mais recente partida contra a Argentina. A primeira aos 80 minutos (de pênalti), a segunda aos 81 (num chute de primeira após passe de Marcus Thuram) e a terceira aos 118 (novamente de pênalti).

Assim Mbappé terminou a 22.ª edição do Mundial de seleções da FIFA como o seu artilheiro máximo, com oito gols ao todo. (Os três primeiros foram marcados ainda na fase de grupos, e os dois seguintes nas oitavas de final.)

Consequentemente, além de ter conquistado a Chuteira de Ouro de Catar 2022, aos 23 anos (completou 24 dois dias depois da decisão) este parisiense tornou-se o primeiro desde Ronaldo, vinte anos antes, a marcar oito vezes em uma só Copa do Mundo.

É verdade que tanto o brasileiro quanto Mbappé não chegaram nem perto do recorde do francês Just Fontaine, que em 1958 marcou treze vezes. Mas aqueles eram outros tempos, quando a média de gols por jogo em partidas entre seleções era superior à da atualidade.

Segue a listagem dos principais goleadores da mais recente edição do torneio:

. 8 gols: Kylian Mbappé (França);
. 7 gols: Lionel Messi (Argentina);
. 4 gols: Julián Álvarez (Argentina) e Olivier Giroud (França);
. 3 gols: Richarlison (Brasil), Enner Valencia (Equador), Álvaro Morata (Espanha), Cody Gakpo (Holanda), Marcus Rashford (Inglaterra), Bukayo Saka (Inglaterra) e Gonçalo Ramos (Portugal).

O doblete mais rápido da história

A final do último 18 de dezembro foi o cenário ideal para que o mundo inteiro visse Kylian Mbappé quebrar um recorde. Os dois gols do francês em apenas dois minutos, já perto do fim do tempo regulamentar, foram o doblete mais rápido na história dos Mundiais.

Antes dele, Ronaldo precisou de doze minutos para marcar os dois gols do Brasil na final da Copa do Mundo de 2002, em Yokohama, contra a Alemanha (garantindo, assim, o pentacampeonato da Verde-Amarela).

O segundo triplete em uma final

Antes de 2022, apenas um jogador havia feito três gols em uma final de Mundial de seleções. Isso se deu 56 anos antes, quando o atacante Geoff Hurst só não marcou um dos tentos da vitória da Inglaterra sobre a Alemanha por 4 x 2 em Wembley.

Mbappé, por outro lado, foi o único a chegar a um total de quatro gols em finais de Copa do Mundo (visto que foi dele um dos tentos da França no 4 x 2 sobre a Croácia em 2018). Com três gols vêm, além de Hurst, os brasileiros Vavá e Pelé e o francês Zinedine Zidane.

A perspectiva de mais um recorde

Antes mesmo de completar 24 anos, Kylian esteve presente em dois Mundiais de seleções. E em ambos realizou a façanha de terminar como uma das figuras mais importantes não só de sua equipe como de toda a competição.

Este atacante rapidamente atingiu o estatuto de imprescindível para os Bleus (que contam com muitos outros jogadores talentosos do meio de campo para a frente), tendo sido titular nas duas finais em que a França teve como técnico Didier Deschamps.

Considerando o grande talento desse jovem astro francês e a projeção cada vez maior que vem obtendo, tudo indica que poderemos vê-lo em mais três Copas do Mundo (visto que em 2034 ele terá a mesma idade com que Messi chegou a Catar 2022).

Podemos inclusive imaginá-lo alcançado uma nova marca: a de mais gols em todas as edições do torneio. O recordista é o alemão Miroslav Klose, com 16 gols, e Mbappé está a quatro de se igualar a ele. Surpreendente será se não conseguir fazê-lo já em 2026.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies