Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Costa do Marfim v Uruguai
  1. Futebol
  2. Futebol de Seleções

África vs. América do Sul em solo europeu

O Uruguai de Marcelo Bielsa vai à França enfrentar os atuais campeões africanos.

Uruguai e Costa do Marfim terminam a primeira Data FIFA de 2024 enfrentando-se na cidade francesa de Lens. De um lado temos os atuais vencedores da Copa da África de Nações, e do outro os atuais vice-líderes nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo.

O quê:

Costa do Marfim x Uruguai

Onde:

Bollaert-Delelis, Lens

Quando:

terça, 26 de março, às 16h30 (Brasília)

Cotações:

Costa do Marfim = 3,00 | empate = 3,25 | Uruguai = 2,15

Como chegam os elefantes

Em janeiro e fevereiro passados, a Costa do Marfim sediou a Copa da África de Nações quarenta anos após tê-lo feito pela primeira vez. Os elefantes comandados pelo francês Jean-Louis Gasset quase foram eliminados na fase de grupos, quando venceram um jogo e perderam os outros dois. Em seguida Gasset disse adeus, e o ex-meio-campista Emerse Faé assumiu interinamente. Nas fases eliminatórias a equipe superou Senegal, Máli, Congo-Quinxassa e Nigéria para conquistar seu terceiro título (o primeiro desde 2015).

Não foi surpresa para ninguém que Faé tenha sido mantido como o técnico da Costa do Marfim (que agora está em 39.º lugar no ranking da FIFA). Dois dias atrás, em sua primeira partida após o título da CAN, vimos a equipe empatar por 2 x 2 com a seleção do Benim (98.ª no ranking) na cidade francesa de Amiens. Em junho haverá a terceira e a quarta rodadas das Eliminatórias Africanas da Copa do Mundo; tendo vencido Seichelles e Gâmbia nas rodadas iniciais, os elefantes têm como próximos adversários Gabão e Quênia.

Como chega a celeste

Em 15 de maio de 2023, o argentino Marcelo Bielsa tornou-se o segundo estrangeiro a ser nomeado técnico da seleção uruguaia. (O primeiro foi o seu conterrâneo Daniel Passarella, em 2000.) Sob o comando de «El Loco», o Uruguai vem passando por um processo de renovação que tem sido bem-sucedido: foram quatro vitórias nas seis primeiras rodadas das Eliminatórias da Copa do Mundo —incluindo um 2 x 0 sobre o Brasil em Montevidéu e um 2 x 0 sobre a Argentina em Buenos Aires—.

Anteontem, em Bilbau, a equipe empatou por 1 x 1 com o País Basco no estádio San Mamés (a caso do Athletic). Depois do amistoso de amanhã, em Lens, haverá um no dia 5 de junho, em Denver, contra o México. No dia 23 desse mesmo mês a celeste estreia na Copa América, contra o Panamá (e depois enfrenta a Bolívia e os Estados Unidos). O retorno pelo título do Uruguai é de 6,00 (17% de probabilidade), de modo que à sua frente encontram-se apenas a Argentina (2,75) e o Brasil (3,25).

O que esperar do jogo

Emerse Faé pôde convocar os três marfinenses eleitos para o XI ideal da CAN: o lateral-esquerdo Ghislain Konan (emprestado pelo Al-Nassr ao Al-Fayha) e os meio-campistas Jean Michaël Seri (Hull City) e Franck Kessié (Al-Ahli). Também foi convocado o atacante de 22 anos Simon Adingra (emprestado pelo Brighton ao Union Saint-Gilloise), que recebeu o prêmio Melhor Jogador Jovem da competição. As ausências mais notáveis foram as dos atacantes Christian Kouamé (Fiorentina) e Sébastien Haller (Dortmund), ambos por questões físicas.

Marcelo Bielsa incluiu quatro atletas do Flamengo em sua lista: o lateral-direito Guillermo Varela, o lateral-esquerdo Matías Viña e os meio-campistas Giorgian de Arrascaeta e Nicolás de la Cruz. Apenas Varela integrou o onze inicial contra o País Basco, o que aumenta a expectativa quanto a vermos amanhã Viña, De Arrascaeta e De la Cruz junto dos meio-campistas Federico Valverde (Real Madrid) e Manuel Ugarte (Paris Saint-Germain). Dois desfalques importantes são o lateral-esquerdo Joaquín Piquerez (Palmeiras) e o atacante Darwin Núñez (Liverpool).

Embora seja razoável supor que nas arquibancadas do estádio Bollaert-Delelis haverá mais torcedores da Costa do Marfim do que do Uruguai (haja vista as ligações históricas do país africano com a França), o fato de esta partida ser realizada em campo neutro deixa-nos propensos a dar o favoritismo para os sul-americanos. Tendo enfrentado as seleções mais fortes da Conmebol nos últimos seis meses, os charrúas de Bielsa só perderam para o Equador (na sempre problemática altitude de Quito).

Convém lembrar ainda que a celeste encontra-se em 11.º lugar no ranking da FIFA e que nos últimos doze meses os elefantes não venceram no tempo normal nenhuma seleção do top 20. (A vitória sobre Senegal na CAN foi na disputa de pênaltis.) Também vimos que, se o Uruguai não terá Núñez, a Costa do Marfim não terá Kouamé e Haller. Assim, soa muito lógico o empate ou a vitória dos sul-americanos em um jogo de menos de 2,5 gols. Outra possibilidade a ser considerada é a de os africanos não chegarem às redes.

As cotações aqui apresentadas estão sujeitas a flutuações.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.