Pular para conteúdo
Registre-se
tênis
  1. Tênis

Alcaraz abandona nas quartas em Paris

O número um do ranking sentiu dores abdominais durante o confronto com Holger Rune e acabou por desistir das quartas de final do Masters 1000 de Paris.

No final do segundo set, Carlos Alcaraz pediu atendimento médico no lado esqerdo do abdome, mas acabou mesmo por ser forçado a abandonar no tiebreak, quando Rune vencia por 3-1.

“Não consegui sacar bem e quando fiz o movimento para virar o corpo me incomodou na região abdominal. Para jogar desta forma, era melhor não forçar. Preferi me retirar e cuidar de mim”, explicou o tenista espanhol depois do encontro.

Assim, Rune garantiu a qualificação para a primeira meia-final de um torneio Masters 1000 de sua carreira.

O quê:ATP Masters 1000 de Paris
Onde:Palais omnisports de Paris-Bercy, França
Quando:de 29 de outubro a 6 de novembro 2022
Como assistir:ESPN 3 

Como são as semifinais do Masters 1000 de Paris?

As duas semifinais se jogam este sábado.

Na primeira partida e Rune vai tentar travar Felix Auger-Aliassime, que já soma 16 vitórias consecutivas.

Nas quartas de final, o canadense de 22 anos voltou a estar no seu melhor e superou Frances Tiafoe pelas parciais de 6-1 e 6-4, em uma hora e meia de jogo.

Porém Rune também está num excelente momento de forma, eliminando o suíço Stan Wawrinka, o polonês Hubert Hurkacz e o russo Andrey Rublev, antes de Alcaraz, no Palácio de Bercy.

Se o jovem de 19 anos conseguir a revanche sobre Auger-Aliassime que o bateu na final do ATP 500 da Basileia, na semana passada, e assim passar à primeira final Masters 1000 da sua carreira, ele garantirá também pelo menos a 12ª posição do ranking. Esse fato é especialmente impressionante se tivermos em consideração que ele estava fora do Top 100 no início da atual temporada.

A outra semifinal opõe Novak Djokovic a Stefanos Tsistsipas, quinto classificado do ranking, num jogo de alto nível.

O veterano está invicto há doze jogos no circuito e ainda não perdeu nenhum sem perder neste Masters 1000 de Paris, onde eliminou Maxime Cressy, Karen Khachanov e Lorenzo Musetti para chegar nas quartas.

Quanto ao grego, também venceu o seu adversário, Tommy Paul, em apenas dois conjuntos (6-2, 6-4), eliminando assim o norte-americano que até então era o jogador sensação do torneio francês, por ter batido Bautista, Nadal e Carreño nas rondas anteriores.

Este será o 12º encontro entre ambos, com vantagem para o sérvio que ganho oito vezes.

A final terá lugar no domingo às 11h00 de Brasília.

Alcaraz pode falhar as ATP finals

Após o abandono nas quartas de final do Masters 1000 de Paris, o número um mundial se mostrou cauteloso e não garante sua participação no ATP Finals, que começa no domingo 13 de novembro, em Turim.

“Não sei se vou chegar ao ATP Finals”, afirmou o jovem espanhol, acrescentado que tem “que ir para casa, fazer exames e ver a magnitude do problema”.

WTA Finals: quem será a quarta finalista?

A última vaga nas semifinais do WTA Finals será decidida às 17h30 (de Brasília) deste sábado, no confronto entre a francesa Caroline Garcia e a russa Daria Kasatkina, que têm percursos idênticos no torneio. Ambas perderam para Swiatek e venceram Gauff em sets diretos.

A vencedora da partida defrontará, no domingo, a grega Maria Sakkari que, entretanto, confirmou sua primeira posição no grupo Nancy Richey do Finals, ao bater a tunisiana Ons Jabeur, por 6/2 e 6/3, vencendo assim seu terceiro jogo consecutivo em sets diretos.

Também a bielorrussa Aryna Sabalenka se classificou e vai reencontrar, no domingo, a líder mundial do ranking, Iga Swiatek, que anda está invicta no torneio.

Bia Haddad Maia em busca das semis nas duplas

Esta sexta-feira foram divulgados os cenários de classificação do Grupo Pam Shriver na chave de duplas do WTA Finals, que conta com a brasileira Beatriz Haddad Maia e sua parceira cazaque Anna Danilina.

Apesar de todas as duplas do grupo terem ainda chances de se classificar para as semifinais do torneio, para Bia e Danilina, basta uma vitória em sets diretos para não dependerem de mais nenhum resultado.

A rodada decisiva joga-se esta tarde, às 15h30 de Brasília, frente à ucraniana Lyudmyla Kichenok e à letã Jelena Ostapenko, que ainda não venceram no torneio.

O segundo encontro opõe a belga Elise Mertens e a russa Veronika Kudermetova, a única dupla invicta no Finals, contra a canadense Gabriela Dabrowski e a mexicana Giuliana Olmos.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies