Pular para conteúdo
Registre-se
Leo Moura (Flamengo) e Romário (Vasco)
  1. Futebol

A religiosidade como fator de diferenciação entre Vasco e Flamengo

É na religião que se encontra a principal diferença entre Vasco e Flamengo.

As rivalidades entre clubes de futebol tendem a se alicerçar em distinções extracampo.

Partindo desse pressuposto, argumentaremos neste texto que é a religião o fator de diferenciação no caso do clássico Vasco vs. Flamengo.

Dérbis ao redor do mundo

No futebol, frequentemente utiliza-se a palavra dérbi (do inglês derby) para designar uma partida entre dois clubes tradicionais de uma mesma cidade.

Exemplos conhecidos de tais confrontos são o Dérbi de Lisboa (Benfica vs. Sporting) e o Derby della Capitale (Roma vs. Lazio).

As diferenças entre os dois lados de uma rivalidade futebolística tendem a ser percebidas principalmente no plano social. Em outras palavras: o ''time da elite'' vs. o ''time do povo''.

Exemplos do que acabamos de dizer são River Plate (elite) vs. Boca Juniors (povo), Grêmio (elite) vs. Internacional (povo) e Galatasaray (elite) vs. Fenerbahçe (povo).

Na capital paulista, que têm três clubes considerados grandes, o clássico representativo da distinção de classe é São Paulo (elite) vs. Corinthians (povo).

Danilo Avelar (Corinthians) e Pablo (São Paulo)

(Por isso mesmo, brinca-se que o torcedor do Palmeiras não é nem rico o suficiente para ser são-paulino nem pobre o suficiente para ser corintiano.)

No caso da capital fluminense, a situação é mais complexa.

Os grandes cariocas

O Rio de Janeiro é talvez a única cidade do mundo com quatro clubes de futebol considerados nacionalmente grandes.

Esses são o Botafogo, o Flamengo, o Fluminense e o Vasco.

O Fluminense sempre se viu associado à elite. O seu próprio mascote, o Cartola, é um símbolo de nobreza.

E quanto ao time do povo?

A resposta óbvia é o Flamengo, cuja torcida é a maior de todas — o que fez com que ganhasse o apelido de ''o mais querido''.

torcida do Flamengo

Também merece ser feita uma observação quanto ao seu mascote, o Urubu.

A menção a tal pássaro teria inicialmente partido de torcedores dos outros grandes cariocas, numa alusão aos muitos negros que torciam pelo clube da Gávea.

Acontece que, historicamente, a instituição esportiva carioca mais marcada por sua defesa de causas sociais sempre foi o Vasco.

Como é amplamente sabido, os vascaínos (que têm como mascote o Almirante) desde o início tiveram negros e pobres na equipe.

Além disso, enquanto Botafogo, Flamengo e Fluminense estão localizados na Zona Sul (região nobre do Rio de Janeiro), o Vasco está localizado na menos prestigiada Zona Norte.

Por essa razão, tanto seus dirigentes quanto seus torcedores gostam de afirmar que o Vasco é ''o legítimo clube do povo''.

torcida do Vasco

Como resultado dessa controvérsia, até hoje não há unanimidade quanto ao ''clube do povo'' carioca.

O que não significa que não seja possível encontrar outro ponto de diferenciação entre Vasco e Flamengo.

A cruz os separa

Em julho passado realizou-se uma pesquisa encomendada pelo jornal O Globo ao Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria Estratégia) relativa às maiores torcidas do país.

A partir das respostas dadas foi traçado um perfil dos adeptos dos principais clubes brasileiros de acordo com variáveis como idade, raça e sexo.

Um dos resultados mais reveladores diz respeito às diferenças de religião.

O único clube com um percentual de torcedores evangélicos superior ao seu recorte geral é o Flamengo. A diferença é de 9,1%.

E, embora diferentes clubes tenham relativamente mais católicos na comparação com o seu recorte geral, nenhum supera o Vasco nesse quesito. A diferença aqui é de 26,1%.

Isso torna a rivalidade entre esses dois grandes cariocas semelhante à dos dois grandes de Glasgow (a capital escocesa): o Celtic (católico) e o Rangers (protestante).

Mas, como veremos a seguir, no caso de Vasco e Flamengo a religião também pode servir como fator de união.

A África os une

Segundo uma pesquisa de 2020 do instituto Datafolha, a fé em religiões afro-brasileiras é professada por aproximadamente 2% dos brasileiros — muitos deles no Rio de Janeiro.

Uma das principais dessas religiões é o candomblé, com seus diversos orixás (entidades criadas pela divindade suprema, Olodumarê).

Cada orixá tem uma ou mais cores. E dois deles, Exu e Pombagira, são associados ao vermelho e o preto. Justamente as cores do Flamengo.

Quanto ao Vasco, é inegável a sua ligação com outra grande religião afro-brasileira, a umbanda, desde os tempos do emblemático Pai Santana (falecido em 2011).

O papel de Santana ia muito além do seu cargo de massagista. Como pai de santo, ele fazia também trabalhos em prol de vitórias da equipe de futebol.

A conclusão que tiramos de tudo o que se viu neste texto é que tanto o clube da Gávea quanto o de São Januário são exemplos típicos do sincretismo religioso brasileiro.

Por isso mesmo, a religião pode até servir como fator de diferenciação entre ambos; mas sempre em espírito de respeito e civilidade.

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies