Pular para conteúdo
ACESSAR Esportes bet365
Massimiliano Allegri
  1. Futebol
  2. Itália Serie A

A oportunidade de ouro da Juve

Livre de compromissos europeus, a «vecchia signora» vem se confirmando como candidata ao «scudetto».

Três meses atrás, a UEFA puniu a Juventus com multa de 20 milhões de euros e excluiu a vecchia signora da atual Liga Conferência. Sem outras competições nesta temporada além da Serie A e da Coppa Italia, conseguirão Massimiliano Allegri e seus homens reconquistar o scudetto?

Relembrando 2022–23

A Juventus terminou a última Liga Italiana com 22 vitórias, 6 empates e 10 derrotas. Se a classificação não tivesse sofrido interferência de fatores extracampo, esses 63% de aproveitamento teriam dado aos bianconeri o quarto lugar. Em outras palavras: teria sido da Juve a última vaga na Liga dos Campeões da UEFA 2023–24.

Mas, por ter perdido dez pontos devido a irregularidades financeiras, a vecchia signora terminou em sétimo. Sem nem mesmo a Liga Conferência para disputar (competição da qual participariam porque a Inter conquistou a Coppa Italia), os de Turim encontram-se focados em vencer sua primeira Serie A desde 2019–20.

Um mercado discreto

No último scudetto conquistado pela Juventus integravam o elenco o zagueiro Leonardo Bonucci e o lateral/ala-direita Juan Cuadrado. Ambos partiram no verão passado, assim como o meio-campista Leandro Paredes e o atacante Ángel Di María.

Em termos de chegadas o mercado foi pouco movimentado. Voltaram de empréstimo o lateral-esquerdo Andrea Cambiaso (Bologna) e dois meio-campistas, Hans Nicolussi Caviglia (Salernitana) e o americano Weston McKennie (Leeds United).

A única contratação para 2023–24 foi outro meio-campista americano: Timothy Weah, comprado do Lille por 10,3 milhões de euros (mais 3,1 milhões em caso de cumprimento de metas). Um pouco adiante falaremos de atletas que permaneceram.

Os favoritos ao título

Para contextualizar a nossa análise das chances de título bianconero, vejamos as principais cotações do mercado «Vencedor Final» da Serie A 2023–24 em 19 de agosto (dia das primeiras partidas).

cotaçãoequipe
2,75Internazionale
4,00Napoli
4,33Juventus
6,00Milan

As perspectivas para a Juventus eram até bastante otimistas se considerarmos a grande temporada 2022–23 feita pelo Napoli (campeão da Serie A com cinco rodadas de antecedência) e pela Inter (campeã da Coppa Italia e vice-campeã da Liga dos Campeões). Além disso, o Milan se reforçou muito bem e manteve quase todos os seus principais nomes.

Mas um mês atrás o próprio técnico dos rossoneri, Stefano Pioli, afirmou que os bianconeri eram os favoritos ao título; e semana passada o CEO esportivo dos nerazzurri, Giuseppe Marotta (ex-dirigente da Juve), disse o mesmo. Ambos basearam seu argumento no fato de que a equipe treinada por Allegri não disputaria qualquer competição europeia.

Essa análise faz bastante sentido e provavelmente fará ainda mais quando começar a fase eliminatória da Liga dos Campeões da UEFA. (Os jogos de ida das oitavas de final serão em fevereiro.) A grande questão é se os turinenses chegarão à segunda metade do Campeonato Italiano como os líderes ou pelo menos não muito distantes da liderança.

As principais armas

A escassez de reforços para esta temporada aumenta a cobrança (que já seria grande) sobre os atletas remanescente. Um dos principais é o atacante sérvio Dusan Vlahovic, que antes do início desta Serie A aparecia em terceiro (junto de Ciro Immobile, da Lazio) nas cotações de «Melhor Marcador».

Embora alcançar o topo da artilharia seja uma tarefa muito difícil diante da concorrência de Lautaro Martínez (o argentino já marcou onze vezes), Vlahovic tem apresentado bons números. Por problemas físicos, o camisa 9 foi titular em apenas seis jogos; ainda assim, marcou quatro gols.

Seu companheiro de ataque tende a ser Federico Chiesa, que em sete partidas como titular (também ele sofreu por lesão) marcou quatro vezes. Outras peças importantes são o goleiro polonês Wojciech Szczesny, o zagueiro brasileiro Bremer e o meio-campista francês Adrien Rabiot.

O onze ideal de Allegri hoje seria possivelmente o seguinte:

     Wojciech Szczesny;
     Danilo, Bremer e Federico Gatti;
     T. Weah, W. McKennie, M. Locatelli, A. Rabiot e F. Kostic;
     Dusan Vlahovic e Federico Chiesa.

Desempenho

Nas oito primeiras rodadas, mesmo sem nenhum confronto contra os outros favoritos, a Juventus perdeu cinco pontos que dificilmente poderiam ser considerados aceitáveis. Em 27 de agosto, empatou por 1 x 1 em casa com o Bologna; e, em 23 de setembro, perdeu por 4 x 2 fora para o Sassuolo.

Tendo ainda empatado com a Atalanta (0 x 0 fora), os bianconeri tiveram seu primeiro grande teste domingo passado. Esse foi o dia de visitar o Milan, que naquele momento liderava a Serie A (com quatro pontos a mais que a Juventus). Manuel Locatelli marcou o gol do 1 x 0 da vecchia signora sobre o diavolo.

Perspectivas revisitadas

Após a nona rodada, a Juventus se encontrava em terceiro lugar. Embora os bianconeri estivessem a dois pontos da Inter (que retomou a liderança) e a um do Milan, em «Vencedor Final» suas perspectivas eram e ainda são pouco animadoras. Compare as cotações abaixo, referentes a hoje, com aquelas de 19 de agosto.

cotaçãoequipe
2,10Internazionale
3,25Milan
4,50Juventus
9,00Napoli

Talvez Allegri e cia. precisem derrotar algum dos outros principais candidatos ao scudetto para serem vistos com outros olhos. Estejamos atentos, portanto, às seguintes datas: 26 de novembro, quando a Juventus enfrenta a Inter, e 8 de dezembro, quando enfrenta o Napoli (ambos os encontros em Turim).

Ou talvez os bianconeri já se encontrem um pouco mais bem cotados daqui a quatro semanas. Sua defesa é a segunda melhor (0,60 por jogo); e seu ataque, embora não venha sendo muito eficaz (1,6 por jogo), tende a evoluir agora que tanto Vlahovic quanto Chiesa parecem estar em boas condições físicas.

A última temporada em que a Juventus não disputou nenhuma competição europeia foi a de 2011–12, quando conquistou a Serie A pela 28.ª vez. Mesmo que a vecchia signora de 2023–24 não repita esse feito, os principais sinais indicam que a luta pelo scudetto não será um plebiscito entre os arquirrivais de Milão.

As cotações aqui apresentadas estão sujeitas a flutuações.

Artigos Relacionados

A bet365 utiliza cookies

Nós utilizamos cookies para oferecer um serviço melhor e mais personalizado. Para mais informações, consulte a nossa Política de Cookies

Novo na bet365? Obtenha até R$200 em Créditos de Aposta Registre-se

A conta deve estar verificada antes da ativação. Retornos excluem valor de aposta em Créditos de Aposta. São aplicados T&Cs, limites de tempo e exclusões.