Pular para conteúdo
pt-br ACESSAR Esportes bet365
Roger Schmidt (Benfica)
  1. Futebol
  2. Outras Ligas

A Primeira Liga pode redimir as Águias

Desde a queda na Liga dos Campeões, o Benfica tem no Campeonato Português a chance de salvar a temporada.

Na primeira metade de 2022–23, o Benfica foi uma das grandes sensações da Liga dos Campeões da UEFA. Num grupo em que também se encontravam Paris Saint-Germain e Juventus, os encarnados não perderam para ninguém e terminaram em primeiro lugar.

Na segunda metade daquela temporada, a equipe do alemão Roger Schmidt mostrou-se inconstante. Além de caírem nas quartas de final da Taça de Portugal e da Liga dos Campeões, as águias só garantiram na última rodada da Primeira Liga um título que parecia certo.

Foi sob certo clima de desconfiança que os lisboetas chegaram a 2023–24. E, embora o seu plantel ainda seja o mais valioso entre os clubes portugueses, seu desempenho na atual temporada mostra que a reconquista da Primeira Liga não será uma tarefa nada simples.

Problemas de reposição

Desde 2022–23 o Benfica perdeu três peças importantes. O meio-campista argentino Enzo Fernández (Chelsea) saiu no inverno, enquanto o lateral-esquerdo espanhol Álex Grimaldo (Bayer Leverkusen) e o atacante Gonçalo Ramos (Paris Saint-Germain) saíram no verão.

Para ocupar em 2023–24 a vaga deixada pelos três atletas mencionados no parágrafo anterior, os encarnados trouxeram o meio-campista turco Orkun Kökçü (Feyenoord), o lateral-esquerdo tchéquio David Jurásek (Slavia Praga) e o atacante brasileiro Arthur Cabral (Fiorentina).

Kökçü não mostrou tudo o que pode por uma questão tática: embora seja um «camisa 10», tem sido escalado como um «camisa 8». Em relação a Jurásek e a Arthur o problema parece ser principalmente técnico, e nem um nem outro costumam estar entre os titulares de Roger Schmidt.

Dos sete jogadores trazidos na última janela de transferências, dois têm agradado: o goleiro ucraniano Anatoliy Trubin (vindo do Shakhtar Donetsk) e o atacante argentino Ángel Di María (vindo da Juventus para voltar a defender aquele que foi seu primeiro clube na Europa).

Altos e baixos na Primeira Liga

A temporada começou com um 2 x 0 sobre o Porto (estádio Municipal de Aveiro) pela Supertaça de Portugal. Mas logo na primeira rodada da Primeira Liga o Benfica caiu por 3 x 2 perante o Boavista (Bessa).

Por três vezes os lisboetas empataram com pequenos no Campeonato Português: 1 x 1 com o Casa Pia (Luz), 0 x 0 com o Moreirense (Comendador Joaquim de Almeida Freitas) e 1 x 1 com o Farense (Luz).

Por outro lado, as águias derrotaram seus principais rivais na Primeira Liga. Pela 7.ª rodada, 1 x 0 sobre o Porto (Luz); pela 11.ª, 2 x 1 sobre o Sporting (Luz); pela 14.ª, 1 x 0 sobre o Braga (Municipal de Braga).

Faltam ainda três rodadas para o fim do primeiro turno, mas esta edição da Liga Portuguesa tem sido considerada a mais disputada dos últimos tempos. Hoje o Benfica é o vice-líder, um ponto atrás do Sporting.

Frustração na Liga dos Campeões

Como dissemos, na temporada passada o Benfica caiu nas quartas da Liga dos Campeões. Antes daqueles jogos com a Internazionale (derrota por 2 x 0 em Lisboa e empate por 3 x 3 em Milão), não eram poucos os que consideravam os portugueses os favoritos a avançar às semifinais.

Foi por esse motivo que as águias chegaram à Liga dos Campeões 2023–24 com a ideia de que a classificação às oitavas de final seria o mínimo aceitável. No seu grupo, o D, estaria a própria Internazionale e também os espanhóis da Real Sociedad e os austríacos do Salzburg.

Após quatro derrotas nas quatro primeiras rodadas, os encarnados viram-se sem quaisquer possibilidades de classificação. O empate e a vitória nas rodadas seguintes garantiram-lhes o terceiro lugar no grupo e a passagem aos play-offs de acesso às oitavas de final da Liga Europa.

No segundo principal torneio da UEFA o Benfica terá como primeiro (e talvez único) adversário o Toulouse, em jogos marcados para 15 e 22 de fevereiro. O título da Europa League seria a redenção do vexame na Liga dos Campeões, mas há seis equipes à sua frente em «Vencedor Final».

Ajustando o foco

Antes dos compromissos europeus, os de Schmidt entrarão em campo pelas taças nacionais. Em 10 de janeiro, enfrentam o Braga (em casa) pelas oitavas de final da Taça de Portugal; duas semanas depois, enfrentam o Estoril (em campo neutro) pela semifinal da Taça da Liga.

Os duelos mencionados acima se decidem em jogo único, e por tal motivo merecerão toda a atenção dos lisboetas. Isso vale principalmente para o embate com o Braga, por ser na Luz e por ser a Taça de Portugal o segundo torneio mais importante entre clubes portugueses.

Independentemente do quão longe o Benfica chegue nos outros três torneios, o foco recairá sobre a Primeira Liga. 2023–24 jamais será uma temporada tão boa quanto se imaginava quatro meses atrás, mas o bicampeonato nacional dará a paz necessária para planejar 2024–25.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta

Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.