Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
beatriz haddad maia
  1. Tênis

As expectativas para Bia Haddad Maia em Wimbledon

O 3º Grand Slam do ano arranca esta segunda-feira, e conta com a número um do Brasil na chave principal, como cabeça de chave 13, centrando as esperanças brasileiras.

Após uma campanha histórica no Aberto da França, Bia vai agora representar a verde e amarela na grama de Wimbledon, em uma chave feminina muito disputada, apesar da presença da atual campeã Elena Rybakina e da número 1 do mundo Iga Swiatek.

A brasileira estreia na terça-feira, frente à cazaque Yulia Putintseva, atual 53ª do ranking mundial, e tem odds de 1,25 para vencer a partida de estreia e de 1,80 para o fazer em sets diretos.

O quê: Aberto da Inglaterra (Wimbledon) – chave feminina
Onde: All England Club, Londres, Inglaterra
Quando: De segunda-feira 3 de julho, até sábado 15 de julho de 2023
Como assistir: SporTV, ESPN e Star+
Cotações: Iga Swaitek = 3,50 / Elena Rybakina = 4,75 / Aryna Sabalenka = 6,00 / Petra Kvitova = 13,00 / Coco Gauff = 15,00

Todos os olhos postos em Bia

A canhota brasileira atravessava o melhor momento da carreira, alcançando a semifinal do Aberto da França, e chegando pela primeira vez no Top 10 do ranking mundial, aos 27 anos.

No entanto, Bia não conseguiu um bom desempenho nos torneios preparatórios para o Grand Slam britânico. A tenista paulistana foi eliminada logo na estreia do WTA 250 de Nottingham, título que conquistou em 2022, e falhou em seguida o torneio de Birmingham por conta de uma lesão no joelho.

Esta quarta-feira, no WTA 500 de Eastbourne, Bia sentiu dores de novo e foi forçada a abandonar a partida da 2ª rodada, para não agravar a lesão.

Sua equipe justificou a desistência, explicando que continuar na quadra poderia colocar em risco sua participação em Wimbledon. Lembramos que Beatriz Haddad Maia chega à chave principal de simples do Grand Slam britânico como cabeça de chave número 13, e vai disputar também as duplas femininas.

Esta lesão a viu piorar sua posição nas casas de apostas – surge agora como 20ª favorita, com apenas 67,00 de odds para vencer o torneio, e preocupa os torcedores brasileiros que tinham altas expectativas para a atuação da tenista.

Possível percurso de Bia em Wimbledon

A paulistana não enfrenta uma chave fácil nesta sua quarta participação no torneio britânico.

Como mencionamos acima, a estreia será diante da cazaque Yulia Putintseva, que já foi 27ª do mundo, na terça-feira.

As duas se encontraram há alguns meses, nas oitavas de final de Abu Dhabi, e Bia levou a melhor, mas precisou de três sets para superar a adversária, por isso se espera mais um duelo apertado.

Em caso de vitória da brasileira, ela terá pela frente Jaqueline Cristian e Lucia Bronzetti. Mas é a partir da terceira rodada que o sorteio complica.

Bia poderá reencontrar a letã Jelena Ostapenko, cabeça 17 e uma adversária contra a qual perdeu todos os quatro duelos já disputados, incluindo o Aberto de Miami esta temporada.

O possível percurso da número um do Brasil prevê também a chance de enfrentar a atual campeã Elena Rybakina nas oitavas de final, e a número 2 do mundo, Aryna Sabalenka, na semifinal.

No entanto, seu percurso só cruzaria com a favorita para levantar o troféu, Iga Swiatek, na final.

Lembramos que, quer em 2017, quer em 2019, Bia avançou uma rodada, enquanto no último ano, caiu logo na estreia, para a eslovena Kaja Juvan, apesar de ter chegado ao torneio embalada por dois títulos na grama (em Nottingham e Birmingham).

Outros brasileiros em Wimbledon

Além de Bia, o Brasil terá outros representantes no torneio inglês.

Thiago Monteiro estará na chave masculina de simples, enquanto nas duplas, atuarão Luisa Stefani, Marcelo Melo, Marcelo Demoliner e Rafael Matos.

Nas duplas femininas, Bia entra de novo na quadra. Em dupla com Victoria Azarenka, ao lado da qual conquistou o WTA 1000 de Madri, estreia na quarta-feira contra Cristina Bucsa e Makoto Ninomiya.

Após vencer o WTA 500 de Berlim, Stefani repete a parceria com a francesa Caroline Garcia, e vão enfrentar as americanas Ashlyn Krueger e Caty McNally em sua primeira partida.

Na chave masculina, o ex-campeão de duplas de Wimbledon, Marcelo Melo (2017) e seu parceiro John Peers, que são cabeça de chave número 16 do torneio, defrontam a dupla Robin Haase/Philipp Oswald.

Por sua vez, Marcelo Demoliner faz dupla com o holandês Matwe Middelkoop, enfrentando a dupla croata Nikola Mektic e Mate Pavic também na quarta-feira.

O último tenista a representar o Brasil é Rafael Matos, que, em parceria com o português Francisco Cabral, estreia contra uma dupla da casa: Liam Broady e Jonny O'Mara.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.